Nacional

Sábado, 17 de Maio de 2014, 07h:39 | Atualizado: 17/05/2014, 18h:51

criminalidade

37% da população pede redução da maioridade penal para 14 anos

Ilustração

menores-infratores.jpg

Em MT, segundo a pesquisa Mak, as pessoas estão assustadas com os altos índices de criminalidade envolvendo menores e, por isso, pedem a redução penal

Cerca de 37% dos mato-grossenses são favoráveis à redução da maioridade penal para 14 anos, enquanto que 25,2% querem que a redução seja para os 16. Isso é o que revela pesquisa feita pelo Instituto Mark, em parceria com o Rdnews, neste mês. O tema é polêmico, divide opiniões e faz parte de, pelo menos, três projetos de emenda constitucional que tramitam no Congresso Nacional. A proposta que está ganhando maior adesão é a do senador paulista Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), que estabelece a redução da maioridade para 16 anos, para alguns crimes mais graves como homicídio qualificado e extorsão mediante sequestro e estupro. Nestes casos, o texto abre a possibilidade de o juiz aplicar a adolescentes as mesmas penas hoje impostas a criminosos adultos.

Para mudar a legislação em vigor, que prevê a condenação apenas para aqueles que possuem 18 anos completos ou mais, é necessário mudança na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Em Mato Grosso, as pessoas se mostram assustadas com os altos índices de criminalidade envolvendo menores. Outra situação que leva muitos a se posicionarem favoráveis à redução da maioridade penal é o fato de organizações criminosas e do narcotráfico recrutarem menores para o grupo, visando a impunidade de seus crimes.

quadro_municipios.jpg

A pesquisa Mark foi feita em 73 municípios durante 5 dias

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia, deputado Emanuel Pinheiro (PR), aprovou, em agosto do ano passado, um decreto propondo a realização de um plebiscito no Estado para saber o que pensa a população sobre este assunto. O TRE, no entanto, argumentou que seria muito oneroso para o Judiciário. O deputado informa que ainda há chances da consulta popular ser feita juntamente com o 1º turno destas eleições, estratégia que reduziria muitos gastos aos cofres públicos. A ideia está sendo analisada pela CCJ do Legislativo.

Para o plebiscito é necessário que se faça uma ampla campanha na mídia, dando o mesmo espaço às correntes favoráveis e contrárias para apresentar as implicações da mudança na legislação. As peças publicitárias seriam exibidas juntamente com a propaganda eleitoral, no horário gratuito, nas rádios e televisões.

De todo modo, Emanuel sustenta que o governo federal não admite o plebiscito porque o PT é radicalmente contra a redução da maioridade. “Mas isso não lhe dá o direito de evitar a manifestação popular”, enfatiza. Explica que o PT é contrário porque acredita que este é um problema que tem que ser resolvido com políticas de assistência social, de reestruturação das famílias, educação, geração de emprego e renda.

Dados técnicos

O levantamento está registrado no TRE sob o número MT-00017/2014. A margem de erro é de 3,0 pontos percentuais para mais ou para menos. Para chegar ao resultado foram ouvidas 1.224 pessoas de 73 municípios entre os dias 10 e 14 deste mês. Dentre o público consultado, 98,2% reside na zona urbana e 1,8% na área rural. Destes, 52% são homens e 48% são mulheres.

A maior parcela dos entrevistados (78,1%) possui ao menos o 1º grau completo e grande parte possui o ensino superior incompleto. Apenas 5% possuem faculdade e 3,8% são analfabetos. A média salarial é de um a cinco salários mínimos e a principal faixa etária é de 25 a 59 anos. 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • nelsonfleury | Domingo, 18 de Maio de 2014, 08h32
    0
    0

    eu como todos somos a favor, lugar de animal e na jaula e trabalho forçado para estes bichos com bola de ferro nas pernas

  • armindo netto | Domingo, 18 de Maio de 2014, 07h58
    0
    0

    A redução da idade penal já deveria acontecer há muitos anos! Mas só isso não resolve o problema. São necessárias políticas sociais e de ressocialização, reforma nos presídios e investimentos maciços em educação!

  • ressai | Sábado, 17 de Maio de 2014, 10h57
    0
    0

    Vc sabia que a unica coisa que o governador sabe fazer, sao buracos? Isto eh incrivel!

  • Seria mais proximo da realidade detectad | Sábado, 17 de Maio de 2014, 09h18
    0
    0

    Seria mais próximo da realidade detectada pela pesquisa afirmar que 94% da populaçâo quer mudanças nessa área pois se somarmos os itens pena aos 14 ,pena aos 16 e pena conforme o crime da esse total

Irmão de prefeito não deporá à CPI

francisco faiad 400 curtinha   Por meio de seu advogado Francisco Faiad (foto), Marco Polo de Freitas Pinheiro, o Popó, dono do instituto de pesquisa Mark e irmão do prefeito Emanuel Pinheiro, comunicou oficialmente hoje à CPI do Paletó, da Câmara da Capital, que não irá prestar depoimento nesta...

Nome reserva e vulnerável para IFMT

adriano 400 curtinha   O grupo do reitor Willian de Paula deve consolidar como candidato ao comando do Instituto Federal de Mato Grosso o professor Julio Santos, diretor do Campus de Alta Floresta. A eleição acontece em novembro. Mas há um candidato reserva da cúpula situacionista. Trata-se de Adriano Breunig (foto), que...

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.