Legislativo

Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019, 09h:32 | Atualizado: 20/08/2019, 22h:32

FAKE DELIVERY

Rosa Neide diz que não é investigada e se coloca à disposição da Defaz - confira

Rodinei Crescêncio

Rosa Neide

 Em nota, Rosa Neide lembra que sequer é investigada pelos supostos desvios na Seduc

A deputada federal Rosa Neide (PT) ressaltou que não é investigada na Operação Fake Delivery, deflagrada pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) nesta segunda (19). A petista destacou que está à disposição das investigações para esclarecimentos referentes à sua gestão na Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Em nota, a parlamentar ainda disse que acompanha os desdobramentos pela imprensa.

O caso teria ocorrido no final de 2014, quando Rosa Neide era secretária e tinha Francisvaldo Pereira de Assunção como secretário-adjunto de Administração Sistêmica. Ele foi preso hoje por decisão da juíza Ana Cristina Silva Mendes, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá. De acordo com a Defaz, a Seduc pagou R$ 1,1 milhão por materiais que seriam destinados à educação indígena, mas nunca recebeu os mesmos.

O recebimento dos produtos teria sido assinado por Francisvaldo. Ele está cedido atualmente ao gabinete do deputado estadual Valdir Barranco (PT), que não tem qualquer relação com os crimes investigados.

Testemunhas ouvidas pelos investigadores apontaram que a aquisição dos materiais teria sido determinada por Rosa Neide enquanto secretária. Ela chegou a ser ouvida pela Defaz e teria dado depoimento contraditório. Nesta segunda, sua casa foi alvo de busca e apreensão pelos policiais.

De acordo com a Defaz, existem indicativos de que os materiais foram adquiridos já com o objetivo de desviar recursos, já que o responsável pela Coordenadoria de Educação Escolar Indígena (2010/2016) declarou que não lhe foi solicitado qualquer tipo de informação. O caso segue em apuração.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Leo Figueiredo | Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 08h52
    0
    0

    TÁ SENDO INVESTIGADA FAZ TEMPO.....RSS

  • Ademir | Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 00h13
    0
    0

    Ademir, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Eleitor | Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019, 20h48
    6
    4

    O petista tem o habito de mentir como se fosse verdade.

  • José | Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019, 10h36
    9
    9

    QUANDO É QUE SERÁ INVESTIGADO O DESGOVERNO PEDRO TAQUES ? O DESGOVERNO PEDRO TAQUES QUEBROU O ESTADO POR CAUSA DOS MAIS DE R$25 BILHÕES DE IRREGULARIDADES EM 2015 A 2018. Até agora não foi apurada a responsabilidade de todos os membros do desgoverno taques quanto aos desvios e fraudes do desgoverno da transformação do estado em caos e roubalheira, cujas irregularidade somadas já ULTRAPASSARAM OS $25 BILHÕES. Só para lembrar aí vai a lista detalhada dos mais de $25 bilhões em irregularidades pendentes de serem apuradas: R$69 milhões em desvios na caravana da transformação; perdão de R$645 milhões em dívida da petrobrás; perdão de R$5 milhões de reais em dívidas da unimed cuiabá; a operação Rêmora por desvio de R$57 milhões na SEDUC; operação Bereré por desvio de R$30 milhões no Detran; operação Grampolândia na segurança pública usada para chantagear adversário; delação de Alan Malouf sobre Brustolin recebendo R$80 mil por fora todo mês; delação de Alan Malouf e Perminio indicando que secretários (Permínio, Brustolin, Julio Modesto e etc) recebendo mensalinho de R$30 mil/mês; mensalinho R$100 milhões por dentro para os deputados; rombo de R$4 bilhões no caixa e desvio de $500 milhões do Fundeb; desvio de R$1,2 milhões no fundo de trabalho escravo; desvio e apropriação de R$300 milhões dos municípios; desvio e apropriação de R$300 milhões dos poderes; aumento de $2 bilhões nos Incentivos Fiscais; aumento de milhares de cargos políticos comissionados, aumentou da folha de pagamento pela contratação de mais de 10.000 pessoas; uso da justiça para proteger seus amigos e secretários conforme disse o cabo Gerson; delação de Alan Malouf tratando de 12 tipos de corrupção entre elas os $10 milhões de caixa 2 administrados por Alan Malouf e Julio Modesto; licitação irregular de 11 bilhões para transporte interestaduais; desvio de R$58 milhões em pontes na SINFRA; $300 milhões em vantagem cobrada de quem recebeu antecipado no decreto do bom pagador; crédito de R$100 milhões para o primo Paulo Taques; maracutaia com a juizá candidata para ferrar o Silval e a família dele; irregularidades de R$3 bilhões no Edital nº 02/2018 da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) sobre rodovias MT 246, MT 343, MT 358 e MT 480. Além disso, apropriação indébita de R$70 milhões descontado dos salários dos servidores públicos para pagar empréstimos consignados, estouro da folha pagando vantagens para apaniguados políticos que receberam salários acima de R$100 mil, contratação irregular de 2000 cabos eleitorais na SEDUC para fazer campanha para o ex-secretário Mahafon, peculato ao gastar R$10 milhões em telefone por secretaria do estado durante a campanha eleitoral para o governo 2018; R$180 milhões em indenizações irregulares pagas em 2018 as empresas supostamente prestadoras de serviços na Secretaria de Estado de Saúde Secretaria. Pedro Taques e Gallo cometeram crime de responsabilidade de R$3,7 bilhões ao deixar restos a pagar para o próximo governo sem a devida provisão de fundos exigida na Lei de Responsabilidade Fiscal.

  • Keops Müller | Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019, 10h17
    17
    5

    Como sempre é o papo de petista: "Eu não sabia de nada!" O PT é o partido da CORRUPÇÃO! Não adianta... Tá no DNA petista, o desvio de recursos públicos e a exploração das ditas minorias para se apropriar, sugar e destruir o Estado (em nível municipal, estadual e nacional). Mas mesmo assim tem ser humano que vota nesse partido, graças a democracia, que eles tanto desprezam.

Matéria(s) relacionada(s):

DEM consulta sobre regras ao Senado

julio campos 400 curtinha   Atendendo orientação da Nacional do DEM, na luta para ampliar bancada no Congresso, o diretório regional do partido vai apostar todas as fichas na disputa suplementar ao Senado. E, antes de avançar na definição de nome, o partido decidiu encaminhar consulta ao TSE para saber se...

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.