Legislativo

Quinta-Feira, 21 de Dezembro de 2017, 10h:47 | Atualizado: 21/12/2017, 17h:21

Ex-chefe do MPE, Ferra diz já ter prestado informações, mas está à disposição de CPI

TCE

Procurador do MPE-MT - Marcelo Ferra

Sub-procurador-geral de Justiça Jurídico e Institucional Marcelo Ferra em uma posse no TCE

Possível convocado para prestar depoimento na Assembleia, o sub-procurador-geral de Justiça Jurídico e Institucional Marcelo Ferra afirma que o Ministério Público Estadual já prestou esclarecimentos aos membros da CPI das Cartas de Crédito ou CPI do MPE.  Ressalta, no entanto, que está a disposição dos parlamentares para fornecer novas informações, caso seja chamado. A CPI criada há mais de dois anos foi prorrogada em outubro por mais 180 dias.

O relator da investigação, deputado Leonardo Albuquerque (PSD), disse que com a extensão do objeto de investigação e prorrogação do prazo para a elaboração do relatório, Ferra, que chefiou o MPE na época da emissão das cartas, poderia ser convocado para depor. Além dele, também há a expectativa de que o ex-procurador-geral de Justiça Paulo Prado também seja chamado. “Nunca tive nenhuma oposição a prestar qualquer esclarecimento. Seja verbal ou por escrito. Nós servidores públicos estamos sempre à disposição”, disse ao .

A oitiva de Prado e Ferra já havia sido descartada pelo presidente da CPI, deputado Oscar Bezerra (PSB), que apontou os depoimentos como desnecessários. Os procuradores estavam no cargo quando foram pagas cartas de crédito trabalhistas para procuradores e promotores de Justiça, apontadas como irregulares.

Auditoria

O ex-presidente da Assembleia, José Riva, ao ser ouvido novamente pela CPI na última semana, chegou a opinar que a única forma de “chegar a um veredicto correto” sobre supostas fraudes na emissão de cartas de crédito em Mato Grosso é realizar uma auditoria. O político garante que muitos membros do MPE receberam cartas de crédito de forma incorreta.

Ferra, no entanto, diz que a auditoria já foi feita pelo Tribunal de Contas e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e nenhuma irregularidade foi encontrada.

Investigação

A CPI foi criada para investigar a conduta de membros do MPE, relacionada a supostas irregularidades na negociação de cartas de créditos, ocorridas na área sujeita ao controle e fiscalização do Poder Legislativo. As suspeitas vieram à tona durante a 5ª etapa da Operação Ararath, deflagrada em maio de 2014.

À ocasião, mandados de busca e apreensão foram cumpridos na casa do ex-secretário de Estado de Fazenda, Eder Moraes, onde foram encontrados documentos e planilhas detalhando pagamento de precatórios a promotores e procuradores de Justiça. Segundo informações contidas nos documentos, 45 procuradores, promotores de Justiça teriam sido beneficiados com um valor total superior a R$ 10,3 milhões.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

Contrariando estatística do governador

silvano amaral 400 curtinha   Mais um secretário de Estado contraria a estatística do governador Mauro, que no ano passado se orgulhou de anunciar que nenhum dos integrantes do primeiro escalão respondia por condenação judicial. O emedebista Silvano Amaral (foto), ex-deputado, ex-secretário de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.