Legislativo

Domingo, 22 de Novembro de 2020, 15h:58 | Atualizado: 23/11/2020, 09h:55

GOVERNO FEDERAL

Wellington se diz "estarrecido" com risco de perda de 6 milhões de testes da Covid

O Brasil corre o risco de perder 6,6 milhões de testes para o diagnóstico do novo coronavírus comprados pelo Ministério da Saúde, o chamado RT-PCR, por conta da data de validade. A revelação publicada neste domingo (22) pelo jornal ‘O Estado de São Paulo’ causou indignação e perplexibilidade. “Fiquei estarrecido”, reagiu o senador Wellington Fagundes (PL), membro da Comissão Especial da Covid-19.

Jefferson Rudy/Agência Senado

Senador Wellington Fagundes

O senador Wellington Fagundes disse que vai cobrar resposta do governo sobre as perdas

Fagundes anunciou que ingressará com requerimento junto à Comissão pedindo esclarecimentos por parte das autoridades sobre esse evento. “É inadmissível que isso esteja acontecendo, sobretudo diante de um quadro tão grave como o que estamos enfrentando, com milhões de casos e milhares de mortes”, frisou, em mensagem nas redes sociais.

Para o senador, se faz necessário que os responsáveis "apresentem respostas robustas" para a situação exposta pela imprensa, neste domingo. Segundo ele, é preciso saber porque o Ministério da Saúde não consegue distribuir os testes aos Estados e municípios, causando enormes prejuízos à população. “Está errado, isso não pode acontecer. E pelo visto está acontecendo”, frisou.

Especialistas dizem que o teste não serve só para diagnóstico. É essencial na interrupção de cadeias de infecção. “Sem testagem, as ações de combate a pandemia ficam mais complicadas, difíceis de serem adotadas medidas eficazes”, observou o parlamentar.

Sem testagem, as ações de combate a pandemia ficam mais complicadas, difíceis de serem adotadas medidas eficazes

Wellington Fagundes

A permanecer a situação, o Brasil pode acabar descartando mais exames do que já realizou até agora. Ao todo, segundo ‘O Estado de São Paulo’, a Saúde investiu R$ 764,5 milhões em testes e as unidades para vencer custaram R$ 290 milhões – o lote encalhado tem validade de oito meses.

O RT-PCR é um dos exames mais eficazes para diagnosticar a covid-19. A coleta é feita por meio de um cotonete aplicado na região nasal e faríngea (a região da garganta logo atrás do nariz e da boca) do paciente. Na rede privada, o exame custa de R$ 290 a R$ 400. As evidências de falhas de planejamento e logística no setor ocorrem num período de aumento dos casos no País.

Segundo o jornal, os exames estão estocados em um armazém do Governo Federal em Guarulhos e não foram distribuídos para a rede pública. A quantidade estocada é maior do que o SUS aplicou em testes a população. “Ou seja, o País pode acabar descartando mais exames do que já realizou até agora”, informa o jornal. Ao todo, a Saúde investiu R$ 764,5 milhões em testes e as unidades para vencer custaram R$ 290 milhões – o lote encalhado tem validade de oito meses.

No requerimento a ser protocolado na próxima segunda-feira junto à Comissão Especial da Covid, entre outros, Fagundes disse que é preciso saber o que de fato está acontecendo e avançar sobre outras questões. Ele se disse preocupado, por exemplo, sobre o andamento de um planejamento para quando os laboratórios estiverem aptos a entregar a vacina à população.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Sandra Furlan | Domingo, 22 de Novembro de 2020, 18h26
    1
    1

    É que assim como o figurante presidente,alguns governadores,prefeitos e o gado preferem a cloroquina.

  • Amaral antunes | Domingo, 22 de Novembro de 2020, 17h04
    3
    2

    Wellinton, estou estarrecido com a fragilidade que voce se tornou, inocuo, inapto, desmerecedor de atencao e de ouvidos....lastimavel.

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...