Legislativo

Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 10h:01 | Atualizado: 07/11/2019, 15h:16

Previdência

Estados e municípios vão aprovar reforma da previdência antes das eleições 2020

O Senado aprovou, em primeira votação, a PEC 133, que estabelece alterações na Reforma da Previdência. O texto permite que Estados e municípios façam à adesão integral das regras aprovadas pela União. O projeto ainda precisa ser aprovado em segundo turno antes de seguir para a Câmara. Apenas 11 senadores foram contrários, e 56 votaram favoráveis, entre eles estão os mato-grossenses Selma Arruda (Pode) e Wellington Fagundes (PL). Já Jayme Campos não compareceu.

Jayme Campos, Selma Arruda, Wellington Fagundes

Jayme Campos não estava presente. Selma e Wellington votaram a favor da PEC Paralela

A PEC Paralela corrigiu alguns pontos da Reforma da Previdência aprovada em outubro. A principal delas foi criar a possibilidade dos entes federados aderirem às alterações do regime previdenciário promovidos pelo Governo Federal. A adesão deverá ser feita com envio do texto no formato de projeto de lei pelo Poder Executivo estadual à Assembleia.

Municípios também deverão fazer aprovação após o assunto tiver sido encerrado no Estado. Se não aprovarem regras próprias, deverão aderir de forma compulsória às regras da União. Entre as determinações,  fica previsto que os governadores e prefeitos não podem fazer essa discussão faltando 180 dias para encerrar o mandato, o que em regra exige que os municípios resolvam esta questão antes das eleições do próximo ano.

Em Mato Grosso a expectativa pela reforma é grande, principalmente porque o deficit mensal neste ano se situa em R$ 115 milhões, com perspectiva de encerrar o exercício com um saldo negativo de R$ 1,4 bilhão. O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que é prioritário tratar do tema ainda este ano.

Reiteradamente o presidente da Assembleia Eduardo Botelho (DEM) tem destacado a importância de se discutir a reforma e garantir que o crescente deficit previdenciário do Estado não entre em colapso em menos de uma década.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

"Eu não devo um centavo para Júlio"

sergio rezende 680   O empresário e ex-vereador de Chapada dos Guimarães, Sergio Rezende (foto), que foi "enquadrado" pelo cacique político do DEM, Júlio Campos, reagiu, mas sem as críticas duas de antes contra o ex-governador. Irritado pelos ataques feitos por Rezende em um grupo de WhatsApp, Julio gravou um...

Ex-vereador do DEM recua da disputa

ivan evangelista 400 curtinha   O pecuarista e ex-vereador Ivan Evangelista (foto) vai mesmo jogar a tolha. Apontado como uma das apostas do DEM na briga por vaga no Legislativo cuiabano, Ivan não se empolgou, notou dificuldades para se obter êxito nas urnas e vai comunicar a direção do partido de sua desistência da...

Gestão Tatá sob várias irregularidades

tata amaral 400 curtinha   A gestão Tatá Amaral (foto), em Poconé, está sendo marcada por uma série de irregularidades. Uma denúncia feita junto ao TCE pelo auditor público interno municipal, Ademar Vivan Júnior, foi confirmada. Descobriu-se, por exemplo, contratação...

Ucamb é multada por irregularidades

edio 400 curtinha   Numa sessão realizada por videoconferência, o TCE puniu o líder comunitário Édio Martins de Souza (foto) por irregularidades num convênio de 2009 com o Estado. Na época, Édio presidia a União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairro (Ucamb)....

PSD reforça nome de Flávio em VG

selleman mathias 400 curtinha psd vg   Chamou a atenção a presença do presidente do diretório do PSD, em Várzea Grande, Selleman Mathias (foto), no lançamento da candidatura do empresário Flávio Vargas (PSB) à sucessão da prefeita Lucimar Campos, nesta quarta. Ao que tudo...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.