Legislativo

Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 08h:32 | Atualizado: 10/04/2014, 08h:36

Câmara

Notas traçam compras "fantasmas" na Câmara; livros e crachás na lista

As oito notas fiscais referentes aos serviços gráficos contratados e produtos adquiridos junto à Gráfica Propel somam R$ 1,1 milhão. O Rdnews teve acesso à papelada das supostas compras fantasmas feitas pelo vereador João Emanuel (PSD) no primeiro semestre de 2013, quando ele foi presidente da Câmara de Cuiabá.O Ministério Público ainda não calculou qual foi o suposto rombo aos cofres públicos na gestão João Emanuel, mas juntas as notas chegam a R$ 1,5 milhão no contrato que a Câmara tinha com a gráfica no ano passado. Gastos com livros de história, de atividades parlamentares, Constituição e crachás estão entre os materiais adquiridos para justificar os gastos.

A primeira e a quinta nota fiscal, emitida pela gráfica Propel à Câmara em 17 de abril e 19 de junho de 2013, somadas revelam uma compra de 73 mil exemplares de livros da história da Câmara de Cuiabá e mais de meio milhão de gasto com o produto. A compra foi dividida em duas etapas e cada uma entregue por R$ 8,2 mil.

A segunda e a terceira nota fiscal, emitidas em 5 de março e 30 de abril, revelam um gasto de R$ 229,6 mil com 28 mil exemplares de livros das atividades parlamentares dos vereadores, com 150 páginas. Esta aquisição também foi dividida em duas.

Outras compras na gráfica, todas com notas emitidas em 14 de fevereiro, foram de 100 livros da Constituição Estadual por R$ 54,8 mil. Conforme a nota fiscal 259, cada exemplar possui 200 páginas e foi adquirido por R$ 548,54.

Além dos livros, as notas fiscais de nº 256 e nº 257 revelam mais R$ 229.180,20 em compra de cartilhas (32 páginas) e livretos (62 páginas) em papel reciclado.

Outros materiais adquiridos foram crachás simples e de certificados para ser entregues em eventos institucionais por R$ 11.983,20, bem como folders e fichas por mais R$ 16.746.

O curioso é que 22 vereadores, em depoimento ao MP em 29 de novembro de 2013, disseram que nunca viram ou tiveram acesso a esses livros ou quaisquer outros materiais que constam nas notas fiscais. Mais estranho ainda é que consultas feitas por entidades e órgãos fiscalizadores ao sistema informatizado da Câmara mostram que não houve registro de entrada dessas mercadorias no almoxarifado e arquivo da instituição no período de janeiro a agosto de 2013.

O advogado de João Emanuel, Eduardo Mahon, explica que foram entregues em escolas, associações, bibliotecas e visava fazer a divulgação institucional da Câmara. “Diferentemente de outros presidentes que quiseram deixar a sua marca com reformas no prédio, João quis focar a sua gestão na divulgação institucional”, observa. Mahon diz ter inclusive mais de 300 ofícios com a assinatura de diretores de escola atestando o recebimento do material.

O advogado contesta ainda a validade das pesquisas feitas ao banco de dados do sistema de controle de materiais. Ele garante que são tendenciosas e não significam nada. O jurista garante que naquela época o sistema ainda estava sendo implantado e não funcionava direito. Segundo ele, a baixa do recebimento das mercadorias era essencialmente por meio físico, ou seja, em papel.

Sobre a declaração dos parlamentares, Mahon garante que o fato dos vereadores nunca terem visto o material, não significa que não existam. “Há livros até hoje no depósito da câmara que ainda não foram entregues, basta os vereadores irem lá para ver. Eu levei um pessoal do MP para ir lá e bater foto do material”.

Entenda o caso

Segundo as investigações do Ministério Público os desvios de dinheiro da Câmara eram feitas por meio de fraudes em licitações. Ainda conforme o MP, o objetivo do desvio era captar recursos para a campanha eleitoral de 2014, eleição em que João Emanuel concorreria ao cargo de deputado estadual.

Ainda segundo as investigações, o parlamentar utilizava terrenos e contratos de serviços gráficos como garantia junto a agiotas, para a captação de mais recursos. 

Em gravação escondida, feita em outubro de 2012 pela proprietária da gráfica Propel, o vereador João Emanuel ensina como fraudar licitações na Câmara, chama os colegas vereadores de artistas e diz que teria que repartir o dinheiro da fraude com eles. Em outro vídeo, apresentado pela defesa de João Emanuel, a mesma empresária aparece atestando a inocência do vereador.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • JOÃO SOUZA | Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 19h00
    1
    0

    Um cara que falsifica escritura vocês acham que ele não iria falsificar assinatura de diretor de escola na Nota Fiscal que recebeu o material!!!!! Não sei porque esse camarada ainda não foi cassado.

  • juliano | Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 15h50
    2
    0

    Eu paguei 38 REAIS na CONSTITUIÇÃO FEDERAL DO BRASIL no mês passado. Essa CONSTITUIÇÃO ESTADUAL q o JOÃO EMANUEL comprou é com CAPA BANHADA A OURO pra custar R$ 548.54...

  • Júlio Santos | Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 15h45
    1
    0

    Quer dizer que mais de 300 diretores de escolas atestam que receberam os tais materiais (livros, cadernos exemplares da CF/88 etc. etc. etc.)? E que cada exemplar da CONSTITUIÇÃO custou R$550,00 (quinhentos e cinquenta reais)? Gostaria de ver o nome dos diretores e as escolas, só assim, podemos fazer uma consulta aos alunos das ditas escolas se realmente eles, os alunos, receberam tais coisas. Esse advogado vai perder toda credibilidade, se é que tem, depois desse emaranhado de mentiras e falsificações. Só pra dar um exemplo: o tal segundo vídeo que segundo a defensa inocenta o vereador, é uma montagem grotesca, a mulher que se passa por Ruth é nada mais nada menos do que a já conhecida "interditada" ÉRICA.

  • Carlina Santos | Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 14h13
    1
    1

    Caraca, um exemplar da CONSTITUIÇÃO ESTADUAL custar R$ 550 ??? ESSE CARA DEVERIA ESTAR É NA CADEIA!!! CADÊ OS DEFENSORES DESSE LARÁPIO, QUE PASSAM O DIA FAZENDO A DEFESA DELE NOS SITES AO INVÉS DE TRABALHAR...O QUE DIZEM DESSES FATOS??? É O VELHO DITADO, CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS. O ÚNICO QUE VAI SAIR BEM DESSA É O ESPETACULAR ADVOGADO, QUE VAI GANHAR UMA GRANA BOA DE SEU CLIENTE!!!

  • Moreira | Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 10h49
    6
    1

    o que essa cara ainda faz solto?

  • Adriano | Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 10h20
    6
    1

    Imagina oque rola lá na Assembléia. Alguém sabe que lá está sendo construído um estacionamento milionário? Daria para se construir um hospital com o dinheiro daquela obra faraônica.

  • ROSA | Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014, 09h25
    13
    3

    GENTE...LEMBREM-SE BEM...ESSE DAÍ É ESPOSO...MARIDO E COMPANHEIRO DA JANAINA RIVA Q SERA CANDIDATA A DEPUTADA ESTADUAL...

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

Morre pai do secretário da Casa Civil

Mauro Carvalho pai   Faleceu, aos 97 anos, o pai do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. O empresário, que também emprestava o nome ao filho, Mauro Carvalho, foi vítima de um infarto nesta quinta (9). A informação foi confirmada pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) que publicou nota de...

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

Estudo sobre 13º a vereadores de VG

jaqueline jacobsen curtinha 400   A conselheira-substituta Jaqueline Jacobsen (foto) estabeleceu prazo de 120 dias, em sessão de julgamento do TCE por videoconferência no último dia 2, para que o presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin, realize estudo prévio de impacto...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.