Legislativo

Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2021, 16h:55 | Atualizado: 25/02/2021, 19h:27

Deixará CCJR

Sílvio Fávero diz que será retaliado pelos colegas e até sai do grupo de Whatsapp

silvio favero 680

Sílvio Fávero diz que sofrerá retaliação por parecer exarado contra vontade do governador

O deputado estadual Sílvio Fávero (PSL), que participou da reunião do governador Mauro Mendes com a nova Mesa Diretora da Assembleia presidida por Max Russi (PSB) e os integrantes da base governista, deixou o almoço de confraternização realizado no Palácio Paiaguás nesta quinta (25), dizendo que será removido da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).  

Segundo Fávero, a remoção da CCJR,  seria orientada pelo Executivo por retaliação ao seu parecer pela derrubada do veto do governador à Lei Complementar 362020, que acabava com o desconto de 14% nos vencimentos de aposentados e pensionistas que ganham até o teto do INSS de R$ 6,1 mil.   

Indignado com situação, Fávero até saiu do grupo de Whatsapp dos 24 deputados estaduais. Alegou que alguns colegas anteciparam as eleições de 2022 e poder usar as brincadeiras que posta para atacá-lo.

“Se me tirarem da CCJR, é consequência do meu parecer. Sou deputado para defender a população. Apresento projetos pensando na população, não nos meus negócios, nas minhas empresas. Sobre o parecer pela derrubada do veto, não me arrependo. Faria de novo para defender os aposentados”, declarou.

No entanto, o presidente da Assembleia Max Russi (PSB) declarou que não existe definição sobre a saída de Fávero da CCJR. Garantiu ainda que o Executivo não interfere na formação das comissões permanentes da Assembleia.

Segundo Max, a permanência ou não na CCJR depende da indicação do bloco parlamentar que Fávero fazer parte. A composição dos novos blocos será definida após o retorno do lockdowm iniciado nesta quinta (25) para conter a proliferação da Covid-19 nas dependências da Assembleia.

Atualmente, são três blocos parlamentares: Assembleia Forte (governista) liderado por Dilmar Dal Bosco (DEM); Resistência Democrática (independente) liderado por Janaina Riva (MDB);  e Unidos (independente) liderado por Doutor Eugênio (PSB).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Wilson | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021, 00h03
    0
    0

    Será que o Bozo também vai abandoná-lo?

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...