Legislativo

Terça-Feira, 02 de Março de 2021, 11h:10 | Atualizado: 02/03/2021, 12h:34

Toque de recolher

Presbítero da AD, Sebastião tentou liberar cultos com público de até 600 pessoas

sebastiao rezende 680

Deputado Sebastião Resende fez lobby a favor de igrejas, mas não convenceu os colegas 

Apelando para o  "bom senso” do governado Mauro Mendes (DEM), o presbítero da Assembleia de Deus e deputado estadual Sebastião Rezende (PSC) criticou as medidas que atingem as igrejas e demais templos religiosos do Estado no decreto que impõem toque de recolher entre 21h e 5h na tentativa de conter a disseminação da Covid-19. Na tentativa de afrouxar as regras,  citou locais que têm capacidade para mais de 2 mil pessoas e só poderão funcionar com, no máximo, 50 indivíduos reunidos.

 “É totalmente inviável, não faz nem sentido. Se tem capacidade para 2 mil pessoas,  pode ter nesse ambiente 600 pessoas. É perfeitamente racional, lógico. Então, peço que se o horário se estenda para templos religiosos até 21h, e que nos sábados e domingos que seja das 17h às 21h o horário de funcionamento”, cobrou.

Sebastião argumentou ainda que a necessidade dessa orientação espiritual é fundamental. “É na igreja que as pessoas recorrerem para receber essa palavra de conforto neste momento de dificuldade”, disse.  A afirmação foi dada na tribuna da Assembleia  durante o debate antes da votação do do projeto enviada ontem (1º) com as medidas restritivas anunciadas para reduzir o contágio da Covid-19 no Estado.

Por outro lado o presidente da Assembleia, deputado Max Russi (PSB),  cobrou  mais firmeza parlamentares e frisou  que muita gente não está entendendo a gravidade da situação em que o mundo está videndo. 

"Se nós não tivermos consciencia, daqui 15 dias podem,os ter medidas piores. Muito triste bater no hospital e não ter UTI. O Parlamento tem que se posicionar de form firme.  ruim  restringir horários, limitar eventos, mas é necessário", ressaltou,  argumentado que Santa Catarina, estado rico, vive colapso total e já "exporta" pacientes para outros estados do Brasil e mesmo assim, ainda tem filas longas de espera. 

O envio do projeto de Lei ocorreu depois do Governo se reunir com chefes dos Poderes e órgãos constitucionais  e com os prefeitos. Além disso, publicou o decreto impondo toque de recolher em todo o Estado.

As medidas visam reforçar a necessidade de uso da máscara facial, a proibição de aglomerações, o cumprimento do toque de recolher, e ainda o respeito às forças policiais e de fiscalização que atuam para garantir as medidas. O Governo diz que é necessária a "repressão às condutas consideradas lesivas ao enfrentamento da emergência de saúde pública, tais como inutilização da máscara fácil e aglomeração de pessoas".

É na igreja que as pessoas recorrerem para receber essa palavra de conforto neste momento de dificuldade

Deputado Sebastião Rezende

Eventos podem ocorrer dentro do horário permitido, respeitado o limite 30% da capacidade do local, e número máximo de 50 pessoas.

"Durante a vigência deste decreto os eventos sociais, corporativos, empresariais, técnicos e científicos, igrejas, templos e congêneres, cinemas, museus, teatros e a prática de esportes coletivos são permitidos com no máximo 50 (cinquenta) pessoas por evento, respeitado o limite de 30% (trinta) por cento da capacidade máxima
do local, observados os limites de horário definidos", diz trecho do decreto.

Sebastião chegou a apresentar emenda na tentavia de afrouxar as regras para templos religiosos. No entanto, foi rejeitada pela Comissão de Saúde e sequer foi analisada em plenário. 

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • João Antônio Meireles | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 14h30
    5
    0

    Deputado Sebastião Rezende, parabéns por defender a alteração desse decreto do estado que impede os cultos até as 21h inclusive aos domingos também e impede que o nosso templo que cabe 1200 pessoas, só podemos ter 50 pessoas. Isso é um absurdo!Obrigado por nos representar.

  • PAULO | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 09h17
    1
    6

    Meu irmão Sebastião deu uma pisada , feia deveria convencer os fieis e pastores para fechar pelo menos 60 dias , ai sim seria um conselho prudente.

  • deovaldo | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 08h30
    2
    6

    Outro irresponsável, como pode gente, sem noção nenhuma, mas enfim sem dizimo como fica né ???? e os otarios, opa os fieis sempre colaboram......e viva o BRASIL

  • Jossy Soares | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 00h09
    6
    1

    Karlos, ignorante é você.

  • Karlos | Terça-Feira, 02 de Março de 2021, 20h02
    12
    9

    O rebanho de ignorantes agradecem........

  • Adriano dos Santos | Terça-Feira, 02 de Março de 2021, 18h39
    15
    10

    Se esses cultos resolvessem alguma coisa os chefões da igreja não teriam morrido de COVID-19... As pessoas devem orar em casa, doar dinheiro para instituições de caridade e não para os mercadores da fé.

  • elza de araujo leite | Terça-Feira, 02 de Março de 2021, 17h13
    16
    12

    ainda mais que atinge os votinhos dele, esse ai nunca larga o osso, os fieis sao fieis.

  • Fernando Silveira | Terça-Feira, 02 de Março de 2021, 16h37
    13
    2

    Ou essa reportagem foi escrita às pressas ou quem a redigiu não é muito familiarizado com a Língua Portuguesa! Prefiro acreditar na primeira opção, pois tem muitos erros de português e letras faltando nas palavras.

  • Marcos | Terça-Feira, 02 de Março de 2021, 16h17
    19
    16

    Este me representa ! Parabéns depurado ! As igrejas tem a importância, que farmácia, posto de gasolina e supermercados

  • João Batista Lins Souza | Terça-Feira, 02 de Março de 2021, 16h04
    16
    15

    Deputado Sebastião Rezende obrigado por se posicionar em favor do que estabelece os decretos federais quanto ao funcionamento das Igrejas . As lideranças são responsáveis e tem orientado o povo a seguir as regras de segurança sanitária . Nos sentimos representados com sua atitude .

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...