Legislativo

Sábado, 17 de Maio de 2014, 08h:59 | Atualizado: 17/05/2014, 09h:00

Votação de relatório do TCE sobre fraudes na Câmara fica para junho

A apreciação do relatório final da auditoria feita pelo Tribunal de Contas na Câmara de Cuiabá, em maio do ano passado, que revelou casos de nepotismo e irregularidades nos gabinetes de 12 vereadores, deve ser realizada só em junho, no Plenário da Corte. A previsão inicial era que a constatação do “pente fino” passado no Legislativo fosse julgada no início deste mês. O documento, cujo teor veio à tona em fevereiro deste ano, apontou a existência de supostos casos de nepotismo na Câmara, envolvendo os vereadores Marcrean dos Santos (PRTB) e Clóvis Hugueney, o Clovito (PTB).

O primeiro, segundo a auditoria do TCE, empregou o filho Mascwell dos Santos Silva para ocupar o cargo de assessor de Tecnologia da Informação (TI), com vencimento de R$ 1,9 mil. Já no caso de Clovito, sua esposa Daniela Ribeiro Cardoso Hugueney trabalhava na secretaria de Apoio à Cultura e ao Resgate Histórico, com salário de R$ 8 mil. Ambos negaram ter havido má-fé nas contratações. Outra ilegalidade constatada foi referente ao valor mensal da verba de gabinete com cargos de assessores parlamentares, que era excedido por 12 vereadores.

Somente em maio de 2013, também conforme o TCE, o inchaço no número de comissionados onerou o Legislativo em cerca de R$ 30 mil. À época da investigação havia 545 pessoas trabalhando na Câmara. “Existem 416 cargos comissionados e apenas 104 efetivos providos. Uma nítida desproporcionalidade, pois existem aproximadamente 4 cargos de chefia para um de execução”, diz trecho do documento. Segundo a assessoria do TCE, no momento, a auditoria está em fase de apuração. Nos bastidores, circula a informação de que um dos conselheiros teria dito que é preciso “usar uma lupa” para olhar com critério todo o material coletado, com o objetivo de que nenhuma das irregularidades deixe de ser identificada.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • emidio de souza líder comunitario | Sábado, 17 de Maio de 2014, 14h56
    0
    0

    tem razão dos vereador Gastar mas de um milhão de reas para ganha eleição para repor somente assim R$ 8 mil. esposa mais verba de Gabinete,dos 545 pessoas trabalhando na Câmara se de vide entre os vereador de situação. por isso que Emidio de Souza não conseguiu ganhar eleição,mas a coisa vai mudar e ainda eu vou ganhar eleição só com prestigio igual o Lula.

Irmão de prefeito não deporá à CPI

francisco faiad 400 curtinha   Por meio de seu advogado Francisco Faiad (foto), Marco Polo de Freitas Pinheiro, o Popó, dono do instituto de pesquisa Mark e irmão do prefeito Emanuel Pinheiro, comunicou oficialmente hoje à CPI do Paletó, da Câmara da Capital, que não irá prestar depoimento nesta...

Nome reserva e vulnerável para IFMT

adriano 400 curtinha   O grupo do reitor Willian de Paula deve consolidar como candidato ao comando do Instituto Federal de Mato Grosso o professor Julio Santos, diretor do Campus de Alta Floresta. A eleição acontece em novembro. Mas há um candidato reserva da cúpula situacionista. Trata-se de Adriano Breunig (foto), que...

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.