Legislativo

Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 16h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Senado

Goellner "torra" R$174 mil de verba indenizatória e lidera lista

   O democrata Gilberto Goellner lidera, entre os senadores mato-grossenses, a lista dos que mais gastaram verba indenizatória em 2009. Ele utilizou uma média de R$ 14,5 mil ao mês e, no final do ano passado, acumulou despesas de R$ 174 mil. Cada senador tem direito a R$ 15 mil mensais. O parlamentar democrata apresentou o menor gasto do ano em junho, quando apresentou planilha de R$ 9,5 mil. No mês seguinte, entretanto, ele requisitou o ressarcimento de R$ 19,5 mil, conforme revela um levantamento feito pelo Congresso em Foco.

  A petista Serys Slhessarenko também não fica atrás. Em 2009 a parlamentar apresentou planilhas de gastos de R$ 148,5 mil. A senadora manteve uma média de gastos de R$ 14 mil mensais. Março foi o mês que ela menos gastou, pediu ressarcimento de R$ 10 mil. Já em novembro, a senadora teve mais despesas e, por isso, requisitou à Casa que lhe devolvesse R$ 14,9 mil. Apesar de manter uma média alta de uso da verba indenizatória, Serys não gastou em nenhum mês do ano mais que os R$ 15 mil que tem direito.

  Em 2009, o Senado ressarciu R$ 10,74 milhões de despesas que os senadores atribuíram ao exercício do mandato. Com este valor, seria possível, por exemplo, pagar oito meses de salário (R$ 16,5 mil) para outros 81 senadores. O dinheiro da verba indenizatória é oferecido aos parlamentares para despesas com locomoção, combustível, divulgação dos serviços parlamentares, dentre outras coisas relacionadas à atividade parlamentar.

  O democrata Jayme Campos, que recentemente foi questionado por seus gastos abusivos com combustível, justamente com verbas indenizatórias, utilizou R$ 108 mil do benefício no ano passado.O valor é alto se levarmos em consideração que ele tirou licença de 121 dias para tratar de assuntos pessoais e, portanto, não fez uso da verba indenizatória. Em fevereiro, Jayme utilizou o menor valor da verba durante o ano, quando ele apresentou planilha de gastos de R$ 8,6 mil. Em julho, por outro lado, ele extrapolou e pediu ressarcimento de R$ 22 mil. Apenas com combustível Jayme gastou R$ 66,72 mil - veja aqui.

  O suplente Osvaldo Sobrinho, que cobriu a licença de Jayme, por sua vez, gastou R$ 56,5 mil nos quatro meses que permaneceu no cargo. O mês de dezembro foi o que ele apresentou menor despesas R$ 11,7 mil, já setembro, quando virou senador, contabilizou gastos de R$ 15 mil. Durante a sua curta passagem pelo Senado, Sobrinho foi alvo de críticas após apresentar em suas planilhas de gastos uso de 80% da verba indenizatória para divulgar seu mandato em rádios de sua propriedade. Dos R$ 14,7 utilizados por ele em outubro, R$ 12 mil foram para pagar divulgação de suas atividades em três emissoras do Grupo Osvaldo Sobrinho.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • DENILSON | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2010, 16h04
    0
    0

    DENILSON , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • leandro | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 12h36
    0
    0

    Para quem assumiu h[a menos de 02 anos a vaga deixada por Jonas, parece que est[a gastando muito. Imagine se esse cidadao tivesse chegado em 2003...Poooobreee de nos, pooovvvvoooooooooooooooooooooooooooo

Políticos e prisões nos últimos 2 anos

gaspar lazzari 400 curtinha   Vários políticos, que exerceram mandatos eletivos, como de vereador, prefeito, deputado e de governador, foram em cana nos últimos dois anos em MT. Eis alguns deles com passagem pelo cárcere: ex-governador Silval Barbosa, ex-deputados José Riva, Mauro Savi e Gilmar Fabris e o hoje...

Contratos da MTI vão ser suspensos

kleber geraldino mti curtinha 400   O governador Mauro Mendes vai determinar que o presidente Kleber Geraldino Ramos dos Santos (foto) suspenda todos os contratos da Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI - ex-Centro de Processamento de Dados do Estado), após ser informado de irregularidades em pelo menos dois...

Diretor define contratos emergenciais

alexandre beloto 400 curtinha diretor hospital   O diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Alexandre Beloto Magalhães (foto), tem feito compras emergenciais de materiais hospitalares para surprir demandas, especialmente do São Benedito e do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), que detém uma...

Bancada garante R$ 10 mi para IFMT

neri 400 curtinha   O deputado Neri Geller (foto), coordenador da bancada federal mato-grossense, anunciou destinação de R$ 10 milhões em emendas para o Instituto Federal de Mato Grosso no orçamento de 2020. Dirigentes do IFMT promoveram duas reuniões para debater projetos para melhorar a estrutura física...

Juca e aval do prefeito a projeto social

juca do guaran� curtinha 400   Juca do Guaraná Filho (foto), do Avante, conseguiu sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro a apresentar uma mensagem à Câmara isentando do pagamento de IPTU os portadores de câncer e HIV. O  projeto foi apresentado originalmente na Câmara Municipal da...

Supremo enterra pedido contra Maluf

maluf_400   A 1ª Turma do STF enterrou de vez um pedido do advogado Waldir Caldas (Novo), ex-candidato ao Senado, que tentava revogar os atos que conduziram o ex-deputado Guilherme Maluf (foto) a uma cadeira no Tribunal de Contas. Caldas queria, ele próprio, ter a chance de ser indicado ao cargo, que era de prerrogativa da Assembleia. O...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.