Legislativo

Quinta-Feira, 22 de Outubro de 2020, 08h:14 | Atualizado: 22/10/2020, 08h:23

PEC

Henrique exige cronograma de pagamento da lei dos subsídios para Educação

selo elei�es 2020

O deputado Henrique Lopes (PT) apresentou uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para que o texto da Constituição Estadual seja adequado ao Federal no que diz respeito ao valor atualizado do repasse municipal do ICMS, que passa a ser de 65% por valor adicionado fiscal (VAF) e 35% conforme lei estadual. A alteração aconteceu após a aprovação do Novo Fundeb e a Emenda Constitucional 108/2020 atualizou os valores da distribuição do imposto.

“Conseguimos número suficiente de assinaturas para apresentar essa PEC que vai adequar o texto da Constituição Estadual. Estamos fazendo essa proposta para fazer a adequação e depois buscaremos trabalhar a regulamentação dessa distribuição com critérios mais aprofundados do que existem hoje”, explicou o parlamentar.

A emenda 108/2020 reduziu o total repassado sob o critério de proporcionalidade às operações realizadas em cada município e aumentou a parcela que será repassada segundo indicadores de melhorias na educação. “A finalidade é incentivar investimentos em Educação, melhorar os indicadores de aprendizagem e reduzir desigualdades. É urgente que a Constituição do Estado de Mato Grosso se adeque a Constituição da República”.

Salários

Henrique apresentou uma indicação para o cumprimento da Lei Complementar 510/2013, conhecida como “Lei da Dobra do Poder de Compra”, que determinou o prazo de 10 anos para equiparar os salários da Educação ao de outras categorias. O deputado também solicitou que a secretaria estadual de Educação (Seduc-MT) apresente cronograma para quitar os valores atrasados e os referentes a 2021, 2022 e 2023, após a lei ter sido considerada constitucional pelo Tribunal de Justiça (TJ-MT).

Fablicio Rodrigues

Henrique Lopes

O suplente de deputado Henrique Lopes, que está no lugar de Valdir Barranco na AL; petista quer cronograma de pagamento da lei dos subsídios

Para o petista é “vergonhoso” que, enquanto a categoria estava em greve, a Procuradoria Geral do Estado tenha ingressado com ação de inconstitucionalidade contra a lei. “O mais curioso é que isso aconteceu sob segredo de Justiça. Segredo para quem? Com quais interesses? Não votarei com aqueles que tiram direitos dos trabalhadores”.

O parlamentar também entregou um Decreto Legislativo para suspender portaria da Seduc que suspende realização de eleição para diretores em escolas estaduais. Henrique ressaltou que a determinação “atropela” a legislação, já que a Lei 7.040/98 versa sobre a gestão democrática nas unidades, envolvendo o processo de eleição de gestores, princípio para envolvimento da comunidade escolar, que tem como foco a qualidade da educação pública e gratuita.

“É um absurdo o que está acontecendo em Mato Grosso, onde uma portaria sobrepõe uma Lei. Também pedi que a Seduc informe quais são os cargos livres para posse dos habilitados em concurso público da Educação. Cada dia que passa há uma desculpa nova para não chamar os profissionais. A Pasta não está obedecendo a posse e não quer contratar os interinos”.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Wilsons | Quinta-Feira, 22 de Outubro de 2020, 13h21
    5
    2

    Pior e ver comentários contra a educação. Povo ridículo, um professor ganha uma miséria. Agora quanto aos barões do agro ninguém reclama.

  • Zeca | Quinta-Feira, 22 de Outubro de 2020, 11h10
    5
    6

    Esse sujeito só fala em greves e aumento de privilégios para os servidores da educação. Será que é só isso que existe no Estado?

  • Chirrão | Quinta-Feira, 22 de Outubro de 2020, 10h09
    4
    2

    AS MERENDEIRAS DE ESCOLAS PLENAS GANHAM 1200 REAIS !! VERGONHA COM ESSES PROFISSIONAIS ESSÊNCIAS PRO FUNCIONAMENTO DAS ESCOLAS .

  • ANGELA | Quinta-Feira, 22 de Outubro de 2020, 09h45
    3
    4

    "Exige" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk menos, né?!

2 da AL em chapas distintas à AMM

nininho 400   Dois deputados estaduais estão divididos em chapas de honra da eleição da AMM, que acontece no próximo dia 15. O curioso é que Ondanir Bortolini, o Nininho (foto), filiado ao PSD e hoje presidente de honra da entidade comandada pelo segundo mandato consecutivo por Neurilan Fraga (PL), caiu fora da...

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...