Legislativo

Terça-Feira, 07 de Janeiro de 2014, 08h:48 | Atualizado: 07/01/2014, 10h:30

MT Saúde

Emanuel critica governo e denuncia medidas para privatizar MT Saúde

 

 

emanuel.jpg

 Deputado  Emanuel Pinheiro critica governo e ressalta que MT Saúde não pode ser privatizado 

 O deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR) criticou as declarações do ex-secretário de Administração, Francisco Faiad (PMDB), sobre o MT Saúde durante entrevista ao RDNews. Isso porque o peemedebista, que deixou a pasta para concorrer a uma vaga na Assembleia nas eleições deste ano, disse que o Executivo tem gasto, mensalmente, R$ 5 milhões com o plano dos servidores sem a reestruturação do programa.

   Na ocasião, Faiad adiantou que o novo projeto do plano estabelece que o governo deixe de injetar recursos no período de 10 anos, gradativamente, a partir deste ano. Desta forma, em 2024 o Executivo estadual não terá mais participação no custeio do serviço de saúde e todo o custo será pago pelos próprios servidores – o que para o deputado é inadmissível. “O MT Saúde foi criado para patrocinar a inclusão social, é um benefício para os servidores que ganham pouco e não tem condições de pagar um plano privado”, comenta.

   Acontece que a tendência é que o programa se pareça, de fato, com os planos de saúde particulares. Além de o governo diminuir o investimento a cada ano, o projeto de reestruturação também prevê o remodelamento dos contratos e as mensalidades serão por faixa etária, e não mais por percentual sobre salário. Fora isso, todos que foram dependentes terão que pagar, independente do grau de parentesco. O objetivo é dar autonomia financeira maior ao plano.

   Diante das possíveis mudanças, o republicano garante que a única coisa que o MT Saúde não pode parecer é com um plano de saúde privado. “Se for assim, é melhor acabar com o plano. Essa história é a mesma coisa que privatizar o MT Saúde e ele não nasceu com essa concepção, mas sim com a natureza pública e social”, reforça. Para Pinheiro, o programa não terá condições de se sustentar caso todas essas mudanças sejam aprovadas.

   Por outro lado, o deputado afirma que é favorável às mensalidades por faixa etária, desde que os idosos não sejam prejudicados com a medida. “Eles não podem ter o valor de sua mensalidade aumentada devido à idade avançada, cobrar mais do idoso é uma característica do plano privado e defendo que permaneça o valor de acordo com a faixa salarial”, pondera.

Faiad critica descaso da AL com MT Saúde

  O deputado é membro da CPI instaurada no Legislativo no ano passado para investigar a real situação do MT Saúde. Junto com outros parlamentares, defende que o plano, criado em 2003 pelo ex-governador Blairo Maggi (PR), não pode ser extinto. “Estão matando a essência e descontruindo o MT Saúde, que nasceu para ser público e social”, ressalta. Atualmente o MT saúde beneficia 12 mil servidores, totalizando 30 mil pessoas com os dependentes.

   A reestruturação do MT Saúde será votada em fevereiro, quando os deputados voltam do recesso, assim como as emendas apresentadas pelos parlamentares. Neste sentido, Pinheiro garante que o debate será intenso e dará desdobramento para mais um capítulo de discussões acerca do plano.

 

   Para ele, o programa não é problema para o governo Silval Barbosa (PMDB), que realizou financiamentos milionários para executar as obras da Copa de 204. “Sou a favor das obras, mas um governo que tem condições de fazer esses investimentos não pode se recusar a investir no plano de saúde de seus servidores”, finaliza. 

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • FLÁVIO | Terça-Feira, 07 de Janeiro de 2014, 17h25
    0
    0

    É vergonhosa a nossa preguiça de acompanhar as ações e atitudes de nossos eleitos!!! Mais vergonhoso ainda e nosso desconhecimento (ignorantes acomodados) das leis referentes aos nossos deveres e direitos como cidadãos!!! Agora com o período eletivo inicia a peça teatral mais nojenta, falsa e repetitiva com políticos demagogos e vorazes pelo dinheiro público (NOSSO). MT SAÚDE – NÃO PODE EXISTIR É UMA ENTIDADE QUE AFRONTA NOSSA CONSTITUIÇÃO!!! NÃO É POSSÍVEL (NÃO PODE) à administração pública custear planos de saúde privado (MT SAUDE), ainda que em parte, tendo em vista a universalidade e igualdade insculpidos no artigo196 e à vedação do artigo 199, parágrafo 2º da Constituição Federal.

  • Luiza | Terça-Feira, 07 de Janeiro de 2014, 13h09
    2
    0

    Você critica o governo seu Emanuel Pinheiro, olhe para suas atitudes também. Estou de olho em você. Olha quem você indicou para secretário de Bem Estar Social de Varzea Grande, nada mais nada menos do que Silvio Fidelis, nós da Prefeitura de Cuiabá conhecemos bem Silvio Fidelis...

  • Rafael Almeida Neto | Segunda-Feira, 06 de Janeiro de 2014, 18h37
    0
    0

    Deputado Emanuel, se vc quer salvar o MT Saúde, fala p/ seu colega Dep Guilherme Maluf parar de locupletar às custa do governo através do MT Saúde, todos sabem que quem manda no MT é o Hospital Santa Rosa, todas as despesas administrativas do hospital do nobre deputado e custeado com dinheiro público. O atual presidente do Mt Saúde é cumplice de toda essa cachorrada. Faça um trabalho sério para investigar os prestadores e você verá que tudo e superfaturado. Faça essa atitude

  • Dornele$ | Segunda-Feira, 06 de Janeiro de 2014, 18h35
    0
    0

    Tudo é questão de prioridade. Para se ter uma ideia da coisa, o prédio do antigo Hospital das Clínicas de Cuiabá, na Avenida São Sebastião, foi alugado pelo governo de Mato Grosso, por quase dois anos. Ficou todo esse tempo fechado. O governo pagou quase 2 milhões de reais. E vai ficar por isso mesmo!

  • Henrique | Segunda-Feira, 06 de Janeiro de 2014, 18h33
    0
    1

    Valorosos servidores públicos, é notório o jogo de cena que a ALMT e o Governo fazem há mais de 02 anos. Vejam senhores os fatos que corroboram com isso: quem foi designado para a CPI da SAUDE. Resposta: o atual conselheiro Sergio Ricardo – e resolveu alguma coisa? Quem há mais de 01 ano foi escolhido para a CPI do MT SAUDE. Resposta: WALTER RABELLO. Quem subiu a tribuna nesse período para fazer APENAS discursos vazios. Resposta: Emanuel Pinheiro. Vejamos pelo lado do Governo. Quem mais se comprometeu com a solução dos problemas do MT SAUDE. Resposta: só os secretários de administração, e onde estão esses? Espalhados por aí em outros cargos ou preparando a cama para as eleições. Na ALMT a única digna de credibilidade é a deputada Luciana Bezerra. Pense nisso servidores. QUANDO OS HOMENS DE BEM OMITEM, O MAL TRIUNFA!!!!!!

  • Adão | Segunda-Feira, 06 de Janeiro de 2014, 14h37
    2
    1

    O que o deputado precisa entender é que a Constituição da República já prevê a assistência à saúde patrocinada pelo governo, que é o SUS. Por que manter uma estrutura paralela, com custo adicional, para atender apenas pouco menos de 1% da população estadual? Manter uma estrutura inteira de pessoal, espaços físicos, equipamentos, móveis, veículos, mais cargos comissionados, para que, se já se destina recurso ao SUS, que deve prestar atendimento a todo cidadão? Use-se o recurso do MT Saúde no SUS, que causará um benefício maior, deputado.

  • Jacó | Segunda-Feira, 06 de Janeiro de 2014, 10h51
    1
    0

    É ano político, este ano é o ano de assumir todas as responsabilidades e apontar culpados e o ano q vem volta a mesmice novamente!!

  • toninho | Segunda-Feira, 06 de Janeiro de 2014, 09h07
    1
    2

    Até que em fim aparece alguém pra defender o MT Saúde!!!!!! Plano criado pra substituir o IPEMAT, com fins de ser Social e Público, bom deputado, parabéns.

PDT quer França, mas não pra suplente

allan kardec 400   Embora o deputado e secretário de Cultura do Estado, Allan Kardec (foto), presidente regional do PDT, tenha flertado com Roberto França, tentando atraí-lo para o partido e com expectativa de candidatura, não há nenhum convite para este ser um dos suplentes ao Senado na chapa de Pivetta. A ideia...

Uma candidatura jovem na chapa

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) assegurou neste domingo que não definiu ainda os dois suplentes de sua futura chapa ao Senado. Sobre Sachetti, observou que trata-se de um parceiro e amigo e que está pronto para ajudar no projeto, sem fazer imposição para assumir suplência, assim como o...

Rei da soja incentiva Fávaro ao Senado

erai maggi 400 curtinha   O ex-vice-governador Carlos Fávaro não mantém o silêncio à toa. Embora tenha sido o terceiro mais votado em 2018 - por pouco não fica com a vaga ocupada hoje pelo senador Jayme Campos -, Fávaro está enfrentando uma série de dificuldades para se viabilizar de...

Professor terá desempenho avaliado

marioneide 400 curtinha   Professores da rede pública estadual agora vão passar por avaliação de desempenho tanto para fins de progressão funcional quanto para atender a uma série de novas exigências. A secretária de Educação, professora Marioneide Kliemaschewsk (foto), já...

O pinóquio de antes, o aliado de hoje

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), hoje deputado pelo quarto mandato, está levando porrete de todo lado pela decisão de entrar na base do Governo Mauro Mendes, seu então adversário político dos últimos 15 anos. Ambos, que se enfrentaram nas urnas duas vezes, uma a prefeito e outra para...

França, convite do Pode e suspense

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto), que exerceu vários mandatos eletivos, entre eles de vereador e de prefeito de Cuiabá, ficou empolgado com o convite para se filiar ao Podemos, inclusive com abertura para concorrer novamente ao Palácio Alencastro. Para evitar conflitos, antes de fazê-lo, o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.