Legislativo

Segunda-Feira, 20 de Maio de 2019, 14h:33 | Atualizado: 20/05/2019, 14h:37

POLÊMICA À VISTA

Jayme deve assumir Conselho de Ética do Senado para investigar Flávio Bolsonaro

Waldemir Barreto

Jayme Campos

Senador por MT Jayme Campos (DEM) na tribuna do Senado, durante sessão plenária

O senador Jayme Campos (DEM) segue cotado para assumir a presidência do Conselho de Ética do Senado. Caso a eleição para o cargo se confirme, o democrata conduzirá o processo de conduta ética contra o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

O  filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) é investigado pelo Ministério Público por suspeita de peculato, lavagem de dinheiro, organização criminosa. Além disso, existem suspeitas de suposto envolvimento de Flávio com a milícia no Rio de Janeiro.

A possibilidade do democrata assumir a presidência do Conselho de Ética foi divulgada pela Revista Época neste final de semana. Entretanto, o assunto foi abordado pelo   ainda em fevereiro na matéria “Jayme assume presidência do Conselho de Ética e diz que trajetória limpa o credencia para função”.

Questionado sobre a postura que adotaria, Jayme prometeu cautela e respeito à lei. Ainda assim, evitou falar de casos concretos. "Iniciei na vida pública em 1982 e tenho 36 anos de uma trajetória política limpa. Por isso, estou apto a exercer a função de presidente do Conselho de Ética. Vou conduzir os eventuais processos de forma justa, sem açodamento e respeitando o que diz a lei. Missão dada é missão cumprida", disse. 

A presença de Jayme no Conselho de Ética não é novidade. Durante o primeiro mandato de senador (2007-2014) foi eleito e reeleito vice-presidente do colegiado.

Investigações contra Flávio 

 Há indícios de que houve no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro na Assembleia do Rio de Janeiro (Alerj) a chamada “rachadinha” - prática de servidores devolverem parte dos salários aos deputados.  

Em fevereiro deste ano, o próprio ex-motorista Fabrício Queiroz confirmou, em depoimento por escrito, que servidores do gabinete de Flávio devolviam parte do salário e que esse dinheiro era usado para ampliar a rede de colaboradores junto à base eleitoral do então deputado. O hoje senador Flávio nega que a "rachadinha" tenha ocorrido em seu gabinete (Com informações da Época).

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • CHIRRÃO | Terça-Feira, 21 de Maio de 2019, 16h33
    0
    1

    ESSE AI TEM UMA ÉTICA INVEJÁVEL...só que nom!

  • Nunes | Terça-Feira, 21 de Maio de 2019, 09h10
    2
    1

    Deveria investigar a morte do trabalhador, que morreu enfrente ao shopping Goiabeiras

  • Eduardo Neves | Terça-Feira, 21 de Maio de 2019, 08h29
    1
    5

    Realmente o Jaime Campos e' um politico serio e honrado ate' que me prove o contrario.Pois ate' hoje nunca entrou em safadezas e maracutaias. Pode sim ser o Presidente da Comissao de Etica do Senado.

  • Eli Rosa | Terça-Feira, 21 de Maio de 2019, 08h25
    1
    3

    Só espero que Jayme campo representa bem o seu povo de MATO GROSSO principalmente o de várzea Grande.

  • Edson Canzian | Terça-Feira, 21 de Maio de 2019, 07h43
    0
    2

    Edson Canzian, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Maria | Terça-Feira, 21 de Maio de 2019, 07h34
    0
    2

    Maria, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Critico | Terça-Feira, 21 de Maio de 2019, 02h10
    0
    2

    Critico, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Lito | Segunda-Feira, 20 de Maio de 2019, 15h01
    4
    2

    Quá, vem arranjo por aí. Aguardem.

Matéria(s) relacionada(s):

Abicalil renova pedido e segue na AL

carlos abicalil curtinhas   O ex-deputado federal Carlos Abicalil (foto), ex-presidente do Sintep e com histórico de várias disputas eleitorais, sem êxito nas urnas, como de governador e de senador, renovou o pedido junto ao governo para continuar em desvio de função até junho de 2020. Ao invés de...

Praças terão espaço à inclusão social

emanuel pinheiro curtinha   Merece elogios a ideia do prefeito Emanuel Pinheiro (foto) de dotar todos os parques municipais de Cuiabá de equipamentos especiais para permitir diversão, entretenimento e atividades físicas a pessoas com deficiência. Isso mostra a preocupação do gestor com a inclusão...

DEM é fraco em Cuiabá há décadas

O DEM dos irmãos Júlio e Jayme Campos e agora do governador Mauro Mendes enfrenta resistência histórica na tricentenária Cuiabá. Fundado em 1985 como PFL, que absorveu dissidentes do velho PDS, o DEM hoje não possui uma cadeira entre as 25 na Câmara Municipal. Aliás, não elege vereador há três legislaturas. A última vez que o partido tentou disputa para prefeito da Capital foi em 2000 e, curiosamente, tendo...

Nininho, falta à sessão e justificativa

O deputado Ondanir Bortolini, o Nininho, contesta informação de que teria "amarelado" ao não comparecer à sessão ordinária da Assembleia, que resultou na aprovação da mensagem do governo sobre reinstituição dos incentivos fiscais, em primeira votação, pelo placar de 15 a 7. Em verdade, o parlamentar do PSD justificou oficialmente sua ausência. Explica que foi internado e, por orientação...

Efetivados irregularmente e recebendo

darci lovato curtinha   Entre os quase 100 servidores da Assembleia que já tiveram estabilidade funcional cassada pela Justiça em 1º grau por alguma irregularidade em documentos, estão ex-secretários municipais, colunista social, ex-policiais, radialista, ex-prefeito, ex-vereador e outros que já tentaram, sem...

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.