Legislativo

Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 07h:30 | Atualizado: 15/10/2019, 13h:56

SETOR PÚBLICO

Lúdio cita "terror psicológico" e apresenta projeto contra assédio moral no trabalho

Ronaldo Mazza

L�dio Cabral

Deputado Lúdio Cabral, do PT, quer coibir humilhação no trabalho: "problema clandestino"

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) apresentou um projeto de lei para prevenir e punir o assédio moral em todos os Poderes da administração pública em Mato Grosso. O texto prevê as penalidades de advertência, suspensão, destituição de cargo em comissão ou de função comissionada e demissão, variando de acordo com a gravidade do ato, que será apurado por meio de processo administrativo disciplinar (PAD).

“O assédio moral, também chamado de humilhação no trabalho ou terror psicológico, acontece quando se estabelece uma hierarquia autoritária, que coloca o subordinado em situações humilhantes. Problema quase clandestino e de difícil diagnóstico. E, se não enfrentado de frente, pode levar à debilidade da saúde de milhares de trabalhadores, prejudicando seu rendimento”, disse Lúdio na justificativa do projeto.

O projeto caracteriza como assédio moral diversos atos de desrespeito e discriminação. Entre eles, desqualificar, reiteradamente, a autoestima ou a imagem de agente público, subestimar publicamente as aptidões e competências, submetê-lo à situação vexatória, fomentar boatos inidôneos e comentários maliciosos, além de valer-se de cargo ou função comissionada para induzir ou persuadir agente público a praticar ato ilegal, entre outros. 

A proposta de Lúdio prevê também a criação de comissões de conciliação e medidas preventivas, como cursos para prevenir e extinguir práticas inadequadas, debates e palestras.  A proposta começa a tramitar no Legislativo e não tem data para ser votado.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • FABIANO | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 17h29
    0
    3

    SERIA LEGAL FAZER UM PROJETO PARA ACELERAR PUNIÇÃO AOS SERVIDORES QUE ODEIAM TRABALHAR E QUE TEM UMA HIERARQUIA COBRANDO RESULTADOS MÍNIMOS... ESTE PÉSSIMOS FUNCIONARIOS S ARVORAM EM "ASSÉDIO MORAL" PARA SEGUIR COM SUA CARREIRA INÚTIL.

  • Maria | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 15h04
    1
    0

    SENHOR LÚDIO CABRAL O MAIOR TERROR PSICOLÓGICO É O QUE SEUS COLEGAS DEPUTADOS MADEIREIROS FIZERAM E VEM FAZENDO PARA ACABAR COM A IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS EM TRANSITO DESENVOLVIDA PELO INDEA A MAIS DE 40 anos.

  • Véio Joaquim | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 09h51
    4
    11

    Deputado....MI MI MI MI MI MI MI MI MI MI.......

  • edu | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 09h49
    7
    0

    boa ideia, começe fasendo pela assembléia.

  • Nilza | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 09h05
    9
    2

    SENHOR DEPUTADO LÚDIO CABRAL TEM DE PUNIR OS COLEGAS DEPUTADOS MADEIREIROS O QUE ELES VEM FAZENDO COM OS SERVIDORES DO INDEA (IDENTIFICADORES DE MADEIRAS) É MAIS DO DO QUE ASSÉDIO MORAL, PORQUE ESSES DEPUTADOS VEM LEGISLANDO A FAVOR DA CAUSA PRÓPRIA A MUITO TEMPO, TENTARAM POR DIVERSAS VEZES REVOGAR A LEI 235/2005 DA IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS, NÃO CONSEGUINDO RESOLVERAM REVOCAR A LEI.4171 DE 1979 DA FISCALIZAÇÃO DE DEFESA DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS DA CRIAÇÃO DO INDEA, ISSO TUDO É MAIS DO QUE ASSÉDIO MORAL E TAMBÉM É RETROCESSO AMBIENTAL, TUDO PARA AFROUXAR A FISCALIZAÇÃO DO TRANSPORTE DE MADEIRAS. AVANTE MPF, MPE, PF, e JUVAM, etc.

  • valda | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 07h49
    0
    0

    valda, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Francisco Santo | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 07h48
    7
    8

    Maior terror psicológico que seu partido ? Aquilo sim é literalmente de matar.

Matéria(s) relacionada(s):

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.