Legislativo

Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 08h:14 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

Assembleia Legislativa

Em pré-campanha, deputados cancelam sessões nas quintas

   A partir de março as sessões ordinárias da Assembleia Legislativa realizadas todas as quintas-feiras serão suspensas. Hoje, as sessões acontecem nas tarde de terça-feira, manhã e tarde de quarta-feira e manhã de quinta-feira. Os deputados estaduais já planejam suas campanhas para tentar a reeleição, por isso, reorganizaram as sessões de modo que possam percorrer o Estado e fazer campanha. A tendência é que eles sejam mais “faltosos” neste ano em função da agenda apertadíssima com encontros com eleitores, empresários, cúpula dos partidos e outras lideranças com as quais precisam se reunir para cooptar ou reforçar o apoio.

    Pelo novo “calendário” de sessões apresentado pelo presidente da Assembleia José Riva (PP) nesta quarta (24), as sessões de quinta serão suspensas em março, mas para repor a mudança serão feitas sessões extra-ordinárias nas quartas, que ficarão com três reuniões, duas ordinárias e uma extraordinária.

  Segundo o progressista, a mudança foi debatida e aprovada durante reunião do Colégio de Líderes a pedido dos próprios parlamentares. Eles justificam que precisam permanecer mais tempo em suas bases eleitorais. Praticamente todos devem tentar a reeleição e aproveitam o fato de estarem no cargo para terem mais destaque e visibilidade.

   Nos próximos dias os deputados devem também definir um cronograma de votação dos projetos existentes na Casa. Há uma expectativa maior em torno da apreciação do projeto de Zoneamento Sócio-Econômico Ecológico. No início do ano o governador Blairo Maggi (PR) voltou a pedir celeridade na aprovação da mensagem, mas como ela é complexa, não se sabe se isso ocorrerá antes de abril, quando o republicano deixa o cargo para que o vice Silval Barbosa (PMDB), pré-candidato ao Paiaguás, assuma.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

Adevair vai para PTB e quer ser vice

adevair cabral curtinha   O PTB, que hoje não tem um representante entre os 25 vereadores cuiabanos, vai abrigar dois parlamentares, o presidente da Câmara Municipal Misael Galvão, hoje no PSB, e o primeiro-secretário da Mesa, o tucano Adevair Cabral (foto). O curioso é que ambos chegam na legenda petebista...

7 contra reinstituição dos incentivos

valdir barranco curtinha   Como já esperado pelo governador Mauro, apesar da pressão de diversos segmentos, como do comércio, do agronegócio e da indústria, o projeto de lei complementar número 53, que trata da reinstituição dos incentivos fiscais, passou facilmente pelo crivo da Assembleia....

Irmão de ex-senador já sai do governo

wener santos curtinha   Durou apenas seis meses a permanência do ex-prefeito de Nova Marilândia (2013/2016), Wener dos Santos (foto), como secretário-adjunto de Cidades do Estado. Irmão do ex-senador Cidinho Santos, Wener foi exonerado no último dia 2. Pediu para deixar o governo Mauro. O salário não...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.