Legislativo

Sábado, 22 de Março de 2014, 07h:30 | Atualizado: 23/03/2014, 17h:16

Lei contra lista tríplice tem simpatia, mas é inconstitucional, diz Djalma

Iara Rezende

Djalma Sabo Mendes - rdtv

Defensor-geral Djalma Sabo Mendes em entrevista à jornalista Talita Ormond

O defensor-geral Djalma Sabo Mendes avalia que a PEC do deputado Emanuel Pinheiro (PR), que visa mudar as regras das eleições de defensor-geral e procurador-geral de Justiça, ganha simpatia da classe, mas não tem condições de prosperar porque do ponto de vista jurídico ela é inconstitucional e possui vício de iniciativa.

 A ideia de Emanuel é acabar com a lista tríplice e com a interferência política na escolha, já que quem decide no final é o chefe do Executivo. Dessa forma, seria considerado eleito o mais votado pela categoria. “No mérito é claro que soa democrático você deixar a escolha para a vontade da maioria, mas este modelo de lista tríplice quem estabelece é a Lei Orgânica Nacional da Defensoria que estabelece regras gerais para todas as defensorias nos estados”, enfatiza Djalma.

Ele pondera que, para não haver falhas formais, a proposta ela teria que partir da própria instituição ou do Congresso Nacional. “Deve ser bem avaliada esta questão de uma legislação estadual mudar a federal”, observa. De forma implícita e sutil, Djalma demonstra que prefere o sistema atual. Ele foi o único até hoje que, mesmo não tendo sido o mais votado, foi escolhido pelo governador para o cargo, em 2008. Das eleições que tiveram lista tríplice, em três foi escolhido o mais votado.

Ele explica que a lista é importante porque se baseia no sistema de freios e contrapesos que nada mais é do que um Poder fazendo a fiscalização e o controle do outro. Ele cita como exemplo a escolha de desembargador pelo quinto constitucional, que passa pela Ordem dos Advogados (OAB) que elabora a lista sêxtupla, que, posteriormente, é reduzida para a tríplice pelo TJ e encaminhada ao governador para a escolha do representante da advocacia no Poder Judiciário. 

Eleições

Se a PEC for aprovada na Assembleia, sancionada pelo governador Silval Barbosa (PMDB) e não haja nenhuma Adin suspendendo os seus efeitos, ela passa a valer já para as eleições internas deste ano da Defensoria e no Ministério Público. Essa não é a primeira vez que Emanuel Pinheiro busca aleterar as regras de escolha nos poderes. É de autoria dele a PEC que estabelece eleições diretas no Poder Judiciário, mas o tribunal pleno do TJMT decidiu seguir o que rege a Constituição Federal e manter o atual modelo.

O MP, sob Paulo Prado, elege o próximo procurador-geral de Justiça em outubro e o empossa em março de 2015. A Defensoria Pública elege o sucessor de Djalma Sabo Mendes na primeira quinzena de novembro e a posse acontece em janeiro do ano que vem. No primeiro pleito, 199 promotores e procuradores têm direito a votar, já no segundo há 153 defensores ativos e cinco aposentados. 

Tanto Prado como Djalma podem disputar a reeleição. Prado está em seu terceiro mandato, tendo presidido a instituição também nos biênios 2005/2006 e 2007/2008. Já Djalma está em sua segunda gestão, tendo gerido a entidade também no biênio 2009/2010.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • analine | Sábado, 22 de Março de 2014, 16h39
    0
    0

    Esse Emanuel Pinheiro só dá bola fora kkkkkkk. ainda dizem que ele é professor de direito constitucional. Se for mesmo ele é o responsável por tanta reprovação na prova da OAB

Breunig destaca aprovação de contas

adriano breunig curtinha 400   O professor Adriano Breunig (foto), ex-adjunto e ex-secretário de Estado de Ciência e Tecnologia no Governo Silval e hoje diretor de Políticas de Desenvolvimento Institucional do IFMT, contesta o registro em Curtinha, apontando-o como candidato reserva e "vulnerável" à...

Borgato não sairá mais de secretaria

nilton borgato 400 curtinha   Nilton Borgato (foto), ex-prefeito de Glória D'Oeste e filiado ao PSD, não sairá mais do comando da secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Dias atrás, ele chegou a ser avisado pelo governador que seria substituído e que iria para o Escritório...

Dorner vai tentar prefeitura de novo

roberto dorner 400 curtinha   Em Sinop, o empresário e ex-deputado federal por alguns meses Roberto Dorner (foto), que deixou o PSD e aderiu ao Republicanos, está disposto a encarar de novo a disputa a prefeito. Em 2016, ele perdeu para Rosana Martinelli (PR) por uma diferença de 3.388 votos. É possível que ambos...

Um líder sob insatisfação dos colegas

dilmar dal bosco curtinha 400   O líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (foto), tem enfrentado crítica velada e insatisfação dos colegas, principalmente dos deputados da base. Reclamam que o interlocutor do governador Mauro não move uma palha em defesa da liberação das emendas e, nas...

Jogada do prefeito Francis em Cáceres

paulo donizete 400 curtinha caceres   A sete meses de concluir o mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (PSDB) lançou uma jogada estratégica para ver se "cola". Apoia publicamente para prefeito o seu diretor da autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete (foto), do mesmo partido, inclusive participou da reunião...

Luta por mais leitos de UTI em Sinop

rosana martinelli 400 curtinha   A prefeita de Sinop, cidade pólo do Nortão, Rosana Martinelli (PR), demonstra preocupação com os poucos leitos de UTI do Hospital Regional no município. A unidade atende moradores de mais de 30 municípios da região e só dispõe de 10. Rosana diz esperar...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.