Legislativo

Quinta-Feira, 04 de Fevereiro de 2010, 14h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

Câmara de Cuiabá

Levi e Deucimar expõem PP ao lavar "roupa suja" em plenário

    O presidente da Câmara de Cuiabá, Deucimar Silva, e o vereador Leve Levi, ambos do PP, protagonizaram um “bate-boca” durante a sessão desta quinta (4) e resolveram lavar a “roupa suja” de assuntos internos. Na plateia estavam os colegas de parlamento. A indicação do novo secretário de Assistência Social, que vai substituir Celcita Pinheiro, teria motivado a exaltação dos ânimos, mas nos bastidores comenta-se que o clima esquentou mesmo porque os dois são pré-candidatos a uma das 24 vagas de deputado estadual e disputam espaço internamente. Já Éverton Pop (PP), que também é pré-candidato a AL, tenta se manter distante da briga dos dois e colocar panos quentes para apaziguar a situação.

  Apesar de não entrar em detalhes, Deucimar chegou a dizer que desconhece os motivos do descontentamento de Levi, mas que deve ter sido por contaminação política. “Não sei o que houve, mas deve ser motivação política”, afirmou Deucimar. Perguntado se acredita que os trabalhos do Legislativo vão ser contaminados politicamente pela eleição majoritária em outubro, o progressista é ponderado. Evitando polemizar,  se limitou a dizer que os trabalhos devem transcorrer normalmente e que o processo eleitoral não vai atrapalhar o andamento dos trabalhos.

  Durante a sessão, em meio as discussões, Levi chegou a dizer que indicará Lídio Barbosa, filho do segundo suplente Juca do Guaraná (PP), para assumir a área social do município. Juca teria pedido a Levi que articulasse a nomeação com a promessa de que vai ajudá-lo na corrida por uma das vagas de deputado. “Ele (Levi) tem o direito de indicar quem ele quiser. Eu e o Pop vamos indicar os nossos nomes. Quem tiver o melhor currículo deve ser escolhido”, disse Deucimar, que não escondia o descontentamento pelo fato do debate interno ter sido debatido durante a sessão. "Não entendi porque este assunto foi tratado na sessão", disse. 

  O presidente da Casa negou que o seu chefe de gabinete Sebastião Ney  será indicado por ele para o posto de secretário de Assistência Social. “Isso nunca foi cogitado”, rechaça. Apesar disso, comenta-se que o nome de Ney teria sido referendado por Deucimar. Por enquanto, nenhuma definição ocorreu e os progressistas devem debater o assunto em uma reunião fechada para depois encaminhar uma lista tríplice. Apesar de não confirmar nenhum nome, Deucimar rechaçou a possibilidade do suplente Marcus Fabrício (PP) ser o “escolhido”. “Ele não será secretário”, se limitou a dizer o presidente da Câmara, que completou dizendo que não tem nada pessoal contra Fabrício, mas que ele não será o novo secretário. Fabrício e Deucimar se desentenderam no início do ano passado quando Fabrício tentou cancelar junto a Justiça alguns votos que Deucimar teve em uma urna de lona, para assim, assumir a cadeira de vereador. Ambos tiveram 3.524 votos, mas como Deucimar é mais velho ficou com a vaga.

   Lixo

   Em meio a empolgação das discussões, Levi “desenterrou” até a CPI do Lixo e exigiu que o relatório final fosse lido em plenário. Não escondendo a irritação Deucimar reclamou que ele não tem o relatório e que não há motivo para ele ser lido. Levi retrucou: “pois eu tenho esse relatório”. Na tréplica, Deucimar disse que se ele tem é muito estranho porque nunca ninguém viu o relatório feito pelo colega de partigo Marcus Fabrício, que relatou a CPI, presidida por Francisco Vuolo. “Ele não tem o relatório. Se tiver é uma surpresa. Eu já contratei até o FBI para tentar achar esse relatório”, afirmou o presidente da Câmara. Vuolo, por sua vez, garante que o relatório existe, mas que ele não foi submetido a votação porque não há um entendimento jurídico se isso é necessário. "Mesmo assim cumprimos nosso papel. E toda a documentação foi encaminhada aos órgãos competentes para que pudessem tomar as medidas cabíbeis", ressalta o republicano.

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Salomão | Segunda-Feira, 08 de Fevereiro de 2010, 14h32
    0
    0

    Olha seria melhor o Deucimar ficar quieto pois, o que ele pretente ele é o todo poderoso , poderoso Deucimar é so um Deus, entao voce achou um que nao ficou quieto com o seu poder absuluto , enquanto outros vereadores ficam comendo de perder o DIMDIM esse nao ficou e encarou acho que o Fabricio Faria isso pois ele é um Homem competente o que fala e nao ia ficar de Acordo com voce

  • Silvana | Sexta-Feira, 05 de Fevereiro de 2010, 17h50
    0
    0

    O dr. Ney é muito competente para tal cargo. Chega de politicagem em pastas tão importantes como a área social. QUEREMOS O DR. NEY SIM!!!!!

  • augusto cesar Martins de Siqueira Júnior | Sexta-Feira, 05 de Fevereiro de 2010, 13h44
    0
    0

    A casa de leis deveria ser respeitada porque é do povo e para o povo, e não lugar de bate boca, de parlamentares que mal sequer terminaram seus mandatos de veradores e já pensam em serem candidatos a deputado estadual, acho que todos estes, deveriam tomar vergonha na cara e representar de forma legitima a população que os elegeus, se insistirem em serem candidatos são sérios candidatos a serem passageiros do BATEU MUCHE, que propostas estes senhores apresentaram a população de cuiabá? Levi tenha conscieência, vc que é evangélico e cumpra com o que DEUS TE DEU COMO MISSÃO ATÉ O FIM E NÃO NO MEIO, DEUCIMAR VC QUE VEM REALIZANDO UM EXCELENTE TRABALHO COMO PRESIDENTE DA CASA, CONCLUA SEU MANDATO, É MAIS HONROSO

  • Ney | Sexta-Feira, 05 de Fevereiro de 2010, 09h22
    0
    0

    Esse senhor Deucimar pensa que está acima do bem e do mal e é o senhor sabe tudo, mas está redondamente equivocado nessa linha de pensamento. Ele pensa que ele é o cara, mas parece um vereador de único mandato, com essa arrogância e prepotência. A democracia é feita de debates de opiniões e não de imposição, por isso vereador deve-se ouvir o povo (que o elegeu), as opiniões de colegas e pares de partido (suplentes que o ajudaram com os votos).

  • julio augusto de oliveira soares | Sexta-Feira, 05 de Fevereiro de 2010, 07h24
    0
    0

    Alguem deveria dizer ao senhor Deucimar que os embates das ideias e oxigenio da Democracia,que para existir passa pela seguranca do direito que o mesmo nao pratica ao nao reconhecer e nao implantar o PCCS tal qual foi votado na casa onde ele preside, a sua queda de braco com os funcionarios da casa por puro egoismo e falta de tato politico o esta levando a um desgaste desnecessario que reflete na qualidade de vida da familia dos funcionarios.Quem assim age perde a legitimidade de querer alcar voos mais alto na politica . O vereador Levi Levi tem todo o direito do mundo de propor nome para o partido assim como o proprio Deucimar que tem que perder a mania de se achar um sinhozinho de escravo, pois politica se faz com debate interno e tambem externo onde o representante mostra a sua base que esta procurando defender os interesses desta.

  • Esmael Vicente | Sexta-Feira, 05 de Fevereiro de 2010, 06h36
    0
    0

    Quando o vereador Deucimar se elegeu, conseguindo desbancar o Marcos Fabricio eu cheguei a parabeniza-lo pois estava começando ai a derrota da turma da Chica Nunes, também o parabenizo pela sua atuação na camara municipal. Pena que na sua escalada politica o Deucimar Silva se tornou muito arrogante e prepotente;por isso como sou uma pessoa livre para dar minhas opiniões e acompanho a politica diariamente sou mais pela indicação do vereador Leve Levi pois o conheço a anos e sempre foi uma pessoa ponderada e correto em suas atitudes pois ai se nota que ele está valorizando seu companheiro Juca do Guarana que com seus votos também ajudou o partido a eleger tanto o Levi quanto o Deucimar e também o Pop

  • Giovani cuiaba | Quinta-Feira, 04 de Fevereiro de 2010, 23h43
    0
    0

    Com sua prepotência como seria se Deucimar fosse eleito? Participaria do colegiado de lideres na AL? lugar onde se dá valor ao título, Riva valoriza e respeita todos os Deputados independente de sigla, é o que eu vejo. Porque não aprender com o Sr. experiência? Quanto ao Leve Levi, é de luta e determinação, concerteza havera uma cadera esperando ele na AL-MT.

  • Paulo Cunha | Quinta-Feira, 04 de Fevereiro de 2010, 17h13
    0
    0

    Pelo que sei e já sofri na pele, o Vereador Levi é uma pessoa de personalidade instável e sem muito compromisso com o crescimento de Cuiabá e sua população. Usa o movimento evagélico em benefício próprio e isso com certeza será cobrado mais dia menos dia...

  • santos carvalho | Quinta-Feira, 04 de Fevereiro de 2010, 16h38
    0
    0

    Se a zebra acontecer e o Deucimar for eleito deputado,la na assembleia o buraco e mais embaixo!!! quero ver se ele e Macho para fazer algum barulho...Se cuida Riva,o home e descontrolado a luta pelo poder ele enfrenta ate ele mesmo,Nao viu como estao sendo tratados ate os funcionarios da camara.Os vereadores morrem de medo dele.

  • Felipe Bastos | Quinta-Feira, 04 de Fevereiro de 2010, 16h32
    0
    0

    Pura prática do Levi mesmo, a muitos anos na Câmara municipal de Cuiabá e sempre pensando em si próprio.Aos amigos do Pedregal que olhem o porque o Levi esta indicando o Lídio, pois o Juca prometeu apoio a candidatura do Levi se isso viesse a acontecer. Por outro lado o Presidente Deucimar que chegou a câmara municipal e teve coragem e ousadia, tem todos os créditos e moral para falar, pois está fazendo um trabalho exelênte a frente do legislativo fazendo história como nenhum outro havia tido a capacidade de fazer.Só penso que deva repensar quanto ao seu nome de indicação, acho que deve sim presidente ser o Drº Ney, pois e um homem trabalhador e que reune sim todas as qualidades para conduzir essa secretaria.Ney daqui da grande Cidade Alta, será um orgulho para nós ve-lo a frente da Secretaria, pois se o Deucimar trabalhou muito ai na câmara, parte disso tem o seu suor. Deucimar ,queremos o Ney como secretário.

Prefeitos revoltados com Neurilan

neurilan fraga 400 curtinha   Vários prefeitos, especialmente os recém-eleitos, se mostram revoltados com novas manobras promovidas no estatuto da AMM pelo seu "eterno" presidente Neurilan Fraga (foto), que tenta, de todas as formas, se auto-beneficiar na eleição que deveria ocorrer em janeiro, mas que foi antecipada...

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...