Cidades

Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2012, 15h:01 | Atualizado: 10/12/2012, 16h:14

Suiá Missú

Produtores e Força Nacional entram em conflito e há feridos - veja fotos

Produtores e Exército já entram em confronto e há pessoas feridas

Fotos: Jardel Patrício Arruda -- Na primeira tentativa de despejo, homens das forças armadas e da Polícia Federal entram em confronto com produtores e há registro de feridos   Logo na primeira investida para desocupação da área indígena em São Félix do Araguaia e Alto Boa Vista, nesta segunda à tarde, houve confronto entre moradores, que resistem, e homens da Polícia Federal, da Força Nacional de Segurança e da Polícia Rodoviária Federal. O conflito se deu dentro da fazenda Jordão, a primeira que deve ser desobstruída.

   Neste momento, há muita confusão. Algumas pessoas já estão feridas. Os produtores, alguns residentes na região há mais de 3 décadas, já anunciaram que preferem morrer a saída do local. O clima segue sob tensão.

   Após negociações frustradas a fim de evitar derramamento de sangue na retirada das quase 7 mil famílias da região tida como pertencente aos índios da etnia Xavante, pessoas se encontram em estado de choque e temendo o pior. Segundo informações, a fazenda é de propriedade de um líder da Associação dos Produtores de Suiá Missu (Aprosum), Antônio Mamede Jordão, 64 anos, conhecido como Alemão.

    Às 15h50 - Policiais ameaçam dono de fazenda

   Um grupo de policiais fazem a segurança da entrada da fazenda. Diante do confronto, o dono da propriedade, Alemão, telefonou para membros da Aprosum a fim de informar que no local há muitas crianças e mulheres. Ele também disse que policiais da PRF colocaram um facão em seu pescoço e o ameaçou de prisão por incitar o povo. Um oficial de Justiça anotou, com o auxílio de um GPS, tudo o que há dentro da propriedade e deu um prazo de 15 dias para que Alemão retire todos os pertences.
-- Na porteira da primeira fazenda a ser desocupada, patrulheiro da Polícia Rodoviária Federal atira contra produtores para liberar passagem-- Revoltados com a ação de despejo, moradores, alguns de braços abertos, chegam para tentar impedir avanço dos policiais no trabalho de desintrusão-- Produtores da região do Araguaia chegam numa caminhonete, com um motociclista à frente, nas últimas tentativas de impedir o despejo

Postar um novo comentário

Comentários (72)

  • jonas | Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2012, 19h19
    0
    0

    Quem produz deveria ter mais direitos e auxilio do governo, mas no brasil quem tem direito é bandido, e vagabundos... Nós brasileiros já sustentamos tantos ladrões, assacinos e estrupadores. Por que a policia não agem com tanta rigidez com traficantes e assacinos??? Moramos em um pais muito rico e belo, mas desprovido de leis , e fraco politicamente, e chamam isso de democracia!!!

  • Dayane | Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2012, 10h44
    0
    0

    Que país é esse? Que tira das pessoas de bem para dar pra quem já tem tudo e mais um pouco. Índios não fazem absolutamente nada! Além de receber auxílio do Governo, o que mais fazem? Isso tudo é covardia, não só com essas pessoas, mas com todo o MT. Eles têm sim que lutar por seus direitos, estão ali à 25 anos produzindo, sem fazer mal algum á sociedade. Em época de eleição vão em todas as casas da região pedir votos, se fazendo de bom feitores e com cara de quem só quer ajudar. Mas quando se elegem só sabem dar facadas em quem só quer ter um casa para criar seus filhos. E essas crianças? Vocês se quer pensaram nas crianças? São inocentes, não sabem de nada. O governo só pensa em jogos, em Copas. Estão se aproveitando de inocentes para ter mais dinheiro. ESTÁ NA HORA DO BRASIL CRESCER! ACORDA GOVERNO! ACORDA PRESIDENTE, VOCÊ NO LUGAR DE SER ORGULHO PARA NÓS MULHERES, É UMA VERDADEIRA DECEPÇÃO PARA TODOS!

  • Ramon | Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2012, 09h34
    0
    0

    Lei não se discute, lei se cumpre. As terras foram DOADAS aos índios há 20 anos atrás e mesmo assim os produtores acharam que tomariam na mão grande. Quando "compraram" a terra sabiam sim que era terra indígena, o mundo inteiro sabia...agora que assumam as consequências. Francamente, invadir terra indígena é fácil, pq não fazem todo esse enfrentamente na hora de ocupar os milhões de hectares improdutivos nas maos de latifundiários e banqueiros?

  • Tiago silva | Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2012, 16h17
    0
    0

    Eu Acho um tremendo absurdo o que está acontecendo saber que tudo isso afeta o baixo araguaia não só mas todas regiões em volta e uma pouca vergonha... Sabemos que isso afetará todos nós subindo os preços dos mantimentos entre outros sei que o jeito que está não pode continuar governos colaboram com a suas ajudas precisamos de opio.

  • joao batista quixabeira | Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2012, 15h18
    0
    0

    infelizmente muitos produtores estão deixando mato grosso, estão investindo em outros estados e isso não é bom para nosso estado, quem fas uma cidade é o povo aqueles q trabalha de verdade derrama seu suor, mais não tem lei q protege estas pessoas essa é a dura realidade e acaba afetando toda a popupação com o aumente de preços devido bloqueios de estradas a falta de alimentos vindos de outros estado e dai por diante tudo isso por causa dos indios q depois podem pegar e vender tudo baratinhos isso é BRASIL......

  • joao batista quixabeira | Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2012, 15h06
    0
    0

    olha eu acho isso um absurdo,essas brigas quem acaba pagando o pato somos nós q moramos nessa região aqui de confresa, vila rica , santa cruz então não podemos parar essas regiões q transporta carnes sojas para outros paises e impedindo a passagem de carretas, caminhões eu acho q nossa presidente tem q entrar no caso, e resolver porque nós colocamos ela lá foi pra governar e dar uma soluçao aos casos q só ela mesmo pode resolver, ou infelizmente a nossa presidente em 2014 vai diminuir ai seus votos principalmente aqui nessas regiões aqui ...

  • Carlos | Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2012, 13h39
    0
    0

    Tenham convicção de um detalhe, todos que deram aqui, opnião favoravel aos indios, são sustentados de alguma maneira por sistemas de pagamentos com dinheiro publico, funcionarios de ongs, Funai, etc... Ninguem que sente o que é trabalhar para sustento de uma familia tem este ponto de vista, minguem mesmo, espero que só leian e se calem e não venham com mais mentiras, lembrem-se na historia da humanidade quando a opressão chega a um limiti os oprimidos se revoltam contra os opressores e a quem deu apoio a eles tbm, este sistema de governo esta com os dias contados e ai que ver anti produtores e trabalhadores terem que procurar outro pais para fazer baderna. Acreditem no Brasil, só precisamos divulgar mais estas barbarias, o povo é justo, só precisa ter informações verdadeiras. Que saudade dos militares, onde estão voces agora que precisamos de ordem.

  • Vanderlei | Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2012, 12h47
    0
    0

    Gente. O Brasil está devendo ao FMI. Desde 1992 na ECO 92 não se falou mais em d´vida externa. Eis aí a forma que o Brasil vai pagar ao FMI. Governo Dilma,Lula ou seja qual for a pessoa, não passará de um mero cumpridor de acordos feitos anteriormente. A justiça seria feita, se os produtores fossem obrigados sim a desocupar,porém, receberiam a indenização pelo seu patrimônio.

  • walace | Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2012, 10h01
    0
    0

    É O FIM DA PICADA MESMO, SAIR DE SUAS CASAS QUE ESTAO HA ANOS PRA DAR LUGAR A UM BANDO DE INDIOS QUE SO COMEM E DORME, POR ISSO QUE O PAIS NAO VAI PRA FRENTE...

  • Rafael | Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2012, 08h33
    0
    0

    ENGRAÇADO COMO A MAIORIA DO PESSOAL DA DE CIMA, (CIDADES QUE NAO SEJAM DO VALE DO ARAGUAIA) NAO SE PREOCUPEM NEM UM POUQUINHO COM 7000 MORADORES, TRABALHADORES DESTE TERRA, NÃO FOI AI QUE ESTA ACONTECENDO ESTA GUERRA, FICAM NA SUA SEUS IDIOTAS, POR ISSO TEMOS QUE DIVIDIR ESTE ESTADO, TENHO VERGONHA DE VCS..........

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

MAIS LIDAS