Legislativo

Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 12h:55 | Atualizado: 10/04/2014, 12h:58

João Emanuel promete travar julgamento

Sessão para cassá-lo está marcada para próxima terça

A sessão que pode cassar o mandato do vereador João Emanuel (PSD) foi marcada para a próxima terça (15) pelo presidente da Câmara de Cuiabá, Júlio Pinheiro (PTB). O julgamento político da conduta do vereador alvo da Operação Aprendiz do Gaeco e de Comissão de Ético do Legislativo acontecerá em sessão extraordinária, logo após a sessão convencional que acontece a partir das 8h30.

O advogado do vereador, Eduardo Mahon, promete não comparecer com seu cliente à sessão de julgamento caso não seja intimado a tempo, o que travaria a deliberação.  "Ainda não fui intimado do parecer da Comissão de Ética, do parecer da CCJ nem da data da sessão de julgamento. Vou continuar não sabendo enquanto não receber a notificação oficial por escrito, não posso ser notificado pela imprensa", ironiza. No encontro, João Emanuel terá espaço para defesa oral, sem limite de tempo, depois será anunciado o parecer da CCJ sobre a constitucionalidade e regularidade dos trabalhos desenvolvidos pela Comissão de Ética. 

Conforme o presidente da CCJ, vereador Faissal Calil (PSB), o parecer ainda não foi concluído, mas garante que estará pronto e será apresentado aos demais vereadores na segunda (14) em reunião do Colégio de Líderes. Os vereadores precisam tomar conhecimento do relatório com uma certa antecedência e, portanto, terão 24 horas para analisar o documento.

Faissal já adianta que o trabalho da Comissão de Ética parece ter sido bem feito e que não há nada de novo na defesa de João Emanuel. Os argumentos continuam sendo de que lhe foi cerceada a ampla defesa quando notificado sobre a abertura da sindicância não recebeu cópia do DVD com o famoso vídeo, que, curiosamente, foi amplamente divulgado pela imprensa e estava disponível no processo do Gaeco.  Faissal reforça que o parecer da CCJ só virá a público na terça.

A Comissão de Ética, sob Toninho de Souza (PSD), Ricardo Saad (PSDB) e Oséas Machado (PSC) pediu a cassação do vereador por quebra de decoro na semana passada e depende agora somente da aprovação da CCJ para ser votado em plenário pelos 25 vereadores. São necessários 13 votos para a cassação. O decoro teria sido quebrado quando em vídeo João Emanuel ensina a proprietária da Gráfica Propel a como fraudar licitações na Câmara e quando chama os colegas vereadores de artistas. 

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • César | Sexta-Feira, 11 de Abril de 2014, 13h29
    1
    0

    Eu estou duvidando muito dessa cassação. Esse tempo todo é para ver se aparecer propo$$$$ta melhor. Esses artista estão guardando a mágica para o final, quando as cortinas se fecharem.

  • FERNANDO F. PADILHA | Sexta-Feira, 11 de Abril de 2014, 07h26
    5
    0

    ESSE APRENDIZ NA VERDADE CONTINUA NÃO APRENDENDO NADA ATÉ O MOMENTO: "MELHOR SERÁ COLOCAR A VIOLA NO SACO E EVAPORAR-SE DA VIDA PÚBLICA"

  • rafael arcanjo de arruda | Sexta-Feira, 11 de Abril de 2014, 00h03
    1
    2

    olha o Nobre Vereado João Manoel não merece ser crucificado sozinho existem muitos artistas sim nessa casa augusta de Leis a começar pela mesa diretora. ju....... pinh.......

  • Luis Antonio | Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 19h29
    1
    1

    demoro..........................................................

  • João Carlos Lafaiete Gonçalo | Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 18h54
    3
    0

    João Carlos Lafaiete Gonçalo, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

Um mês no Senado e com um projeto

carlos favaro 400 curtinha   Em um mês como senador, Carlos Fávaro (foto), oficialmente com 12 assessores, por enquanto, fez dois pronunciamentos da tribuna, não atua na relatoria de nenhuma propositura e apresentou um projeto, justamente o que pede socorro financeiro a um dos setores do agronegócio, o algodoeiro. Na...

Desagregador luta pra retornar à Ager

fabio calmon 400   Fábio Calmon (foto), que foi adjunto da Sinfra no Governo Taques e depois nomeado presidente da Ager-MT, não desiste da Agência, mesmo sabendo que ali se tornou uma pessoa non grata por uma série de situações. Foi carimbado de incompetente, burocrata, arrogante e desagregador. O governador...

Oportunismo e na defesa de Bolsonaro

niuan ribeiro curtinha 400   Niuan Ribeiro (foto), presidente do Podemos em MT, agora virou defensor do Governo Bolsonaro. Eis o que o vice-prefeito de Cuiabá escreveu no Instagram, em postagem acompanhada de sua foto, sobre o conteúdo da reunião ministerial de 22 de abril que expôs várias faces do governo. "Apesar...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.