Nacional

Domingo, 08 de Dezembro de 2019, 09h:21 | Atualizado: 08/12/2019, 09h:36

36% reprovam e 30% aprovam o governo Bolsonaro, afirma pesquisa do Datafolha

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (8) pelo jornal "Folha de S.Paulo" mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL): 

  • Ótimo/bom: 30%
    Regular: 32%
    Ruim/péssimo: 36%
    Não sabe/não respondeu: 1%
  •  
  •         A nota média (de 0 a 10) atribuída pelos entrevistados ao presidente foi 5,1, a mesma de agosto.A  pesquisa foi realizada nos dias 5 e 6 de dezembro com 2.948 pessoas, em 176 cidades. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95% – isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro. 
  • Rafaela Felicciano/Metrópoles

    Presidente Jair Bolsonaro

    Jair Bolsonaro assumiu comando do país em janeiro. Instituto também perguntou sobre confiança e expectativa na gestão e sobre a imagem da economia 

  •  

Pesquisas anteriores

Em agosto, julho e em abril, quando foram realizadas as pesquisas anteriores, os índices foram: 

  • Ótimo/bom: 29% em agosto; 33%, em julho; 32%, em abril
    Regular: 30 em agosto; 31%, em julho; 33%, em abril
    Ruim/péssimo: 38% em agosto; 33%, em julho; 30%, em abril
    Não sabe/não respondeu: 2% em agosto; 2%, em julho; 4%, em abril 

Confiança

O instituto perguntou também aos entrevistados se eles confiam no que Bolsonaro diz. 

  • Confiam: 19%
    Confiam às vezes: 37%
    Nunca confiam: 43%
    Não sabe/não respondeu: 1% 

Expectativa

Em relação à expectativa com o futuro do governo, 43% esperam que Bolsonaro faça uma gestão ótima ou boa. Em agosto, eram 45%; em julho, 51%, e em abril, 59%.

Outros 32% acreditam que o presidente fará uma administração ruim ou péssima, contra os mesmos 32% em agosto, 24% em julho, e 23% em abril; 22% agora creem em um desempenho regular. 

Economia

Segundo a pesquisa, 43% dos entrevistados acham a situação econômica do país vai melhorar (eram 40% em agosto); 31% entendem que vai ficar como está (os mesmos 31% de agosto); e 24% responderam que vai piorar (eram 26% em agosto).

De acordo com o Datafolha, 25% aprovam o trabalho da equipe econômica do atual governo.
Sobre a crise econômica que o país atravessa, 5% responderam que já acabou, 37% acham que vai acabar logo e 55% disseram que vai demorar. 

Atuação do presidente

O Datafolha verificou, ainda, se os entrevistados acreditam que o presidente age ou não como deveria. Veja os percentuais:

  • Age como deveria: 14% (eram 15% em agosto, 22% em julho, e 27% em abril)
    Na maioria das ocasiões age como deveria: 28% (eram 27% em agosto, 28% em julho, e 27% em abril)
    Em algumas ocasiões age como deveria: 25% (eram 23% em agosto, 21% em julho, e 20% em abril)
    Em nenhuma ocasião age como deveria: 28% (eram 32% em agosto, 25% em julho e 23% em abril)
  •  
  • Principais problemas do país
     
    Os entrevistados elegeram ainda os principais problemas do país:
     Saúde: 32%
    Educação: 14%
    Segurança: 13%
    Desemprego: 13%
    Corrupção: 8%
    Economia: 8%

O levantamento mostra que, para os entrevistados, a imagem do Brasil no exterior melhorou, segundo 31%, piorou para 39%, e é mesma para 25%. 

Outros presidentes
 
Após um ano de mandato, os percentuais de ruim e péssimo dos últimos presidentes foram os seguintes:
 Fernando Collor (1991): 34%
Fernando Henrique Cardoso (1995): 15%
Luiz Inácio Lula da Silva (2003): 15%
Dilma Rousseff (2011): 6%
 
Após um ano de mandato, os percentuais de aprovação dos últimos presidentes foram os seguintes: 

  • Fernando Henrique Cardoso (1995): 41%
    Luiz Inácio Lula da Silva (2003): 42%
    Dilma Rousseff (2011): 59%

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Acerto pra Pivetta se filiar ao Podemos

alvaro dias curtinha   Mais uma demonstração de que o senador Álvaro Dias (foto), líder do Podemos no Congresso, está ignorando a pré-candidatura ao Senado do seu próprio colega de partido, deputado José Medeiros. Álvaro já acertou com Pivetta apoio na disputa à...

Critério para definir candidatura em VG

fabio tardin 400 curtinha   O presidente da Câmara de Várzea Grande e filiado ao DEM, Fabinho Tardin (foto), sonha com a cadeira de prefeito, mas não tem apoio dos Campos para concorrer à sucessão municipal. Como Lucimar Campos não pode buscar o terceiro mandato seguidamente, o grupo liderado pelo senador...

Prefeito de Lacerda, projeto e derrota

alcino curtinha 400 pontes e lacerda   O prefeito de Pontes e Lacerda, Alcino Pereira Barcelos (foto), resolveu dar de ombro para a Câmara Municipal sobre um projeto de grande alcance social e perdeu feio na queda-de-braço. Contrariando a vontade do prefeito, os vereadores aprovaram a proposta, apresentada pelos colegas Pedro Vieira e...

MPE antes e depois de Maluf no TCE

jose antonio borges 400 curtinha   Antes, membros do MPE fizeram esforço para impedir a nomeação de Guilherme Maluf como conselheiro do TCE, sob argumento de que não detinha notório saber jurídico, contábil, econômico e financeiro e ainda carrega vários processos judiciais nos ombros....

Fatura por média e multa à Energisa

thiago 400 ager curtinha   Após fiscalização no 2º semestre do ano passado, a Ager-MT multou em R$ 14,4 milhões a Energisa. Descobriu-se irregularidades na área comercial da concessionária de energia. Thiago Bernardes (foto), coordenador Regulador de Energia da Agência, explica que, no trabalho...

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.