Legislativo

Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 20h:23 | Atualizado: 01/02/2019, 09h:52

TJ não vê legitimidade e nega o pedido de Ulysses por votação aberta na Assembleia

Gilberto Leite/Rdnews

helena maria desembargadora eleita.JPG

Desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos considerou pleito de Ulysses como ilegítimo

A desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, do Tribunal de Justiça, indeferiu mandado de segurança preventivo, interposto pelo deputado estadual diplomado Ulysses Moraes (DC), solicitando que a eleição para Mesa Diretora seja realizada com voto aberto e nominal. A decisão foi proferida na tarde desta quinta (31).

 O Regimento Interno determina que a votação para Mesa Diretora é secreta e em urna de madeira. A eleição acontece na manhã desta sexta (1º), após a posse dos integrantes da 19ª Legislatura e o presidente da Assembleia Eduardo Botelho deve ser reeleito.

 Na decisão, a relatora pontua que  o pleito de Ulysses não se sustenta por carecer de legitimidade. Isso porque, quando impetrou o mandado de segurança preventivo, estava na condição de deputado diplomado, ou seja, sem exercer atividade parlamentar.

 “Nesse aspecto, observa-se que na data da impetração (21-1-2019), o reclamante não ostentava o efetivo exercício do mandato de Deputado Estadual, cuja data da posse está designada para 1º-2-2019, razão pela qual, não detém legitimidade ativa para a impetração do presente habeas corpus”, diz trecho do despacho.

Além disso, pontua que somente  deputados  no exercício do mandato podem impetrar mandados de segurança questionando o Regimento Interno do Legislativo. Ressaltando a fragilidade jurídica da ação,   Helena Maria  Bezerra Ramos ainda se recusou a entrar no mérito e reafirmou a carência de legitimidade.

“Isso porque, a única parte legítima a impetrar mandado de segurança sob fundamento de vício formal e procedimental de ato interna corporis da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso é o parlamentar no exercício do mandato, tendo como pedido principal a paralisação do processo legislativo, baseando-se no direito líquido e certo do parlamentar de não ser obrigado a participar de um processo legislativo reputado inconstitucional”, completou.

 Coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL) em Mato Grosso, Ulysses seguiu o exemplo do dirigente nacional do movimento Kim Kataguiri. O rapaz é deputado federal diplomado pelo DEM de São Paulo.

Kim Kitaguiri ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF) com representação pelo voto aberto. Entretanto, o pleito foi negado pelo presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, alegando que o Regimento Interno prevê votação secreta.

O senador Lasier Martins (PSD-RS) também pleiteou junto ao Supremo voto aberto para Mesa Diretora do Senado. A representação foi acatada pelo ministro Marco Aurélio Mello, mas a decisão acabou sendo revogada por Dias Toffoli.

Candidaturas

Botelho deve ser reeleito para presidir a Assembleia no biênio 2019-2020. Entretanto, Ulysses, que já declarou que não vota no democrata, tenta articular chapa alternativa junto com outros  novatos como Delegado Claudinei (PSL) e Xuxu Dalmolin (PSC).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Joao de sa | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 23h27
    0
    0

    Gafanhoto quer holofote

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

Morre pai do secretário da Casa Civil

Mauro Carvalho pai   Faleceu, aos 97 anos, o pai do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. O empresário, que também emprestava o nome ao filho, Mauro Carvalho, foi vítima de um infarto nesta quinta (9). A informação foi confirmada pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) que publicou nota de...

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

Estudo sobre 13º a vereadores de VG

jaqueline jacobsen curtinha 400   A conselheira-substituta Jaqueline Jacobsen (foto) estabeleceu prazo de 120 dias, em sessão de julgamento do TCE por videoconferência no último dia 2, para que o presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin, realize estudo prévio de impacto...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.