Legislativo

Quinta-Feira, 05 de Setembro de 2019, 17h:37 | Atualizado: 06/09/2019, 08h:15

GESTÃO

Jayme diz que universidades federais têm gastos desnecessários e enaltece ministro

Rodinei Crescêncio

Jayme Campos e Abraham Weintraub

Jayme Campos com o ministro Abraham Weintraub, em evento que o MEC anunciou investimentos para Cuiabá e VG

O senador Jayme Campos (DEM) afirmou, durante visita do Ministro da Educação Abraham Weintraub nesta quarta (4), em Cuiabá, que as universidades federais acumulam “gastos desnecessários” que poderiam ser destinados à educação básica.

Na ocasião, Weintraub anunciou o envio de R$ 13 milhões para investimentos em escolas de Mato Grosso. Ele ainda reforçou o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares lançado hoje pelo Governo Federal, que prevê a implementação de 216 colégios no país até 2023.

De acordo com Jayme, as universidades públicas se tornaram “comitês políticos partidários”. O político também aproveitou o ato público para tecer elogios ao atual ministro. Ele afirmou que o país precisa “de mais homens como Weintraub” e com compromisso de transformar a educação pública.

“Temos que apostar que a educação pública deste país vai melhorar, melhoras nossas universidades públicas, que se transformaram em comitês políticos partidários. Universidades têm que ser instrumento da educação”, afirmou.

O senador também afirmou que o Brasil está vivendo uma “nova era” e que o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) tem sido mal interpretado. “Criaram as ‘fake news’, não é verdade o que está acontecendo, existem muitas pessoas trabalhando contra o Governo Federal”.

Cortes de bolsas para pesquisa

O elogio público de Jayme occore no mesmo período em que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) anuncia o corte de 5.613 bolsas de mestrado, doutorado, pós-doutoral e prodoutoral pagas pelo programa.

Em Mato Grosso, pelo menos 99 bolsas deixarão de ser pagas até dezembro, de acordo com a pró-reitora de pós-graduação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Ozerina Victor de Oliveira.

Conforme Ozerina, os cortes devem acarretar na queda dos índices de qualidade da universidade, além de afetarem às pesquisas desenvolvidas nos programas da UFMT.

De acordo com ela, o tempo de integralização de curso é um dos índices utilizados para definir a nota de uma instituição, com o corte nas bolsas, os estudantes precisarão trabalhar e não conseguirão produzir artigos científicos ou concluir a pós-graduação no período recomendado – mestrado 24 meses e doutorado 48 meses.

Congelamento de verba da educação 

O Ministério da Educação (MEC) bloqueou, no final de abril, uma parte do orçamento das 63 universidades e dos 38 institutos federais de ensino. O corte, segundo o governo, foi aplicado sobre gastos não obrigatórios, como água, luz, terceirizados, obras, equipamentos e realização de pesquisas.

Despesas obrigatórias, como pagamento de salários e aposentadorias, não foram afetadas. No total, considerando todas as universidades, o corte é de R$ 1,7 bilhão, o que representa 24,84% dos gastos não obrigatórios (chamados de discricionários) e 3,43% do orçamento total das federais.

A UFMT teve R$ 34 milhões do orçamento total bloqueados pelo MEC e, nessa quarta (4), a reitora Myriam Serra anunciou medidas de redução de gastos. Com a nova determinação, por exemplo, o Restaurante Universitário (RU) não funcionará mais nos períodos de recesso da universidade.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • jose renato | Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 08h49
    0
    0

    Desmembra essa UFMT, cria outra Federal em SINOP, Lucas e Primavera do Leste.

  • Eu | Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 07h43
    4
    2

    Parece o fim de um dos maiores cabides de emprego desse país. Projetos que nunca saíram do papel, um montante de verba pública a nível galático que ninguém sabe pra onde foi durante trinta anos. Digam o que quiserem de Bolsonaro, nesse ponto ele está certíssimo!

  • Celso | Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 07h30
    4
    1

    Jaime nao sabe nem falar. Parece anaifa

  • Aldo | Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 07h02
    4
    1

    Quando foi governador do Estado ele demonstrou o quanto entende de educação, foi o pior governo na área de educação que passou por Mato Grosso.

  • Mimi | Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 06h39
    2
    2

    Para se fazer uma crítica a UFMT, tem que ser PHD? Todos nós sabemos que a ma gestão...e UFMT e um dos exemplos!!!

  • Francisco Antonio de Almeida | Quinta-Feira, 05 de Setembro de 2019, 20h53
    10
    3

    Seria interessante que Jayme Campos frequentasse primeiro uma universidade para depois opinar sobre a gestão da mesma. Melhor é não falar do que não conhece.

  • Benedita da Silva | Quinta-Feira, 05 de Setembro de 2019, 20h50
    6
    4

    Falou o PhD em educação e polticas públicas.

  • HELO | Quinta-Feira, 05 de Setembro de 2019, 17h56
    9
    4

    SENADOR QUE NUNCA INGRESSOU EM UMA UNIVERSIDADE. FICA DIZENDO ASNEIRAS. VERGONHOSO PARA MT.

Matéria(s) relacionada(s):

EP cita 4 pela força do MDB em Cuiabá

rafael bastos 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro disse neste sábado, no encontro do MDB, que acabou atraindo a presença de representantes de outros 12 partidos, que a agremiação emedebista foi construída e ganhou força e espaço na Capital graças aos filiados históricos Rafael...

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.