Legislativo

Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2021, 12h:59 | Atualizado: 26/01/2021, 07h:30

Pandemia

Senador defende auxílio emergencial até mesmo se for necessário emitir moeda

O senador Wellington Fagundes ( PL)  defendeu a discussão da manutenção do auxílio emergencial  nos próximos meses. Segundo o líder do Bloco Vanguarda (DEM, PL, PSC),    o aumento de casos de Covid-19 e do isolamento social  justificam a disponibilização de novas parcelas e até mesmo a emissão de moeda para garantir os recursos necessários para o pagamento das novas parcelas. 

Jefferson Rudy/Agência Senado

Senador Wellington Fagundes

Senador Wellington Fagundes defende que governo federal precisa socorrer os mais vulneráveis durante  pandemia 

Deputados federais e senadores começaram as  articulações para aprovar o retorno do benefício já no próximo mês. Candidatos à presidência da Câmara dos Deputados , Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP), já apoiaram a prorrogação da medida. Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Simone Tebet (MDB-MS), que disputam a presidência do Senado, também já se disseram a favor da extensão.

“Se a pandemia continuar, vamos ter que continuar ajudando o trabalhador, as famílias que estão sem emprego. Se não for R$ 600, vamos chegar a um valor. Lamento que o auxílio emergencial tenha sido cortado em dezembro. Aliás, eu defendia que fosse um decréscimo, não cortara  de uma vez. Que baixasse para R$ 500, R$ 400, R$ 300, até chegar ao final”, defendeu Wellington em entrevista ao

No entanto, a preocupação é com o regime fiscal. O Ministério da Economia argumenta que a medida deve ultrapassar os limites do Teto de Gastos . Os congressistas tentam encontrar alternativas para evitar o rombo nos cofres públicos, dentre elas, o uso de verba de investimentos em fundo públicos para não prejudicar os gastos federais.  

A pasta chefiada por Paulo Guedes se opôs a proposta de utilizar R$ 200 bilhões depositados em fundos infraconstitucionais, criados por lei e não previstos na Constituição Federal . O valor usado para investimento, seria disponibilizado para a quitação de débitos federais.

Não podemos deixar de socorrer a população, nem que tenha que emitir moeda. O trabalhador desempregado fica desesperado

Senador Wellington Fagundes

Em conversas no Congresso Nacional , existe a expectativa para a aprovação da PEC Emergencial , que prevê alívio nas contas públicas, para seguir com o projeto de extensão do auxílio. No entanto, o valor deve ser disponibilizado para um contingente menor de beneficiários e com parcelas de R$ 300. 

Wellington afirma que o Congresso e o Executivo precisam encontrar alternativas para socorrer a população mais vulnerável. Se for necessário, o senador defende até medidas drásticas como a emissão de moeda. 

“Não podemos deixar de socorrer a população, nem que tenha que emitir moeda. O trabalhador desempregado fica desesperado. Você não pode deixar a economia entrar em colapso e esses R$ 600 foram fundamentais para girar a economia. Você não pode deixar a economia quebrar, nem que seja preciso emitir moeda e gastar nossas reservas para atender as pessoas que estão sem nenhuma condição de sobrevivência”, completou. (Com informações da Revista Exame)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Farta | Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021, 14h28
    0
    0

    Até mesmo se for preciso afundar o Brasil de vez, e até mesmo se fizer a inflação disparar e ficar sem controle algum.

  • alexandre | Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2021, 15h02
    4
    1

    Irresponsável demagogo.

  • Ze Burguês | Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2021, 14h10
    5
    2

    Sinto repulsa por esse senador demagogo. Povo já está trabalhando. Quem Nao está são os vagabundos filhinhos de papai, noiados inúteis, donas de casa e professores sanguessugas que ficam dia inteiro assistindo NETFLIX e tomando vinho do Porto.

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...