Legislativo

Domingo, 09 de Fevereiro de 2020, 12h:10 | Atualizado: 10/02/2020, 12h:00

Presidente da Câmara tem 4 sessões para declarar vaga cadeira de Calistro - saiba

O presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin (DEM), conforme o Regimento Interno, terá que esperar quatro sessões, após o retorno do recesso, previsto para 18 de fevereiro, para declarar vaga a cadeira do vereador Jânio Calistro (PSD). O social-democrata está preso preventivamente desde 19 de dezembro sob acusação de ligação com o tráfico de drogas na cidade. 

Após decretar a vacância do cargo, caso Calistro não consiga retomar as atividades no Legislativo, Tardin ainda tem 120 dias para convocar o primeiro suplente da coligação que elegeu Calistro. Trata-se do cantor gospel Caio Cordeiro (PRP), de 22 anos. Esses são os procedimentos previstos no Regimento Interno.

Rodinei Crescêncio

Opera��o Cleanup j�nio calistro

Jânio Calistro está preso desde 19 de dezembro e, caso não retorne às atividades no Legislativo, pode perder o cargo de vereador. Caio Cordeiro assumirá

“Vou avaliar quais medidas serão tomadas a partir da volta do recesso. O suplente Caio Cordeiro pode ingressar na Justiça requerendo a posse antes do prazo regimental. Minha obrigação é garantir o direito ao contraditório, a ampla defesa ao vereador Jânio Calistro, que é preso provisório e não tem condenação. O caso será encaminhado à Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, que fará o seu trabalho”, disse Fábio Tardin ao .

A Comissão de Ética é presida pela vereadora Gisa Barros (PSB). Após apuração e análise do caso, a comissão poderá recomendar até mesmo a cassação de Calistro. Tardin também explica que o Regimento Interno é vago no que diz respeito ao tempo de ausência do parlamentar para declarar a extinção do mandato. Por isso, a Câmara de Várzea Grande está promovendo a atualização das normas.

O pagamento do salário de R$ 10,2 mil e da verba indenizatória de R$ 9 mil foram suspensos durante a ausência do parlamentar. Entretanto, a remuneração de dezembro de 2019 foi paga de forma integral porque a folha já estava fechada quando o vereador foi preso.

“Fábio Tardin defende o direito a ampla defesa do vereador, mas também preza pela moral e respeito ao erário público, razão pela qual decidiu que o pagamento do salário e da verba indenizatória em favor do Jânio devem ser suspensas enquanto estiver impedido de exercer o papel parlamentar”, diz comunicado do Legislativo várzea-grandense.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • revolta 2020 | Segunda-Feira, 10 de Fevereiro de 2020, 08h51
    2
    0

    nao só salario, esta recebendo ate a tal da VI

  • joana | Domingo, 09 de Fevereiro de 2020, 17h11
    1
    0

    vergonha pra VG. so espero que não esteja recebendo salario

  • Marcos | Domingo, 09 de Fevereiro de 2020, 12h58
    4
    0

    Pelo que tô sabendo a Câmara quer imitar o que a Assembleia fez com Fabris dando um Alvará de Soltura. Além de esperar o TJ soltar ele via Pedra.

Irmão de Thelma na lista dos traidores

ronaldo pimentel 400 curtinha   Na carta aberta assinada por Ricardo Saad, que preside o PSDB cuiabano, ele reclama de dívidas milionárias herdadas de antecessores, inclusive dos R$ 4 milhões de pendências somente do pleito de 2016, e menciona, entre outras coisas, que "(...) há correligionários, que estavam...

A bronca de Saad com Wilson Santos

ricardo saad curtinha 400   O vereador Ricardo Saad (foto), presidente do PSDB da Capital, resolveu disparar a metralhadora verbal contra colegas tucanos. Sobre o ex-prefeito e hoje deputado Wilson Santos, considera que este nada fez para ajudar o partido a se reestruturar, visando as eleições de outubro. Mesmo sendo vice-presidente...

Janela tira muitos políticos do calvário

gilberto figueiredo curtinhas   O fechamento da janela partidária, que encerrou-se no último sábado, dia 4, marcou o fim de um longo calvário aos partidos, que tiveram que suportar em seus quadros políticos que não estavam mais de “alma”, mas somente de “corpo”. Na Câmara...

Só 2 vereadores não vão à reeleição

felipe wellaton curtinha 400   Apenas dois entre os 25 parlamentares cuiabanos não vão buscar a reeleição. O licenciado Gilberto Figueiredo, que trocou o PSB pelo DEM, quer concorrer a prefeito, assim como Felipe Wellaton (foto), que até trocou de partido, saindo do PV e agora no Cidadania. Pretende disputar...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

thiago muniz 400 curtinha   Dos 21 vereadores de Rondonópolis, somente quatro não vão à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (foto), agora no DEM, Hélio Pichioni (PSD), Jailson do Pesque-Pague e Rodrigo da Zaeli (ambos do PSDB). Eles garantem se tratar de um caminho sem volta. Destes, dois tentam...

Redes sociais, lives e efeito colateral

Em tempo de coronavírus, as redes sociais têm sido fundamentais para disseminar informações. As plataformas são utilizadas, por exemplo, para realização de coletivas, mas, nesta segunda (6), houve um efeito colateral. O governador Mauro Mendes e o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo foram "vítimas" de ferramenta de animação do Facebook. Os dois falavam sobre ações para combater a doença...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.