Legislativo

Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 07h:20 | Atualizado: 21/11/2019, 19h:40

PEC NO SENADO

Senador Jayme se diz favorável à prisão após condenação em segunda instância

Edilson Rodrigues

Jayme Campos

Senador Jayme Campos já definiu voto sim à PEC 5; relatora Selma já soma 48 favoráveis 

O senador Jayme Campos (DEM) declarou ser favorável ao Projeto de Emenda à Constituição (PEC) que pretende tornar constitucional a prisão após condenação criminal em segunda instância no país. O projeto tramita no Senado depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) deu interpretação à Constituição determinando a prisão apenas após transito em julgado.

A PEC 5/2019 estava prevista para entrar na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado nessa quarta (20). Uma lista divulgada nas redes sociais pela senadora Selma Arruda (PSL) na segunda (18) mostra que 48 senadores já teriam se posicionado pela aprovação da PEC. Selma é relatora do projeto na CCJ e a lista não inclui Jayme. Seria necessário apenas mais um voto para que o projeto passe pelo Plenário.

“Eu sou favorável. O que está ocorrendo aqui em Mato Grosso e no Brasil é que estão subscrevendo alguns manifestos para pressionar. Eu particularmente não assinei até hoje... primeiro que nem vi esse documento. Segundo que acho que você tem que votar conforme sua consciência, até porque muitos daqueles que estão assinando não vão votar favorável. Eu já defini. Mas defino com a minha consciência. Vocês conhecem a minha trajetória, quando da votação da CPMF, nunca fiz manifesto, mas fui lá e votei para que se terminasse a CPMF. Eu voto conforme a minha consciência”, disse Jayme na segunda.

O democrata avaliou que a PEC deve ser aprovada com facilidade no Senado. Na Câmara, contudo, o assunto ainda enfrenta resistência. Outra PEC, a 410/2018 tramita na CCJ da Câmara também sobre o mesmo tema e deve entrar em votação hoje (19).

 É um assunto que vai ser debatido de forma transparente para que a sociedade de fato tenha através do Congresso Nacional uma nova legislação. Até porque, na própria Constituição Federal está estabelecido que teria que ser transitado em julgado

“Hoje eu tenho a sensação de que, para a maioria esmagadora dos senadores, ela será votada de forma favorável pela prisão após condenação em segunda instância. Todavia, também vai tramitar pela Câmara Federal. Portanto, é um assunto que vai ser debatido de forma transparente para que a sociedade de fato tenha através do Congresso Nacional uma nova legislação. Até porque, na própria Constituição Federal está estabelecido que teria que ser transitado em julgado. Todavia, com essas mudanças, o cidadão poderá ser recolhido após decisão em segunda instância e se defender dentro da lei”, declarou Jayme.

Sem rechaçar sua liderança como líder da esquerda no país, o senador descartou que a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) possa influenciar na tramitação dos projetos no Congresso.

“Não. Ainda tem que correr, tem um rito, uma tramitação. Tem que passar nas comissões, algumas são especiais, tem que passar pela CCJ, normalmente tem os prazos regimentais e se tudo correr bem a matéria deve ser votada ainda neste ano antes do encerramento dos trabalhos legislativos”, resumiu.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Rico | Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019, 08h32
    0
    0

    Bom cabrito não berra

Matéria(s) relacionada(s):

Denúncia, psiquiatria e agora atestado

elizabeth 400 curtinha   Lotada como técnico-administrativo do RH do Hospital Metropolitano da Capital, Elizabete Maria de Almeida (foto), recorreu a um psiquiatra uma semana depois de registrar um BO e, sem apresentar provas, acusar o prefeito Emanuel de negociata, inclusive com dinheiro vivo para vereadores, com vistas a...

Título de Cidadã para senadora goiana

janaina riva 400 curtinha   A Assembleia fará sessão solene nestes últimos dias de 2019 para prestar homenagem a várias personalidades de diferentes segmentos e profissões. Uma das que serão condecoradas com o Título de Cidadã Mato-Grossense é a goiana Kátia Regina de Abreu,...

Francis sem os vereadores do partido

cesare 400 curtinha vereador caceres   A administração Francis Maris em Cáceres se tornou tão emblemática que perdeu apoio dos dois únicos vereadores do seu partido, o PSDB, na Câmara Municipal. Os tucanos Valdeniria Dutra e Claudio Henrique integram hoje o bloco de oposição ao prefeito,...

Gilberto prestigia sobrinho na Câmara

marcelo oliveira 400 curtinha   Depois de 11 meses sem pisar os pés na Câmara Municipal de Cuiabá, o vereador licenciado Gilberto Figueiredo, secretário estadual de Saúde e um dos pré-candidatos a prefeito do grupo do governador Mauro, apareceu neste sábado na sede do Legislativo, no ato que marcou a...

Suplente que terá 2 anos de mandato

adilton da levante 400 curtinha   Derrotado à reeleição em 2016, Adilson da Levante (foto) reassumiu cadeira de vereador pela Capital desde janeiro deste ano e deve prosseguir no cargo até o final do mandato, em dezembro de 2020. É que o titular Gilberto Figueiredo, que se elegeu pelo PSB e vai migrar para o DEM,...

PSDB veta Taques e vai priorizar Leitão

paulo borges 400 curtinha   O comando regional do PSDB não vai dar chance para Pedro Taques, caso este ensaie concorrer ao Senado com a provável suplementar, já no início de 2020 com a iminente cassação do mandato de Selma. Embora tenha dito que hoje se dedica à advocacia e à vida de professor...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.