Legislativo

Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019, 14h:35 | Atualizado: 19/11/2019, 14h:43

A PARTIR DE 2020

Vereadores aprovam aumento salarial de prefeito; 300 servidores são beneficiados

Assessoria

Misael Galv�o

Misael Galvão, que assina projeta que aumenta subsídio do prefeito e beneficia, diretamente, 300 servidores

Por maioria dos votos, a Câmara de Cuiabá aprovou projeto de lei de lei que aumenta o salário do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), do vice e dos secretários municipais. A votação foi realizada na manhã desta terça (19) e contou com 15 votos favoráveis e seis contra.

O projeto foi apresentado pela Mesa Diretora, sob a presidência do vereador Misael Galvão (sem partido). Caso seja sancionado, o aumento entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 2021 e também prevê alteração, no caso de Emanuel, já a partir de 2020. Atualmente, o prefeito ganha R$ 23,6 mil e, com o projeto, terá subsídio fixado em R$ 27,5 mil no ano que vem.

A principal justificativa é que, atualmente, não há nenhum dispositivo legal que sustente o pagamento do subsídio do prefeito. Isto porque, a norma que fixava o salário do prefeito em R$ 27 mil foi declarada inconstitucional pelo Tribunal de Justiça. “O que resta salientar é que município de Cuiabá está sem norma válida e eficaz para estipulação dos subsídios do prefeito, que é, por sua vez, em decorrência de mandamento constitucional, também o teto da remuneração dos demais servidores públicos”, diz trecho da justificativa do projeto.

Os votos contrários foram dos vereadores Abílio Junior (PSC), Lilo Pinheiro (PDT), Felipe Wellatom (PV), Wilson Kero Kero (PSL), Dilemário Alencar (PROS) e Marcelo Bussiki (PSB).

Originalmente, o projeto de lei previa que, a partir de janeiro de 2021, o vencimento do prefeito passaria para R$ 32 mil, do vice-prefeito para R$ 18 mil, e dos secretários para R$ 15 mil. No entanto, uma emenda apresentada pela própria Mesa Diretora suprimiu tal artigo, fazendo com que fosse regulamentado apenas o vencimento atual do prefeito.

Isto porque, a questão salarial do prefeito não há a previsão constitucional da anterioridade de legislatura, podendo ser debatida anualmente.

Servidores

O projeto de lei apresentado pela Mesa Diretora resulta da pressão dos sindicatos que representam 300 servidores municipais. Isso porque serão beneficiados pelo chamado “efeito cascata” causado pelo possível reajuste.

Em 2015, o subsídio do prefeito foi fixado por meio do artigo 49, inciso XI, alínea “A” da Lei Orgânica do Município. A norma, entretanto, foi declarada inconstitucional pelo Tribunal de Justiça (TJ) sob a justificativa de que a Lei Orgânica não é o instrumento normativo adequado para tal finalidade.

“Diante disso, o Parlamento Municipal tem o dever constitucional de legislar sobre o assunto, uma vez que não se trata apenas do salário do prefeito, mas também diz respeito ao limite de remuneração de todos os servidores do município”, diz trecho de nota divulgada pela Câmara de Cuiabá, lembrando que o valor do subsídio do chefe do Executivo municipal equivale a 70% do salário de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Diante da aprovação, o projeto de lei será encaminhado ao Executivo Municipal para sanção do prefeito. Emanuel já  declarou que o aumento nas despesas provocado pela possível alteração na legislação que aumenta salários não está no planejamento da Prefeitura. Por isso, o prefeito se posiciona contra a iniciativa dos vereadores (Com Assessoria).

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • alexandre | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 10h37
    1
    0

    trem da alegria...

  • alexandre | Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019, 16h54
    5
    0

    Bolsonaro extingue a prefeitura de cuiaba´? só dá despesa...casa dos Horrores.

  • JORGE LUIZ | Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019, 14h22
    7
    1

    E DEPOIS ESSE TAL MISAEL NÃO GOSTA DO ADJETIVO DE CASA DOS HORRORES, MAS ESTÁ MAIS PARA CASA DOS MAMADORES, AMIGUINHOS DO NENÉU DINHEIRO NO BOLSO QUE ESTÁ AFUNDANDO CUIABÁ, ESSA SEMANA CUIABÁ DE B FOI EM C EM CAPACIDADE DE ENDIVIDAMENTO E TEM AVALIAÇÃO ZERO EM QUESTÃO DE QUITAR DIVIDA COM TERCEIROS E DAÍ VEM ESSES MALAS E FAZEM ISSO

  • Bruno | Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019, 16h28
    16
    2

    Para uns a vaca dá leite, para outros COICE.

Matéria(s) relacionada(s):

Denúncia, psiquiatria e agora atestado

elizabeth 400 curtinha   Lotada como técnico-administrativo do RH do Hospital Metropolitano da Capital, Elizabete Maria de Almeida (foto), recorreu a um psiquiatra uma semana depois de registrar um BO e, sem apresentar provas, acusar o prefeito Emanuel de negociata, inclusive com dinheiro vivo para vereadores, com vistas a...

Título de Cidadã para senadora goiana

janaina riva 400 curtinha   A Assembleia fará sessão solene nestes últimos dias de 2019 para prestar homenagem a várias personalidades de diferentes segmentos e profissões. Uma das que serão condecoradas com o Título de Cidadã Mato-Grossense é a goiana Kátia Regina de Abreu,...

Francis sem os vereadores do partido

cesare 400 curtinha vereador caceres   A administração Francis Maris em Cáceres se tornou tão emblemática que perdeu apoio dos dois únicos vereadores do seu partido, o PSDB, na Câmara Municipal. Os tucanos Valdeniria Dutra e Claudio Henrique integram hoje o bloco de oposição ao prefeito,...

Gilberto prestigia sobrinho na Câmara

marcelo oliveira 400 curtinha   Depois de 11 meses sem pisar os pés na Câmara Municipal de Cuiabá, o vereador licenciado Gilberto Figueiredo, secretário estadual de Saúde e um dos pré-candidatos a prefeito do grupo do governador Mauro, apareceu neste sábado na sede do Legislativo, no ato que marcou a...

Suplente que terá 2 anos de mandato

adilton da levante 400 curtinha   Derrotado à reeleição em 2016, Adilson da Levante (foto) reassumiu cadeira de vereador pela Capital desde janeiro deste ano e deve prosseguir no cargo até o final do mandato, em dezembro de 2020. É que o titular Gilberto Figueiredo, que se elegeu pelo PSB e vai migrar para o DEM,...

PSDB veta Taques e vai priorizar Leitão

paulo borges 400 curtinha   O comando regional do PSDB não vai dar chance para Pedro Taques, caso este ensaie concorrer ao Senado com a provável suplementar, já no início de 2020 com a iminente cassação do mandato de Selma. Embora tenha dito que hoje se dedica à advocacia e à vida de professor...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.