Legislativo

Quarta-Feira, 06 de Novembro de 2019, 19h:45 | Atualizado: 06/11/2019, 19h:52

NA AL

Gilmar Mendes ganha Moção de Aplausos por liberar a pensão de ex-governador

JLSiqueira

Wilson Santos

Wilson Santos na tribuna durante sessão da AL, quando apresentou moção de aplausos

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) apresentou Moção de Aplausos ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que é mato-grossense de Diamantino, pela decisão determinando o restabelecimento do pagamento integral  da pensão vitalícia ao ex-governador Frederico Campos. O valor do beneficio pago pelo Estado chega a R$ 30,4 mil mensais. A proposta foi aprovada na sessão matutina desta quarta (06). 

Ao propor a Moção de Aplauso, Wilson lembrou que Frederico Campos chegou a passar necessidade no período em que o pagamento da pensão esteve suspenso. Segundo ele, o ex-governador de 92 anos não acumulou patrimônio na vida pública e hoje passa por dificuldades financeiras.

“Mendes acolheu decisão com pedido de liminar para que Campos receba seu beneficio que desde de julho estava parcialmente suspenso. O ministro deferiu liminar até a decisão final. Por isso, deve ser reverenciado por este Parlamento”, defendeu o tucano.

A decisão beneficiando Frederico Campos foi proferida em 30 de novembro. Em maio deste ano, o STF concluiu o julgamento de uma ação do Conselho Federal da OAB e considerou inconstitucional a lei que dava direito a pensão aos ex-governadores de Mato Grosso. O efeito foi modulado para que aqueles que receberam o benefício irregularmente não fossem obrigados a devolver o dinheiro.

 Frederico Campos governou o Estado entre 1979 e 1983, nomeado pelo ex-presidente da República Ernesto Geisel, durante a ditadura militar.  O ex-governador vem recebendo os pagamentos desde então.

 A pensão paga por ter ocupado o cargo de governador também é questionada pelo Ministério Público Estadual (MPE) em ação civil pública.  Além do benefício do Estado, ele  também recebe pensão da prefeitura de Cubatão (SP).

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Guilherme | Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 13h16
    3
    0

    Demagpgia tem hora. Esse tipo de aposentadpria remete à Constituição de 1824. A Contituição republicana de 1891 foi omissa nessa matéria, assim como a de 1934 e 1937. Mas desde a época getulista gvernadores não têm esse privilégio, em seus ascendentes diretos.

  • Paulo Barth | Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 10h13
    7
    0

    Um safado livrando a aposentadoria de uma mais ou menos honesto, sendo homenageado por um Pinóquio. "Tri real envido" seria a expressão adequada para situação! rsr

  • Alguém | Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 09h49
    1
    6

    Certíssimo o Ministro. A pensão foi concedida de forma legal e, não é justo que, aos 92 o ex-governador saia a procurar uma atividade que lhe conceda renda. É até uma questão social. Além disso, é o reconhecimento a um cidadão íntegro e humilde. Não cabe ao Deputado Wilson resolver o problema do desemprego no País. Cadê as medidas do governo federal para resolver isso???!!!!

  • Ana Lídia | Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 09h45
    1
    5

    Parabéns ao Ministro e ao Deputado. O ex-governafor Frederico Campos faz parte de uma espécie em extinção: íntegro, honesto e humilde. Tive a oportunidade de entrevistá-lo quando visitou a minha cidade e eu era ainda estudante secundarista. Um exemplo a ser seguido.

  • EMORAES | Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 09h18
    6
    0

    Com todo o respeito nobre Deputado, e os 14 milhões de desempregados no Brasil? será que essas pessoas estão vivendo felizes? vamos trabalhar Deputado, o MT está agonizando....

  • Leo Figueiredo | Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 05h47
    2
    0

    Rs...

Matéria(s) relacionada(s):

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor de Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo. Em nota de repúdio contra Osmar, o sindicato, que o indicou como representante no conselho, assegura que Osmar votou contra os ideais do Sindal e...

Arena fechada ao público por 3 dias

virginia mendes curtinha 400   Nos seis primeiros dias de portas abertas, a Arena Encantada, considerada o maior parque natalino que Mato Grosso já viu, recebeu quase 10 mil visitantes. Mas ficará três dias inacessível ao grande público. Na segunda (16), a Arena será exclusiva das milhares de crianças...

Insistência em 2 disputas em 2020

adilton sachetti curtinha 400   Aliados de Adilton Sachetti (foto), como Blairo Maggi, orientaram-no a desistir da nova disputa ao Senado, no pleito suplementar do próximo ano, já que pretende concorrer de novo à Prefeitura de Rondonópolis. Avaliam que ele pode se queimar politicamente se continuar demonstrando sede...

Sindal e a traição por alíquota de 14%

jovanildo antonio sindal curtinha 400   Jovanildo Antonio da Silva (foto), presidente do Sindal que já tem uma atuação pífia, agora está levando porrete de todo lado dos servidores da Assembleia. É que, ao invés de sair em defesa da categoria e se manifestar contra o projeto do governo de elevar a...

2ª suplente de Selma amarga 2 perdas

clerie fabiana curtinha 400   Clérie Fabiana Mendes (foto), que surgiu do nada na vida pública e ganhou notoriedade como 2ª suplente da senadora Selma Arruda, vai perder duas vezes. Primeiro, ficará sem o cargo eletivo, por causa da cassação da chapa, encabeçada por Selma, por caixa 2. Segundo,...

Após aprontar, Abílio pede desculpas

juca do guaran� curtinha 400   Acuado, Abílio Brunini (PSC) recorreu agora a uma outra estratégia na esperança de escapar da cassação do mandato, depois de tanto aprontar, com denúncias sem provas, constrangimento, brigas, manipulação e ataques a diversas pessoas. Da...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.