Legislativo

Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 16h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Senado

Goellner "torra" R$174 mil de verba indenizatória e lidera lista

   O democrata Gilberto Goellner lidera, entre os senadores mato-grossenses, a lista dos que mais gastaram verba indenizatória em 2009. Ele utilizou uma média de R$ 14,5 mil ao mês e, no final do ano passado, acumulou despesas de R$ 174 mil. Cada senador tem direito a R$ 15 mil mensais. O parlamentar democrata apresentou o menor gasto do ano em junho, quando apresentou planilha de R$ 9,5 mil. No mês seguinte, entretanto, ele requisitou o ressarcimento de R$ 19,5 mil, conforme revela um levantamento feito pelo Congresso em Foco.

  A petista Serys Slhessarenko também não fica atrás. Em 2009 a parlamentar apresentou planilhas de gastos de R$ 148,5 mil. A senadora manteve uma média de gastos de R$ 14 mil mensais. Março foi o mês que ela menos gastou, pediu ressarcimento de R$ 10 mil. Já em novembro, a senadora teve mais despesas e, por isso, requisitou à Casa que lhe devolvesse R$ 14,9 mil. Apesar de manter uma média alta de uso da verba indenizatória, Serys não gastou em nenhum mês do ano mais que os R$ 15 mil que tem direito.

  Em 2009, o Senado ressarciu R$ 10,74 milhões de despesas que os senadores atribuíram ao exercício do mandato. Com este valor, seria possível, por exemplo, pagar oito meses de salário (R$ 16,5 mil) para outros 81 senadores. O dinheiro da verba indenizatória é oferecido aos parlamentares para despesas com locomoção, combustível, divulgação dos serviços parlamentares, dentre outras coisas relacionadas à atividade parlamentar.

  O democrata Jayme Campos, que recentemente foi questionado por seus gastos abusivos com combustível, justamente com verbas indenizatórias, utilizou R$ 108 mil do benefício no ano passado.O valor é alto se levarmos em consideração que ele tirou licença de 121 dias para tratar de assuntos pessoais e, portanto, não fez uso da verba indenizatória. Em fevereiro, Jayme utilizou o menor valor da verba durante o ano, quando ele apresentou planilha de gastos de R$ 8,6 mil. Em julho, por outro lado, ele extrapolou e pediu ressarcimento de R$ 22 mil. Apenas com combustível Jayme gastou R$ 66,72 mil - veja aqui.

  O suplente Osvaldo Sobrinho, que cobriu a licença de Jayme, por sua vez, gastou R$ 56,5 mil nos quatro meses que permaneceu no cargo. O mês de dezembro foi o que ele apresentou menor despesas R$ 11,7 mil, já setembro, quando virou senador, contabilizou gastos de R$ 15 mil. Durante a sua curta passagem pelo Senado, Sobrinho foi alvo de críticas após apresentar em suas planilhas de gastos uso de 80% da verba indenizatória para divulgar seu mandato em rádios de sua propriedade. Dos R$ 14,7 utilizados por ele em outubro, R$ 12 mil foram para pagar divulgação de suas atividades em três emissoras do Grupo Osvaldo Sobrinho.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • DENILSON | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2010, 16h04
    0
    0

    DENILSON , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • leandro | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 12h36
    0
    0

    Para quem assumiu h[a menos de 02 anos a vaga deixada por Jonas, parece que est[a gastando muito. Imagine se esse cidadao tivesse chegado em 2003...Poooobreee de nos, pooovvvvoooooooooooooooooooooooooooo

Lei em Cuiabá veta cortar luz e telefone

misael galvao 400 curtinha   Seguindo exemplo de outros municípios, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), rejeitou veto do prefeito Emanuel e promulgou uma lei, que proíbe empresas de gás e concessionárias de serviço público de energia elétrica, no caso a Energisa,...

Visita a todos setores e agradecimento

domingos neto tce 400 curtinha   Numa demonstração de humildade e respeito aos servidores, o presidente do TCE Domingos Neto visitou nesta 4ª todo os setores do Tribunal para agradecer pessoalmente o esforço, dedicação e a contribuição de cada colaborador para que sua gestão do...

Equipe, foco e elogios ao governador

mauro carvalho 400 curtinha   Mauro Carvalho (foto), o número 2 do Palácio Paiaguás, faz questão de destacar que o governador Mauro Mendes está fechando o 1º ano de mandato sem promover uma única mudança no quadro dos 16 secretários, incluindo os que comandam a CGE e PGE. Entende isso...

Até Galvan quer o Senado pelo agro

antonio galvan 400 curtinha   A eleição suplementar ao Senado para início de 2020 começa a despertar interesse de diferentes setores. Só dos chamados representantes do agronegócio são pelo menos quatro possíveis candidatos. Até Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja Mato...

Sem elo com a servidora denunciante

abilio 400 curtinha   Sob investigação da Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá por causa de reincidentes casos de quebra de decoro, Abílio Brunini (foto), em nota, contesta o colega Juca do Guaraná, que divulgou imagens e afirmou que o vereador do PSC esteve no Hospital São Benedito e...

Goleada na cassação no TRE e no TSE

edson fachin 400 curtinha   No TRE-MT, em abril, a juíza aposentada e senadora Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, teve o mandato cassado por unanimidade. No julgamento do recurso da parlamentar no TSE, nesta terça, o placar também foi "elástico": 6 a 1. Somente o ministro Edson Fachin (foto) votou acatando o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.