Legislativo

Quinta-Feira, 10 de Fevereiro de 2011, 07h:15 | Atualizado: 10/02/2011, 08h:14

Debate

Valtenir evita polêmicas, mas discorda de projeto de Bezerra

Valtenir Pereira    O presidente do PSB, deputado federal Valtenir Pereira, prefere não polemizar as declarações do colega de bancada Carlos Bezerra (PMDB), que apresentou um projeto de lei tentando vetar as coligações nas eleições proporcionais. Mesmo assim, ele garante que é necessário haver uma série de ponderações, já que mudar o código eleitoral e extinguir coligações partidárias seria injusto com os partidos pequenos. “Se for eliminar as coligações não pode mais existir coeficiente eleitoral”, pondera Valtenir.

    Bezerra quer vetar a existência de coligações partidárias nas eleições proporcionais e inclusive já apresentou um projeto de lei para tentar alterar o Código Eleitoral e a Lei das Eleições. Valtenir, no entanto, não esconde a insatisfação e diz que a reforma política é necessária, mas que é preciso analisar propostas que estejam dentro de um sistema lógico. “Não adianta ficar fazendo remendos e criar improbos.Temos que analisar as propostas de forma lógica".

    O socialista revela que nos próximos dias um grupo vai ser formado para gerir discussões e selecionar as melhores ideias, para possivelmente apresentar um projeto de lei. Além disso, ele garante que existem outras proposições concernentes às reformas políticas sendo discutidas internamente e que sua contribuição para o projeto está sendo discutida no grupo. “Estamos analisando as contribuições de cada um, para termos condições de criar outro sistema de organização e criar, talvez, uma chapa única e transparente”, finaliza.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Roberto pereira ( eu protesto ) | Sábado, 12 de Fevereiro de 2011, 13h02
    0
    0

    Dep.valtenir voçê comeu quiabo estragado, bebeu vinho azedo.voçê sabe que as coligaçães e o pivor da corrupição politica es contra valtenir cara de pou não sabe, só quem precisa de saúde, educaçãoe segurança (coligação eu protesto) roberto pereira 92040133 ok.

  • José Antonio | Quinta-Feira, 10 de Fevereiro de 2011, 11h18
    1
    0

    Parece que ninguém quer "peitar" o Bezerra, agora que ele voltou ao comando. É Deputado Federal, a mulher Deputada Estadual e Secretária e o Governador pertence ao seu partido, PMDB, dirigido por ele há longo tempo. E parece que a lei fala que "o mandato é do partido" e não do ocupante do cargo. Daí......

  • Luiz Augusto | Quinta-Feira, 10 de Fevereiro de 2011, 10h35
    0
    0

    Perguntar não ofende: Se o cargo pertence ao partido pelo qual o parlamentar se elegeu, como fica a situação do Julio Pinheiro? ... Está inundando a casa e o proprietário está dormindo. O pps deve estar rindo a toa.

  • Adalberto Ferreira da Silva | Quinta-Feira, 10 de Fevereiro de 2011, 10h29
    0
    0

    A lei eleitoral não estabelece de forma bem definida as regras formais do jogo político, ao ponto da justiça legislar no lugar do Congresso Nacional por meio de resoluções. O que falta não são mudanças ocasionais na lei eleitoras, mas uma reforma que venha para combater a gastança de dinheiro que no final sai do bolso do povo com o financiamento público das campanhas; voto distrital para evitar que parlamentares desgastados junto as bases que os elegeram procurem outras regiões onde o eleitorado não os conhecem, e, a peso da compra de votos, se perpetuem nos mandatos; estabelecimento de regras que proibam a utilização das parafernálias que custam uma fortuna para produzir os programas de televisão maquiando candidatos despreparados para enganar os desavisados, vendidos como se fossem produto de consumo. Essas sim, ao nosso ver são providências que trariam transformações importantes, mas aqueles que se encontram encastelados nos mandatos barram para continuarem mamando nas tetas públicas. O resto é proselitismo puro, com as pseudas reformas feitas antes das últimas eleições.

  • Julgilas | Quinta-Feira, 10 de Fevereiro de 2011, 09h29
    0
    0

    A solução é acabar as coligações, e o STF já vem se posicionando assim, pois dizendo que a vaga do suplente pertence a legenda e não a coligação. Tem que acabar o voto rpoporcional e tudo ser majoritário, e o sistema de voto tem que ser o voto distrital puro, diminuir em 90 por cento a quantidade de candidatos, para que o eleitor possa realmente avaliar a proposta decada um e seu curriculum, e por fim tornanr imprescritível crimes praticados por parlamentares.

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...

Niuan de fora da suplência ao Senado

niuan ribeiro 400 curtinha   O deputado federal José Medeiros não conseguiu segurar o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro (foto), como primeiro-suplente de sua chapa ao Senado. Há alguns dias, o filho do ex-vice-governador e ex-deputado Osvaldo Sobrinho vinha demonstrando desejo de pular fora, em meio a...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.