Legislativo

Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 07h:20 | Atualizado: 21/11/2019, 19h:40

PEC NO SENADO

Senador Jayme se diz favorável à prisão após condenação em segunda instância

Edilson Rodrigues

Jayme Campos

Senador Jayme Campos já definiu voto sim à PEC 5; relatora Selma já soma 48 favoráveis 

O senador Jayme Campos (DEM) declarou ser favorável ao Projeto de Emenda à Constituição (PEC) que pretende tornar constitucional a prisão após condenação criminal em segunda instância no país. O projeto tramita no Senado depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) deu interpretação à Constituição determinando a prisão apenas após transito em julgado.

A PEC 5/2019 estava prevista para entrar na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado nessa quarta (20). Uma lista divulgada nas redes sociais pela senadora Selma Arruda (PSL) na segunda (18) mostra que 48 senadores já teriam se posicionado pela aprovação da PEC. Selma é relatora do projeto na CCJ e a lista não inclui Jayme. Seria necessário apenas mais um voto para que o projeto passe pelo Plenário.

“Eu sou favorável. O que está ocorrendo aqui em Mato Grosso e no Brasil é que estão subscrevendo alguns manifestos para pressionar. Eu particularmente não assinei até hoje... primeiro que nem vi esse documento. Segundo que acho que você tem que votar conforme sua consciência, até porque muitos daqueles que estão assinando não vão votar favorável. Eu já defini. Mas defino com a minha consciência. Vocês conhecem a minha trajetória, quando da votação da CPMF, nunca fiz manifesto, mas fui lá e votei para que se terminasse a CPMF. Eu voto conforme a minha consciência”, disse Jayme na segunda.

O democrata avaliou que a PEC deve ser aprovada com facilidade no Senado. Na Câmara, contudo, o assunto ainda enfrenta resistência. Outra PEC, a 410/2018 tramita na CCJ da Câmara também sobre o mesmo tema e deve entrar em votação hoje (19).

 É um assunto que vai ser debatido de forma transparente para que a sociedade de fato tenha através do Congresso Nacional uma nova legislação. Até porque, na própria Constituição Federal está estabelecido que teria que ser transitado em julgado

“Hoje eu tenho a sensação de que, para a maioria esmagadora dos senadores, ela será votada de forma favorável pela prisão após condenação em segunda instância. Todavia, também vai tramitar pela Câmara Federal. Portanto, é um assunto que vai ser debatido de forma transparente para que a sociedade de fato tenha através do Congresso Nacional uma nova legislação. Até porque, na própria Constituição Federal está estabelecido que teria que ser transitado em julgado. Todavia, com essas mudanças, o cidadão poderá ser recolhido após decisão em segunda instância e se defender dentro da lei”, declarou Jayme.

Sem rechaçar sua liderança como líder da esquerda no país, o senador descartou que a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) possa influenciar na tramitação dos projetos no Congresso.

“Não. Ainda tem que correr, tem um rito, uma tramitação. Tem que passar nas comissões, algumas são especiais, tem que passar pela CCJ, normalmente tem os prazos regimentais e se tudo correr bem a matéria deve ser votada ainda neste ano antes do encerramento dos trabalhos legislativos”, resumiu.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Rico | Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019, 08h32
    0
    0

    Bom cabrito não berra

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

"Eu não devo um centavo para Júlio"

sergio rezende 680   O empresário e ex-vereador de Chapada dos Guimarães, Sergio Rezende (foto), que foi "enquadrado" pelo cacique político do DEM, Júlio Campos, reagiu, mas sem as críticas duas de antes contra o ex-governador. Irritado pelos ataques feitos por Rezende em um grupo de WhatsApp, Julio gravou um...

Ex-vereador do DEM recua da disputa

ivan evangelista 400 curtinha   O pecuarista e ex-vereador Ivan Evangelista (foto) vai mesmo jogar a tolha. Apontado como uma das apostas do DEM na briga por vaga no Legislativo cuiabano, Ivan não se empolgou, notou dificuldades para se obter êxito nas urnas e vai comunicar a direção do partido de sua desistência da...

Gestão Tatá sob várias irregularidades

tata amaral 400 curtinha   A gestão Tatá Amaral (foto), em Poconé, está sendo marcada por uma série de irregularidades. Uma denúncia feita junto ao TCE pelo auditor público interno municipal, Ademar Vivan Júnior, foi confirmada. Descobriu-se, por exemplo, contratação...

Ucamb é multada por irregularidades

edio 400 curtinha   Numa sessão realizada por videoconferência, o TCE puniu o líder comunitário Édio Martins de Souza (foto) por irregularidades num convênio de 2009 com o Estado. Na época, Édio presidia a União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairro (Ucamb)....

PSD reforça nome de Flávio em VG

selleman mathias 400 curtinha psd vg   Chamou a atenção a presença do presidente do diretório do PSD, em Várzea Grande, Selleman Mathias (foto), no lançamento da candidatura do empresário Flávio Vargas (PSB) à sucessão da prefeita Lucimar Campos, nesta quarta. Ao que tudo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.