Legislativo

Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 07h:57 | Atualizado: 11/12/2019, 17h:14

CASSAÇÃO POR CAIXA 2

Cassada, Selma diz que resultado no TSE é lição: "vontades políticas prevaleceram"

Edilson Rodrigues

selma arruda 680

Cassada, Selma Arruda reforça a necessidade de se lutar para livrar o país dos corruptos

A senadora Selma Arruda (Pode), que teve o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na noite de terça (10), avaliou que “vontades políticas prevaleceram” no julgamento. Para a juíza aposentada, a decisão é uma lição “muito importante” sobre a necessidade da “luta diária para livrar o país de corruptos”.

“Apesar das vontades políticas terem prevalecido no seu julgamento, a parlamentar acredita que o resultado traz uma lição muito importante sobre a necessidade da luta diária para livrar o País de corruptos”, disse em nota.

Seis ministros do TSE confirmaram a cassação do mandato dela e dos dois suplentes por caixa 2 e abuso de poder econômico na eleição de 2018. Ao todo, R$ 1,2 milhão foram gastos pela senadora no período de pré-campanha e de campanha à margem dos registros.

“A senadora Juíza Selma recebeu a notícia sobre sua cassação pelo TSE com equilíbrio, respeito e serenidade, mas com a convicção de que, mesmo diante de tudo, ela e todos que defendem o combate à corrupção saíram vitoriosos”, declarou a parlamentar.

Selma, que é relatora no Senado no projeto que prevê a prisão após condenação em 2ª instância, deve permanecer no cargo até que o acórdão do TSE seja publicado. A partir daí, o Senado e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) devem ser notificados. O primeiro, para retirá-la do cargo e o segundo para realizar eleição suplementar em Mato Grosso.

“A senadora agradece a todos os parlamentares e seguidores das suas redes que prestaram apoio e solidariedade nesse momento, principalmente, àqueles que compreendem que nesse processo ela foi alvo de perseguições políticas, e, por ter sido eleita, sofreu as consequências pelas ações desempenhadas durante sua atuação na magistratura de Mato Grosso”

Selma foi juíza e, no final da carreira, atuou na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, que julga crimes contra a administração pública e de organizações criminosas. Durante todo o processo na Justiça eleitoral, ela culpou os políticos condenados nos processos que lá tramitam pela sua cassação, agora confirmada em 2ª instância.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Sônia Maria Cezar Reis | Quinta-Feira, 12 de Dezembro de 2019, 15h39
    0
    0

    Gente chega de babaquice ela conhecia. A legislação eleitoral fez porque se achava inatingível aí fez o que fez e as consequências vieram

  • Fagner Raione Silva Arruda | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 09h57
    13
    2

    Com a maxima venia, ex-senadora Selma Arruda, ainda que esteja no mais alto cargo, ainda assim, a Lei o alcança. Portanto, conhecedora das Leis, julgadora que foi, arguir desconhecimento de fatos reprováveis, só me resta dizer, "não há como alegar a escusa da Lei"

  • Sônia Maria Cezar Reis | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 09h49
    11
    1

    Não é por ser ex juíza que podia fazer tudo era so seguir a legislação eleitoral certinha todas as leis nada disso teria acontecido mas se achou e agora fica culpando tudo mundo querendo ganhar no grito parabéns aos membros do TRE que o TSE confirmou que eles estavam corretos E só seguir as leis

  • Manuel Adail Amaral Pinheiro | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 09h16
    14
    4

    Lição....Usa recurso fora do período eleitoral, ainda tem a coragem de falar que são os culpados são os corruptos, ex-senadora me desculpe a mas a ficha sua ainda não caiu, foi você que cometeu o ilícito, o placar foi de 6X1, temos que ouvir cada lorota.

  • nelson | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 08h59
    7
    16

    Na verdade perdemos um senadora honesta, ela caiu em um serpentario apos eleita, e na pré candidatura foi ingenua se envolvendo com cobras criadas que não fazem parte da politica ativa, mas sobrevivem dessa politica

Matéria(s) relacionada(s):

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

Vereador, reunião e apoio a músicos

diego guimaraes curtinha 400   Músicos e representantes da Prefeitura de Cuiabá sentaram à mesa nesta quinta, na Câmara Municipal, para tentar resolver impasse sobre horário de funcionamento e volume do som nos estabelecimentos e também estudar ajustes na lei do Disk-Silêncio. O presidente da...

Antes, durante e depois de Bolsonaro

wilson kero-kero 400 curtinha   O vereador pela Capital, Wilson Kero-Kero (foto), que era do SD e se filiou ao PSL em 2015, muito antes da chegada do hoje presidente Bolsonaro, vai aproveitar a janela de março e pular para o Podemos. Isso não quer dizer que ele deixará de defender o governo do capitão. Assegura que...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.