Legislativo

Sábado, 22 de Março de 2014, 07h:30 | Atualizado: 23/03/2014, 17h:16

Lei contra lista tríplice tem simpatia, mas é inconstitucional, diz Djalma

Iara Rezende

Djalma Sabo Mendes - rdtv

Defensor-geral Djalma Sabo Mendes em entrevista à jornalista Talita Ormond

O defensor-geral Djalma Sabo Mendes avalia que a PEC do deputado Emanuel Pinheiro (PR), que visa mudar as regras das eleições de defensor-geral e procurador-geral de Justiça, ganha simpatia da classe, mas não tem condições de prosperar porque do ponto de vista jurídico ela é inconstitucional e possui vício de iniciativa.

 A ideia de Emanuel é acabar com a lista tríplice e com a interferência política na escolha, já que quem decide no final é o chefe do Executivo. Dessa forma, seria considerado eleito o mais votado pela categoria. “No mérito é claro que soa democrático você deixar a escolha para a vontade da maioria, mas este modelo de lista tríplice quem estabelece é a Lei Orgânica Nacional da Defensoria que estabelece regras gerais para todas as defensorias nos estados”, enfatiza Djalma.

Ele pondera que, para não haver falhas formais, a proposta ela teria que partir da própria instituição ou do Congresso Nacional. “Deve ser bem avaliada esta questão de uma legislação estadual mudar a federal”, observa. De forma implícita e sutil, Djalma demonstra que prefere o sistema atual. Ele foi o único até hoje que, mesmo não tendo sido o mais votado, foi escolhido pelo governador para o cargo, em 2008. Das eleições que tiveram lista tríplice, em três foi escolhido o mais votado.

Ele explica que a lista é importante porque se baseia no sistema de freios e contrapesos que nada mais é do que um Poder fazendo a fiscalização e o controle do outro. Ele cita como exemplo a escolha de desembargador pelo quinto constitucional, que passa pela Ordem dos Advogados (OAB) que elabora a lista sêxtupla, que, posteriormente, é reduzida para a tríplice pelo TJ e encaminhada ao governador para a escolha do representante da advocacia no Poder Judiciário. 

Eleições

Se a PEC for aprovada na Assembleia, sancionada pelo governador Silval Barbosa (PMDB) e não haja nenhuma Adin suspendendo os seus efeitos, ela passa a valer já para as eleições internas deste ano da Defensoria e no Ministério Público. Essa não é a primeira vez que Emanuel Pinheiro busca aleterar as regras de escolha nos poderes. É de autoria dele a PEC que estabelece eleições diretas no Poder Judiciário, mas o tribunal pleno do TJMT decidiu seguir o que rege a Constituição Federal e manter o atual modelo.

O MP, sob Paulo Prado, elege o próximo procurador-geral de Justiça em outubro e o empossa em março de 2015. A Defensoria Pública elege o sucessor de Djalma Sabo Mendes na primeira quinzena de novembro e a posse acontece em janeiro do ano que vem. No primeiro pleito, 199 promotores e procuradores têm direito a votar, já no segundo há 153 defensores ativos e cinco aposentados. 

Tanto Prado como Djalma podem disputar a reeleição. Prado está em seu terceiro mandato, tendo presidido a instituição também nos biênios 2005/2006 e 2007/2008. Já Djalma está em sua segunda gestão, tendo gerido a entidade também no biênio 2009/2010.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • analine | Sábado, 22 de Março de 2014, 16h39
    0
    0

    Esse Emanuel Pinheiro só dá bola fora kkkkkkk. ainda dizem que ele é professor de direito constitucional. Se for mesmo ele é o responsável por tanta reprovação na prova da OAB

Matéria(s) relacionada(s):

Acerto pra Pivetta se filiar ao Podemos

alvaro dias curtinha   Mais uma demonstração de que o senador Álvaro Dias (foto), líder do Podemos no Congresso, está ignorando a pré-candidatura ao Senado do seu próprio colega de partido, deputado José Medeiros. Álvaro já acertou com Pivetta apoio na disputa à...

Critério para definir candidatura em VG

fabio tardin 400 curtinha   O presidente da Câmara de Várzea Grande e filiado ao DEM, Fabinho Tardin (foto), sonha com a cadeira de prefeito, mas não tem apoio dos Campos para concorrer à sucessão municipal. Como Lucimar Campos não pode buscar o terceiro mandato seguidamente, o grupo liderado pelo senador...

Prefeito de Lacerda, projeto e derrota

alcino curtinha 400 pontes e lacerda   O prefeito de Pontes e Lacerda, Alcino Pereira Barcelos (foto), resolveu dar de ombro para a Câmara Municipal sobre um projeto de grande alcance social e perdeu feio na queda-de-braço. Contrariando a vontade do prefeito, os vereadores aprovaram a proposta, apresentada pelos colegas Pedro Vieira e...

MPE antes e depois de Maluf no TCE

jose antonio borges 400 curtinha   Antes, membros do MPE fizeram esforço para impedir a nomeação de Guilherme Maluf como conselheiro do TCE, sob argumento de que não detinha notório saber jurídico, contábil, econômico e financeiro e ainda carrega vários processos judiciais nos ombros....

Fatura por média e multa à Energisa

thiago 400 ager curtinha   Após fiscalização no 2º semestre do ano passado, a Ager-MT multou em R$ 14,4 milhões a Energisa. Descobriu-se irregularidades na área comercial da concessionária de energia. Thiago Bernardes (foto), coordenador Regulador de Energia da Agência, explica que, no trabalho...

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.