Legislativo

Segunda-Feira, 28 de Dezembro de 2009, 19h:04 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Divergências

Sávio desautoriza Prado a falar sobre provas de concurso

Procurador cutuca coordenador do Gaeco por declarações sobre Unemat

Promotor Domingos Sávio   O promotor de Justiça Domingos Sávio cutucou o coordenador do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), Paulo Prado, nesta segunda (28) em coletiva no Palácio Paiaguás, ao lado do secretário da Casa Militar Alexander Maia. Ao ser indagado sobre a necessidade de afastamento da Unemat das provas do maior concurso do País, Sávio disse que apenas pessoas sem competência para isso defendem o rompimento do convênio com a instituição de ensino, numa possível referência a Prado.

   Na coletiva, Sávio representava o procurador Alexandre Márcio Guedes, membro do comitê que acompanha o andamento das provas. “Apenas o procurador (Márcio Guedes) poderia dizer e ele não se manifestou em qualquer momento contra a instituição Unemat. As declarações foram dadas por pessoas que não têm atribuição para isso”, defendeu Sávio.

   Ele explicou que foram instaurados dois inquérito no âmbito do Ministério Público Estadual para investigar o “vazamento” das questões da prova, sendo um na esfera cível e outro na criminal. Ambos estão na fase de instruções, quando são colhidas as provas e indagadas as testemunhas. “O resultado será divulgado entre janeiro e fevereiro e, se for o caso, vamos propor ações para a Justiça”.

   Sávio frisou que os supostos envolvidos nas fraudes não farão mais parte da comissão que vai elaborar futuras provas. “Por isso o Ministério Público não é problema alguma na Unemat continuar”, defendeu.

   Além do MPE, integram o comitê de acompanhamento das provas três secretários, o coronel Alexander Maia, o secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado, e de Administração Geraldo De Vitto. A OAB também conta com um representante, o advogado José Patrocínio Júnior.

   Em 24 de novembro, o coordenador Paulo Prado enviou ofício ao governador Blairo Maggi (PR) em que defendia o afastamento da Unemat da elaboração das provas. Segundo o procurador, o Gaeco recebeu denúncias de falhas na organização do certame, que culminaram na determinação judicial de busca e apreensão de computadores e notebooks de pessoas envolvidas no processo. “Constatou-se, de forma cristalina, que a instituição Unemat, infelizmente, não possuía e não possui estrutura material e pessoal para a elaboração, coordenação e execução do concurso”, argumentou.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Cristiana | Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 14h32
    0
    0

    Este promotor é daqueles que acha que promotor ´não é quase Deus, ele tem certeza de que é Deus.Arrogante, petulante, metido a bom e não é de nada. saiu de arenápolis escurraçado

  • Eduardo freire | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 15h39
    0
    0

    nao entendo o que o promotor Domingos Savio espera com tais insinuacoes. Primeiro que fica muito feio falar mal de um colega assim. Esse povo do MP ainda nao entendeu que para continuar levando a vida boa que eles conseguiram como promotores seria inteligente a uniao da classe e nao ao contrario como podemos notar. Quero ver o que Dr Domingos Savio vai fazer quando o Conselhao resolver fazer o mesmo que esta sendo feito com o TJ, OU SEJA, PASSAR A REGUA NAS MORDOMIAS DOS SABIOS FISCAIS DAD LEI. Quanto a UNEMAT continuar ou nao no concurso, isso parece piada de mal gosto.Se nao funcionou da primeira vez...

  • Concurseiro | Quarta-Feira, 30 de Dezembro de 2009, 15h21
    0
    0

    Concurseiro, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...