Legislativo

Sexta-Feira, 05 de Março de 2010, 14h:47 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

CPI da Saúde

Percival quer explicações de Wilson, Soares e Augustinho

   O prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB), o secretário municipal de Saúde, Maurélio Ribeiro, e o ex-gestor da pasta, Luiz Soares (PSDB), devem ser os próximos a prestar esclarecimentos na CPI da Saúde, instalada pela Assembleia para investigar o caos no setor em todo o Estado. O depoimento deles seria crucial para o andamento dos trabalhos.

   A crise na saúde da Capital foi o principal motivo para a instauração da CPI. Na época, Wilson sofria desgaste devido à greve dos médicos, que durou mais de 70 dias. Hoje ele tenta reverter a imagem negativa com a inauguração da reforma do Pronto Socorro Municipal.

   A presença dos três foi requerida nesta quinta (4), pelo deputado Percival Muniz, mas ainda não foi referendado por todos os membros da CPI. O documento será apreciado na próxima quinta (11). Além de pleitear a presença dos gestores municipais, o socialista quer ouvir o secretário estadual de Saúde, Augustinho Moro.

   Percival reforça a necessidade da oitiva com Wilson, Soares, Ribeiro e Augustinho com o argumento de que recebeu informações de pessoas que morreram por falta de atendimento. Conforme o socialista, as denúncias foram recebidas durante as inspeções feitas pelos membros da CPI nos hospitais na Baixada Cuiabana. “Além de cobrar mais recursos para melhorar a Saúde, temos que apertar o jogo contra os gestores, pois já recolhemos dados suficientes para responsabilizá-los por omissão”, argumenta.

   Além de Percival, compõe a CPI da Saúde Sérgio Ricardo (PR), que preside os trabalhos, o relator Wallace Guimarães (PMDB), a vice-presidente Chica Nunes (DEM) e o membro Antônio Azambuja. A CPI da Saúde foi instalada em 4 de novembro de 2009 e tem 180 dias para apresentar um relatório sobre a situação da saúde pública em Mato Grosso.
 

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • marcelo | Segunda-Feira, 08 de Março de 2010, 20h05
    0
    0

    o percival, tá tudo dominado, o problema, que poderia ser solução são as oscips, por exemplo por que uma oscip tem que receber 50% do que é pago por plantão médico, percival pensa comigo o médico trabalha e recebe 10 e a oscip recebe 5 só para encaminhar a nota à ses, percival é ai na tua ROO, no HRR e aí percival, um dos que mexe o doce do tal idep,é peixe seu veio de ROO para a SEJUSP, com sua indicação, o presidente do idepinho é o priminho, santana, ex chefe de gabinete do bonitão e es adjunto de justiça do MT. o perci começa a limpar em casa, deixa eu falar no seu ouvido....idep ....outra coisa vc está certo só errou o wilson

  • Luiz Alberto | Segunda-Feira, 08 de Março de 2010, 08h53
    0
    0

    manda o percival preocupar com as dividas dele no araguaia que fez camapanha em São Felix do Araguaia e não pagou os seu colaboradores, pergunta se ele volta em São Felix do Araguaia, todos nos sabemos que a saude de Cuiabá e uma procaria e entra prefeito sai prefeito e nada so vem com reforma do pronto socorro mas e os profissinais que trabalha não merece nada tem que fazer uma reforma salarial e de funcionarios tem aqueles que maltratam as pessoas e os mal medicos esses tem que sair manda embora e renova o quadro da saude com novos salarios melhores acorda prefeito ainda assim o Wilson Santos quer ser Governador isso a população do Estado não merece, vai ser muito dificil nos termos um outro governador com o Blario Maggi, e um Secretario de Saude no Estado e de meio ambiente com o Dr Marco Machado ele e o Caraaaaaaaaaaaa para Mato Groooossssoo Grato

  • Vanderlei | Segunda-Feira, 08 de Março de 2010, 07h54
    0
    0

    Pra que CPI Deputado, é muito simples, a Saúde vai mal no Estado e nos Municipios, porque se investe muito em contratação de OSCIPS no Estado e nas Prefeituras, assim sendo não sobra dinheiro em caixa nem para comprar ASPIRINA, por favor abram concurso e nao mais OSCIPS.

  • maiana rodrigues | Domingo, 07 de Março de 2010, 20h12
    0
    0

    maiana rodrigues, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • dudu | Sábado, 06 de Março de 2010, 11h50
    0
    0

    boa tarde, gostaria de peerguntar para o nobre deputado percival, quando ocorreu a fraude das ambulancias porque o senhor parou de questionar e nem siquer questionou o governador blairo, de onde vieram tais insentivos e emendas parelamentares, isso vc não discute, larga de demagogia , e vai trabalhar. todos sabem que a saude é um caos e que não traz voto por isso vcs nobres parlamentares não trazem verba para ser aplicada na saúde, me poupe e vão trabalhar vagabundos

  • Catia Francisca Trindade | Sexta-Feira, 05 de Março de 2010, 17h02
    0
    0

    Gostaria de informar que, vivemos um passo de desenvolvimento na história da politica de saúde pública em Mato Grosso, se realmente essa CPI for levada a sério: Caso comprove realmente a omissão de atendimentos a clientela do SUS, onde vitimaram os pacientes a morte devido falta de atendimento, os setores que administram a "burrocracia" para atender os pacientes nos hospitais prestadores do serviço, laboratórios, são responsaveis, assim como as autoridades superiores, como o Secretário Estadual de Saúde Agostinho e o Governador Blairo Maggi. Com isso, os nobres Deputados Estaduais, tem que convidar o "Governador Blairo Maggi" para prestar exclarecimentos sobre o caos vivido na Saúde Pública no Estado, desde 2002, quando assumiu! E a pergunta que não quer calar, por que não construiu mais Hospitais Regionais e por que Cuiabá e Varzea Grande não tem Hospital Público?

  • Germano Souza Cruz | Sexta-Feira, 05 de Março de 2010, 16h26
    0
    0

    Isso é que é falta do que publicar hein, RD? Pois quem é que não sabia que Wilson Santos e seus ex-secretários de saúde devem prestar esclarecimentos nestas investigações da Assembléia? Se o Percival Muniz disse isso mais uma vez agora, ele tá é querendo se aparecer, pois seria ilógico estas pessoas ficarem fora da CPI, afinal são elas as primeiras interessadas em que tudo se esclareça. Sei que, como bom altogarcensse o Luiz Soares não se furtará em dizer a verdade, muito menos o Wilson Santos, que é quem aguenta TODOS os doentes deste estadão, embora a maioria destes devessem ser tratados pelo Estado/Blairo/Silval.

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...