Legislativo

Sábado, 16 de Janeiro de 2010, 18h:15 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Senado

Projeto que prioriza processos sobre improbidade ganha força

Senadora Serys Marli (PT)   O Projeto de Lei Suplementar 353/05, da petista Serys Marli, que pretende tornar mais célere o processo por improbidade administrativa, em tramitação no Senado, pode ganhar força caso a PEC 97/02 seja aprovada. A proposta, que aguarda inclusão na ordem do dia do Plenário após a retomada dos trabalhos legislativos em fevereiro, prevê que os processos judiciais por improbidade administrativa tenham prioridade sobre todos os demais, podendo correr, inclusive, nos períodos de férias e recessos forenses, ou até mesmo iniciar-se nessa época do ano. A meta é modificar a Lei de Improbidade Administrativa (Lei 8.429/92), que prevê punições a agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício do mandato, cargo, emprego ou função na administração pública direta, indireta ou fundacional. A autora foi a então deputada Iara Bernardi.

   A PLC foi relatada pelo senador Demóstenes Torres (DEM/GO) na CCJ, onde passou por reexame e foi aprovada em julho de 2009. A primeira aprovação ocorreu em 2003. A autora argumenta que a lei perde sua vocação repressiva e intimidatória por causa da demora na tramitação dos processos judiciais, facilitando assim a atuação de "agentes públicos inescrupulosos que agem à sombra da impunidade que vislumbram".

   Além da proposta e do projeto de Serys, tramitam ainda no Senado outras propostas que tratam do tema improbidade administrativa. Uma delas é a PEC 33/06, de autoria da CPI dos Correios, que determina que os Tribunais Regionais Federais (TRFs) constituam câmaras e varas com competência exclusiva para o julgamento dos crimes contra administração pública e o sistema financeiro nacional, de "lavagem" de dinheiro e ocultação de bens, diretos e valores, e das ações de improbidade administrativa, de acordo com emenda do relator na CCJ, senador Antonio Carlos Junior (DEM-BA). A proposta também aguarda inclusão da ordem do dia e, se aprovada, seguirá para a Câmara dos Deputados.

   Há também o PLC 10/06, que inclui como ato de improbidade administrativa a publicidade custeada com recursos públicos que contenha agradecimento a autoridades públicas pela realização de obras e serviços. A matéria também aguarda inclusão na ordem do dia. Já o PLS 319/07, do senador Pedro Simon (PMDB/RS), aumenta de cinco para 16 anos prazo de prescrição da ação de improbidade administrativa. A matéria aguarda votação na CCJ. Existe ainda o PLS 537/03, do senador Demóstenes Torres (DEM/GO), que recebeu emenda substitutiva do senador Álvaro Dias (PSDB/PR) na CCJ e pretende estabelecer prazo prescricional de dez anos para os processos por improbidade administrativa, contados da data do ato de improbidade. A matéria ainda aguarda análise na comissão.  

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • carlos araujo | Segunda-Feira, 18 de Janeiro de 2010, 23h12
    0
    0

    Essa marli shesarenco nunca platou uma Arvore em mato Grosso so sabe brigar com quem faz por nosso Mato Grosso.ela so conhece brasilia. O tal Abicaliuuuu so conhece nova Friburgo-rj

  • marcio Campos | Segunda-Feira, 18 de Janeiro de 2010, 08h05
    0
    0

    E uma pena que ainda existam pessoas que acreditem que a política deva ser feita na porrada. Serys evoluiu para uma forma de paz e amor ao povo. Nunca parou de trabalhar em prol do Brasil e de MT. Um senadora como ela deve ser motivo de orgulho a qualquer Estado da federação. Aqui pelo visto, querem um lider sindical nos moldes dos anos 80, radical e sem casbeça. Penso que seja hora de evoluirmos para compreender que a política, assim como a democracia evoluiu, mudou e não dá mais brechas ao radicalismo.

  • Prof. Luis Carlos Ferreira | Segunda-Feira, 18 de Janeiro de 2010, 06h34
    0
    0

    Além do idealismo... a disposição e disponibilidade humana. Convido a Professora à reeleição... Juntos permaneceremos lá - pela continuidade e avanços!!!!!!!!

  • chacal | Domingo, 17 de Janeiro de 2010, 09h40
    0
    0

    este e o nivel da senadora, parabens.

  • PEDRO PAULO | Domingo, 17 de Janeiro de 2010, 06h16
    0
    0

    Esta chegando o final do mandato e a nossa porfessora tenta mostrar serviço. Fico lembrando do tempo da UFMT, a nossa professora idealista e agora virou Paz e amor, como ela mudou para pior, o que o poder não faz. Neste ano (eleição) um abraço professora, pode arrumar as malas e voltar pra sua casa.

  • agnaldo | Domingo, 17 de Janeiro de 2010, 01h15
    0
    0

    É uma pena que ainda é um projeto!!!. As leis no brasil só serve para gastar papél, Sèria muito bom se foce aprovado esta lei , imagina o limpa que ia acontecer na politica matogrossense.

DEM-Cuiabá projeta até 4 vereadores

beto 400 curtinha   O presinte da Provisória do DEM da Capital e secretário estadual de Governo, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está animado com as chapas do partido construídas para o embate eleitoral. Já conta com 38 pré-candidatos a vereador e avalia que todos são competitivos. Uma das...

Chapa de Pivetta faltando um nome

adilton sachetti curtinha 400   O empresário Otaviano Pivetta continua avaliando um nome para composição de sua chapa ao Senado na suplementar de 26 de abril para a vaga da cassada Selma Arruda. A primeira-suplência deve ficar mesmo com o ex-prefeito rondonopolitano e ex-deputado federal Adilton Sachetti (foto), do PRB....

Senado, disputa interna e PT rachado

verinha_curtinha   O PT, que recebe hoje as inscrições de pré-candidatos ao Senado, deve ter apenas um nome na disputa interna, o do deputado e presidente estadual da sigla Valdir Barranco. A ex-vereadora Enelinda, com dificuldade, corre contra o tempo para se viabilizar. Enquanto isso, membros de outras correntes menos...

Falta na votação da emenda impositiva

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (foto), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara e pré-candidato a senador na suplementar de 26 de abril, explica que não procede a informação de que teria votado favorável à PEC 34/19, que assegura o orçamento impositivo de...

Feliz da vida na base e com emendas

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto) já chegou com moral no Governo Mauro Mendes. Depois de um ano fazendo oposição ao Palácio Paiaguás, o deputado tucano se tornou governista de carteirinha. E começa a colher os dividendos. Uma de suas emendas de R$ 300 mil para ajudar na...

Voto a favor e agora contra Congresso

O pitbull do governo Bolsonaro, deputado federal José Medeiros (foto), está pegando carona num protesto, marcado para 15 de março, onde não deveria porque os seus atos não correspondem ao discurso, ao menos segundo sustentam seus adversários políticos. Contam que Medeiros foi um dos parlamentares que aprovaram o orçamento impositivo de R$ 30 bilhões, vetado pelo presidente. Eis que agora, ele próprio, defende a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.