MIMOSO E RONDON

Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2014, 08h:00 | Atualizado: 14/02/2014, 01h:24

Falta de investimento atrapalha turismo e economia do distrito

Local de nascimento do Marechal Cândido Rondon espera ansiosamente a conclusão da obra do Memorial


Enviada especial a Mimoso

Iara Rezende/Rdnews

Anderson Evangelista

Anderson Evangelista, da Escola Santa Claudina, que fica em frente à estrutura do Memorial Rondon, conta que turistas se decepcionam quando visitam o local

A população de Mimoso, distrito de Santo Antônio do Leverger, ainda tem esperança de que um dia a obra do Memorial Rondon fique pronta, mesmo após 10 anos de lançamento do projeto. Apesar disso, o sentimento que mais permeia a vida dos habitantes é a decepção e a revolta.

“Em outras cidades e até mesmo em outros países há museus e monumentos ao Marechal Cândido Rondon. Enquanto isso, no local onde ele nasceu, há apenas uma construção inacabada”, afirma Anderson Evangelista de Sá, secretário da Escola Estadual Santa Claudina.

Segundo ele, o único local do distrito que possui alguns objetos e lembranças do Marechal é na própria escola onde trabalha. Parte dela foi construída por Rondon nos anos 1940. Há uma árvore de pau brasil plantada pelo próprio Rondon no fundo da instituição de ensino e em exposição pelo corredores e salas estão algumas fotos, móveis e cópias de cartas do chamado pai das comunicação do país. “A escola tem o nome da mãe do Marechal. Mas é só isso que Mimoso possui, além do Memorial inacabado”, pontua Anderson.

Iara Rezende/Rdnews

Elvira Maria

Elvira Martins acredita que haveria desenvolvimento no distrito se o Memorial funcionasse como previsto

Elevina Maria Martins de Oliveira, funcionária da Mercearia Saadi, acredita que se o museu fosse concluído, o distrito se desenvolveria rapidamente e a economia daria um salto. “O nosso ritmo aceleraria. Todos seriam obrigados a se movimentar e atender demandas que surgiriam. Restaurantes, hotéis, supermercados e lojas com certeza seriam abertos”. De acordo com ela, Mimoso não possui hotéis, apenas quartos de aluguel. Alguns projetos para a construção já foram idealizados, mas perceberam que o investimento não valia a pena. “Como receber turistas se nem ao menos eles encontram local para se hospedar?”, indaga.

Mesmo sem estar pronto, alguns turistas aparecem no Memorial Rondon. Anderson dá informações a muitos deles, pois a escola Santa Claudina está localizada em frente à construção e é o primeiro local onde se dirigem depois de perceberem que não há quase nada para ser visto. “É triste dizer para os turistas que o que eles vieram procurar é apenas aquela estrutura inacabada. Eles ficam decepcionados e, com certeza, não voltam mais, nem se ficar pronta. Isso atrapalha o turismo já quase inexistente”. O secretário escuta reclamações constantemente e fica chateado com a situação. “Há alguns dias veio um casal do Rio de Janeiro para conhecer o Memorial e foi embora cinco minutos depois. Não tem como movimentar a economia desse jeito”. 

O projeto da estrutura é dos arquitetos José Afonso Portocarrero e Paulo César Molina. Ele foi idealizado ainda no governo de Dante de Oliveira, tendo a construção dos alicerces iniciada em 2002. Após isso, aconteceu apenas a reforma do assoalho no governo de Blairo Maggi.

Cerca de R$ 780 mil foram gastos até o momento. Anderson conta que no ano passado o governador Silval Barbosa visitou Mimoso e prometeu concluir a obra. Jairo Pradela, secretário de Estado de Desenvolvimento do Turismo, garante que já está em processo de licitação e ainda no primeiro semestre as obras serão retomadas. “Esperamos que seja verdade. Esperança é a última que morre”. 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

Adevair vai para PTB e quer ser vice

adevair cabral curtinha   O PTB, que hoje não tem um representante entre os 25 vereadores cuiabanos, vai abrigar dois parlamentares, o presidente da Câmara Municipal Misael Galvão, hoje no PSB, e o primeiro-secretário da Mesa, o tucano Adevair Cabral (foto). O curioso é que ambos chegam na legenda petebista...

7 contra reinstituição dos incentivos

valdir barranco curtinha   Como já esperado pelo governador Mauro, apesar da pressão de diversos segmentos, como do comércio, do agronegócio e da indústria, o projeto de lei complementar número 53, que trata da reinstituição dos incentivos fiscais, passou facilmente pelo crivo da Assembleia....

Irmão de ex-senador já sai do governo

wener santos curtinha   Durou apenas seis meses a permanência do ex-prefeito de Nova Marilândia (2013/2016), Wener dos Santos (foto), como secretário-adjunto de Cidades do Estado. Irmão do ex-senador Cidinho Santos, Wener foi exonerado no último dia 2. Pediu para deixar o governo Mauro. O salário não...

MAIS LIDAS

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.