Legislativo

Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 14h:01 | Atualizado: 08/02/2019, 16h:33

COFRE MAGRO

Governo só tem 15% do valor necessário para aliviar a Saúde de MT, diz deputado

Rodinei Crescêncio

Doutor jo�o

Deputado estadual Dr. João (MDB) em visita à sede do Rdnews, onde falou sobre a realidade da saúde pública em MT

Compondo o grupo de cinco parlamentares médicos que atuam nessa legislatura, João José de Matos (MDB), o Dr. João, defende que a saúde pública em Mato Grosso precisa ser descentralizada da Capital. Para o deputado, não adianta somente inaugurar um novo Pronto-Socorro, em Cuiabá, pois isso não resolverá o problema da falta de estrutura dos hospitais no interior.

Outra situação é a falta de recursos públicos que só piora a situação de sucateamento da saúde no Estado, sendo que a Secretaria de Saúde teria solicitado R$ 60 milhões ao Executivo para "refrigerar" a situação, mas o montante disponível pelo Executivo não passa de R$ 9 milhões, ou seja, apenas 15% do necessário. 

“Se não houver essa descentralização, podem até inaugurar o novo Pronto-Socorro, mas vai simplesmente tirar a população de um corredor de um local sujo e velho para colocar em um corredor novo e limpo, enquanto os hospitais regionais continuarão sucateados”, assevera.

Dr. João relata que já se reuniu com o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo, e que a situação apresentada pelo titular da pasta é pouco tranquilizadora. Segundo ele, dos R$ 60 milhões necessários - o que engloba R$ 400 milhões de restos a pagar -, o Executivo garantiu apenas R$ 9 milhões neste momento.  

Neste sentido, o parlamentar avalia que o governador Mauro Mendes (DEM) terá que resolver a questão da saúde sobre dois pilares, o primeiro é com gestão, o segundo é com a conquista de dinheiro novo.

“O governador vai ter que se virar para conseguir dinheiro novo. Eu vou apoiá-lo se não retirar direitos dos servidores ou da sociedade. Mas uma coisa é certa, se nessa legislatura, com cinco parlamentares médicos, a saúde não tiver uma solução, daqui a quatro anos poderemos nos declarar como extremamente incompetentes”, avalia o deputado.

Como proposta para viabilizar políticas públicas que salvem a saúde, João quer criar uma frente parlamentar da Saúde, na Assembleia, além de participar da Comissão de Saúde, onde seu nome é cotado para a presidência.

A justificativa para criação da Frente seria  motivada pelo fato de que outros deputados, não médicos, demonstrarem interesse em militar pela causa, mas não terão esse espaço na Comissão de Saúde, onde cinco médicos - Guilherme Maluf (PSDB), Dr. Gimenez (PV), Dr. Eugênio (PSB) e Ludio Cabral (PT), mais Paulo Araújo (PP), que atuou por quase vinte anos na área da saúde estadual - já fecham a composição da comissão.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Pedro luis | Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 22h05
    0
    0

    Simples, é só cortar 50% do duodecimo da assembleia e passar para a saúde. Para bancar 24 deputados não precisa de 531 milhões, que o orçamento da assembleia para esse ano. Isso ninguem discute...

Matéria(s) relacionada(s):

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

Respaldo jurídico para barrar grevistas

mauro mendes curtinha   O Governo Mauro Mendes, de forma estratégica, está se respaldando de forma técnica e juridicamente, para enfrentar setores do funcionalismo que caminham para a deflagração de greve geral. Primeiro, recebeu do MPE uma notificação para não conceder reajuste salarial,...

Bolsonaro veta algoz de Selma no TRE

ulisses curtinhas   Fatores políticos-partidários podem ter pesado na escolha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao definir o novo membro do TRE. Ele optou por Sebastião Monteiro e não por Ulisses Rabaneda, que tentava ser reconduzido. Os presidentes costumam escolher o mais votado ou manter quem já está no...

Prefeitura de Barra garante legalidade

joaojakson   Procurador-geral de Barra do Garças João Jackson Vieira Gomes (foto) esclarece, em resposta à curtinha Contrato de R$ 4 mi pra limpeza, que a dispensa de licitação por 6 meses obedeceu todos os tramites legais, sendo que a empresa contratada ofertou o menor orçamento. A...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.