Legislativo

Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 17h:10 | Atualizado: 08/02/2019, 17h:20

Articulação

Wellington está cotado para liderança de Jair Bolsonaro no Senado, informa jornal

Assessoria

Wellington Fagundes

O senador Wellington Fagundes está contado para líderança por seu perfil conciliador 

O senador Wellington Fagundes (PR) está entre os cotados para assumir a liderança do Governo Jair Bolsonaro (PSL) no Senado. A articulação está sendo conduzida pelo presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP) que teve o apoio do republicano para vencer as eleições realizadas no último sábado (2). A informação é do jornal Valor Econômico.   

 No entanto, Wellington não confirma a possibilidade. “Ninguém  me consultou sobre o assunto”, disse à reportagem.  

 Moderado e conciliador, Wellington foi vice-líder do Governo Michel Temer  (MDB) no Senado. Também chegou a ser cotado para ser líder do Governo Dilma Rousseff (PT), o que acabou não se concretizando.  

 Na terça (6), Wellington foi indicado como líder do Bloco Parlamentar Vanguarda, que reúne senadores do DEM, PSC e PR e reúne nove membros. O objetivo é influenciar na composição das  das comissões temáticas, mistas  e de Orçamento do Congresso Nacional.

Outro nome que está sendo avaliado pelo Palácio do Planalto é do MDB. Neste caso, o cotado é o senador por Pernambuco Fernando Bezerra Coelho.  

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Paulo | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 10h10
    0
    0

    duvido

  • rogiu | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 22h02
    4
    1

    MANO TU NÃO TIRA O PÉ DE CIMA DO TRECHO RONDONOPOLIS>CUIABA ESSA BOMBA DESSA OBRA É COMUM SER FEITA EM 8 A 12 MESES E ESSA BOMBA TA AAÍ DESDE ANTES 2003. MEU AMIGO TU VIAJA DE ROO AO PARAGUAI QUASE 800KM NUM TAPETE E SÓ ESSA BOMBA DE 200 KM TU NÃO REFRESCA POR ISSO PERDEU A ELEIÇÃO FRANGO DEMAIS E AINDA QUER SER LIDER DE ALGO - SE EH BOBO-OU-QUER-DEZ REAIS?

  • Neto | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h07
    4
    5

    Eu espero que o Bolsonaro não trabalhe com este cidadão. Não votamos no Bolsonaro para isso.

  • Luiz | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 23h33
    6
    2

    Se tiver juízo e bom senso, afaste dessa missão senador, vai se queimar com as pautas bobam que vão ser debatidas, se ainda quer ser futuro governador cai fora dessa encruzilhada, fica de boa como sempre, só em cima do muro vendo o circo pegar fogo ,

  • Davi | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 21h16
    5
    6

    Pode até ter algum processo, mas é um político de sensibilidade, de diálogo. Ao contrário dos Mauro Mendes que só defende interesses próprios. A população de Mato Grosso vai sangrar nas mãos do pequeno ditador e em 2022 Wellington Fagundes será governador.

  • Edinei | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 19h11
    1
    2

    Digite o texto aquiMais uma cartada para continuar na política! Sem cabimento.

  • Roberto | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 11h11
    1
    0

    Roberto, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Valesantos | Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 18h29
    12
    2

    Não insistam WF foi ptralha Bolsonaro sabe disse

  • julio | Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 18h15
    5
    1

    Nem um nem outro vai ser Líder. Os dois têm processos em aberto.

Matéria(s) relacionada(s):

Vereadores de Acorizal agora com VI

A Câmara Municipal de Acorizal resolveu seguir as demais e instituir verba indenizatória não apenas para os seus nove vereadores. Incluiu também no benefício financeiro ocupantes de diversos cargos. Agora, além do salário, cada parlamentar terá direito a R$ 1,5 mil mensal. E quem ocupa a presidência da Mesa receberá R$ 2 mil. Os vereadores alegam que essa verba tem caráter ressarcitório do exercício da...

Prefeito "estoura" limite da lei fiscal

asiel alt floresta   O prefeito de Alta Floresta, Asiel Bezerra (foto), do MDB, recebeu alerta do conselheiro Guilherme Maluf sobre descontrole dos gastos, principalmente com a folha de pessoal. Debruçada nos relatórios, a Secretaria de Controle Externo de Receitas de Governo do TCE constatou que as despesas com pessoal atingiram...

Trâmites para alugar carros à Câmara

misael galvao curtinha   Diferente dos antecessores, que omitiam informações, principalmente em relação a medidas consideradas impopulares, o presidente da Câmara de Cuiabá Misael Galvão (foto), numa demonstração de transparência e de coragem para enfrentar críticas,...

Silval é chamado de ladrão no Fórum

silval_curtinha   O ex-governador Silval Barbosa, que hoje ganhou o direito ao regime semiaberto, foi hostilizado por populares no Fórum de Cuiabá. Um homem, que estava no corredor, que dá acesso às salas onde acontecem às audiências, gritou: “Silval, ladrão”. Jornalistas chegaram a...

Jayme é simpático à reeleição de EP

jayme campos curtinha   Jayme Campos (foto) vai comprar briga interna no DEM em defesa da reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro. Mas o núcleo ligado ao governador Mauro Mendes não é muito simpático a essa ideia. Numa reunião recente, com participação de Mauro Carvalho,...

Busca de brecha para demitir efetivos

A briga do governador Mauro Mendes com servidores, especialmente da Educação, que cruzam os braços na próxima segunda, tende não só se acirrar, como trazer consequências quase inimagináveis. O Executivo já anunciou que vai exugar 20% dos cargos comissionados e que, se necessário, pode demitir até efetivos, o que hoje seria impossível por causa de leis que asseguram estabilidade no serviço público....

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.