Legislativo

Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 10h:41 | Atualizado: 08/02/2019, 14h:23

Brumadinho

Senadores de MT assinam CPI e cobram investigação rigorosa sobre rompimento

Os três senadores de Mato Grosso Jayme Campos (DEM), Selma Arruda (PSL) e Wellington Fagundes (PR) assinaram o requerimento para a criação da CPI de Brumadinho, que foi protocolado ontem (7) com 42 assinaturas. Caberá aos parlamentares investigar as causas do rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG). O documento foi entregue à secretaria-seral da Mesa pelos senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Carlos Viana (PSD-MG).

Rodinei Crescêncio

Selma Arruda, Jayme Campos e Wellington Fagundes

Selma, Jayme e Wellington ressaltam impacto de tragédia e cobram investigação do caso

Jayme cobra uma severa e rigorosa investigação para apurar os responsáveis pela carnificina em Minas Gerais. Nesta linha, pondera que as empresas mineradoras têm importância, mas precisam ter mais responsabilidade. “Nós temos que ter alguma coisa mais segura. Esse tsunami matou quase 300 pessoas”, frisa.

Para o democrata, a tendência é que seja criada uma comissão mista, visto que deputados federais também querem investigar o caso e coletam assinaturas.

 Selma, por sua vez ressalta, por meio das redes sociais, que endossou a criação da CPI porque “o Brasil cobra e precisa de uma resposta urgente”.

Na mesma linha, Wellington ressalta que a catástrofe de Brumadinho exige esclarecimentos, por isso resolveu ser signatário da CPI.  “Para buscar explicações e adotar eventuais medidas de responsabilização”.

Ocorrido em 25 de janeiro, o rompimento da barragem de rejeitos da mina Córrego do Feijão, segundo último balanço da Defesa Civil, provocou a morte de 157 pessoas. Deste total, foram identificadas 134 vítimas. As equipes ainda buscam 182 desparecidos. O balanço da Defesa Civil ainda registra a existência de 133 desabrigados, que foram retirados de suas casas, que apresentavam riscos ou foram  destruídas, tendo sido levados a hotéis. Três pessoas ainda estão hospitalizadas.

De acordo com Otto Alencar, que liderou a obtenção de assinaturas, a expectativa é de que a CPI seja instalada ainda em fevereiro. Os líderes partidários indicarão os membros logo após leitura do requerimento em Plenário, prevista para terça (12).

A CPI tem os mesmos poderes de investigação das autoridades judiciais. Os integrantes podem realizar diligências, convocar ministros, tomar depoimentos, inquirir testemunhas e requisitar informações. Segundo Otto, inicialmente deverão ser convocados os responsáveis pela fiscalização em todos os níveis, bem como representantes da Agência Nacional de Águas (ANA), da Agência Nacional de Mineração (ANM) e outros. (Com informações do Senado e da Agência Brasil).

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

Respaldo jurídico para barrar grevistas

mauro mendes curtinha   O Governo Mauro Mendes, de forma estratégica, está se respaldando de forma técnica e juridicamente, para enfrentar setores do funcionalismo que caminham para a deflagração de greve geral. Primeiro, recebeu do MPE uma notificação para não conceder reajuste salarial,...

Bolsonaro veta algoz de Selma no TRE

ulisses curtinhas   Fatores políticos-partidários podem ter pesado na escolha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao definir o novo membro do TRE. Ele optou por Sebastião Monteiro e não por Ulisses Rabaneda, que tentava ser reconduzido. Os presidentes costumam escolher o mais votado ou manter quem já está no...

Prefeitura de Barra garante legalidade

joaojakson   Procurador-geral de Barra do Garças João Jackson Vieira Gomes (foto) esclarece, em resposta à curtinha Contrato de R$ 4 mi pra limpeza, que a dispensa de licitação por 6 meses obedeceu todos os tramites legais, sendo que a empresa contratada ofertou o menor orçamento. A...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.