Legislativo

Quarta-Feira, 20 de Março de 2019, 16h:45 | Atualizado: 20/03/2019, 16h:53

CURRÍCULO ESCOLAR

Vereadores de Sorriso querem Educação Moral e Cívica nas escolas do município

Assessoria

Elisa Abrah�o

Uma das autoras da proposta, vereadora Elisa Abrahão usa a tribuna durante sessão

Embalados pela onda conservadora que resultou na eleição do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), a bancada governista na Câmara de Sorriso, formada pelos vereadores Elisa Abrahão (PRP), Nereu Bresolin (DEM), Dirceu Zanatta (MDB), Toco Baggio (PSDB) e Damiani na TV (PSC), apresentou  indicação solicitando a inclusão da disciplina de Educação de Moral e Cívica nas escolas da rede pública municipal. Na justificativa, os parlamentares afirmam que o objetivo é promover o fortalecimento dos valores éticos, morais e cívicos da nacionalidade.

A propositura seguiu para estudo pelos órgãos competentes municipais. O prefeito Ari Lafin (PSDB) ainda não se manifestou sobre o pedido dos vereadores.

Elisa Abrahão explicou que com a aplicação da  indicação, o município estará proporcionando a preservação, o fortalecimento e a projeção dos valores éticos da nacionalidade. “A ideia é tornar os alunos críticos e preparados para fortalecer o aprimoramento do caráter, com apoio na moral e na dedicação à família e à comunidade, possibilitando a compreensão dos direitos e deveres dos brasileiros e o conhecimento da organização sociopolítica e econômica do país”.

Elisa explicou que essa disciplina objetiva ainda o fortalecimento da unidade nacional e do sentimento de solidariedade humana, a valorização da Pátria, de seus símbolos, tradições e instituições e dos grandes vultos de sua história. “O ensino da disciplina Educação Moral e Cívica na grade curricular das escolas municipais deverá ter como base o texto das seguintes leis: Constituição Federal, Código Eleitoral Brasileiro e Lei Orgânica do Município de Sorriso”.

Histórico 

A adoção da disciplina de Educação Moral e Cívica no currículo escolar nacional ganhou efetividade com um decreto de 8 de março de 1940, de Getúlio Vargas e do ministro da Educação Gustavo Capanema. Depois, foi retomado em 1969 pela ditadura militar, considerado como tendo por objetivo controlar a juventude depois das revoltas estudantis na época, que contestavam o regime.

Com o fim da ditadura, começaram movimentações para revogar esta matéria dos currículos escolares. Em 1991, no Governo Fernando Collor, houve uma tentativa sem sucesso de revogação,  que só teve êxito dois anos depois, em 14 de junho de 1993, no Governo Itamar Franco.

Em 2013, o deputado federal  Valtenir Pereira (MDB) apresentou um projeto de lei para reinstituir o ensino de Educação Moral e Cívica e OSBP em todo país. A matéria, no entanto, não avançou.

Em fevereiro de 2019, já no governo atual, o ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez defendeu a volta ao currículo do ensino de Educação Moral e Cívica. O assunto está sendo tratado no âmbito do governo federal (Com Assessoria).

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

Governador, Nota MT e provocação

mauro mendes curtinha   Ao lançar a Nota MT, programa que estimula e incentiva o contribuinte a pedir nota em toda compra de mercadoria, o que ajuda na cultura do combate à sonegação fiscal, o governador Mauro Mendes (foto) copia para o Estado a mesma proposta implantada em Cuiabá na época em que foi...

Cândida Farias troca MDB pelo DEM

candida farias curtinha   Aos 68 anos, completados nesta segunda (17), a empresária Cândida Farias (foto), segunda-suplente do senador Jayme Campos, está desembarcando do MDB e vai se filiar ao DEM. Apesar da mudança de legenda, ela não tem pretensões de concorrer a cargo eletivo nas urnas de 2020....

Vander forte pela oposição em Tangará

vander masson curtinha   O nome mais forte hoje da oposição em Tangará da Serra, do ponto de vista da densidade eleitoral, é do empresário Vander Masson (foto), que ficou em terceiro lugar para prefeito em 2016 e, no pleito do ano passado, concorreu e perdeu para deputado federal. Filho do ex-prefeito e...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.