Legislativo

Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2020, 15h:50 | Atualizado: 16/08/2020, 16h:15

BRASNORTE

Por 1 voto, Câmara não afasta vereador: "assinei documentos na confiança", alega

Assessoria

Carreirinha

O vereador Carreirinha, que já ocupou a secretaria municipal de Agricultura de Brasnorte, e hoje foi afastado por suposto desvio de R$ 100 mil

A Câmara de Brasnorte (a 572 km de Cuiabá) não afastou o vereador Reginaldo Martins Ribeiro (MDB), o "Carrerinha", como havia sido publicado anteriormente. O afastamento dele foi pedido em Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), mas a concretização disso dependia de seis votos. Na hora da decisão, na sexta (14) pela manhã,  somaram-se apenas cinco.

Ele é acusado do desvio de R$ 100 mil da secretaria municipal de Agricultura, quando era secretário da pasta. A verba era de de um convênio com o Estado de 2014. Ele afirma que assinou documentos sem ler, confiando no então vice-prefeito Marques Antônio Correia. "Eu já não era secretário, me chamou lá e disse que haviam documentos meus sem assinar e que estava tudo certinho. Assinei em confiança, sem ler. Foi o que aleguei na Justiça, onde estou inocentado", diz o vereador. Outros envolvidos no esquema, segundo ele, estão com bens bloqueados.

A CPI investigou denúncia do secretário Roberto Marcelo sobre a gestão de Carreirinha. Segundo acusação, o vereador, quando estava na gestão, não explicou o destino dos R$ 100 mil recebidos para realização de um dia de campo na Gleba São Bento, que não teria ocorrido. Desse total, R$ 90 mil seriam estaduais e R$ 10 mil municipais.

Segundo o relatório que pediu o afastamento, Carreirinha alegou não ter conhecimento de que o evento não teria ocorrido. "O que causa, de fato, incredulidade é que o investigado, mesmo tendo ciência do objeto do convênio, tendo requerido abertura de processo licitatório, atestado todos os pagamentos e notas fiscais, alega não ter conhecimento da não realização do evento", diz trecho do documento.

O relator, vereador Roberto Carvalho (MDB), justifica que o afastamento deveria ocorrer para servir de "exemplo para os demais integrante da Camara".

A defesa questiona ainda o rito seguido na Câmara. Afirma que, mesmo com quórum suficiente, não teriam como afastar seu cliente. "Seria infração à lei federal, agir na ilegalidade, podendo ainda ser responsabilizados na lei de abuso de autoridade".

 Por telefone, o membro da CPI, Wellington Barranco Pereira (PSB), havia confirmado a votação por 5 a 1, mas preferiu não comentar o assunto.

Erramos

O errou ao publicar que o veredor Carrerinha havia sido afastado. Uma vez detectado o erro, a correção foi feita.

Arquivo(s) anexado(s)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Beto Indignado | Sábado, 15 de Agosto de 2020, 13h16
    0
    0

    Vereador deveria ter sido cassado e a Justiça precisa tomar providência com relação ao ex-prefeito e a empresa que recebeu o dinheiro sem prestar o serviço.

  • JOAO DA SILVA | Sábado, 15 de Agosto de 2020, 09h22
    2
    0

    Digite o texto aquiOH SUOR DO POVO QUE PAGA IMPOSTOS PARA SER UTILIZADO EM BENEFICIO DA NAÇÃO , E OS POLITICOS PENSAM QUE O DINHEIRO É DELES.

  • Dinair | Sábado, 15 de Agosto de 2020, 08h15
    0
    1

    Está notícias e mentira não afastou o vereador

  • Bruno | Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2020, 18h10
    1
    0

    Materia esta errada

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.