Nacional

Sexta-Feira, 16 de Janeiro de 2015, 13h:46 | Atualizado: 16/01/2015, 13h:56

Tragédia

Aeronáutica aponta falhas de piloto em acidente de Campos, diz jornal

Investigação da Aeronáutica sobre o acidente que matou o então candidato à Presidência Eduardo Campos em agosto de 2014 aponta para uma sequência de erros cometidos pelo piloto, segundo reportagem do jornal "O Estado de S.Paulo" publicada nesta sexta (16).

De acordo com a reportagem, o principal fator que interferiu na tragédia foi uma falha do piloto, Marcos Martins, que se confundiu durante o procedimento de arremetida. Outros fatores que contribuíram foram falhas no treinamento dos pilotos para operar o modelo do avião e também uma falta de coordenação da cabine, já que o comandante e o copiloto não estavam se entendendo.

O G1 confirmou que a investigação apontou estes fatores. Além disso, segundo o G1 apurou, a investigação diz que o piloto, ao perceber que estava caindo, tentou recuperar altitude e impedir a queda. E também apontou que o jato caiu em baixa velocidade.

Na análise do "nariz" do Cessna, o ângulo de colisão do avião com o chão levou os investigadores a concluir que os pilotos estavam buscando evitar o choque contra o chão e elevar a altitude. Entre outros fatores que corroboram a tese, estão fotos e vídeos da colisão do avião contra o telhado de uma casa e um prédio antes de bater contra o chão. O conjunto de provas levou a apuração a entender que o Cessna não estava “caindo como um meteoro”.

Segundo o G1 apurou, a investigação concluiu que o avião, que pode atingir até 800 km/h, caiu em baixa velocidade: cerca de 230 km/h. A maior possibilidade é que ele tenha entrado em situação de estol (perda de sustentação) devido à desorientação espacial do comandante Martins.

Martins sobrevoou a pista de Santos (litoral de São Paulo) em alta altitude e ainda com o trem de pouso recolhido, sem condições para pouso. Decidiu arremeter e tentar novamente o pouso, acompanhando a pista visualmente, quando se perdeu.

Verificações detalhadas das partes da aeronave, que foram totalmente queimadas no acidente, mostram ainda que o trem de pouso e os flaps estavam recolhidos no momento da queda.

5 meses de investigações

O acidente, ocorrido em Santos enquanto Campos viajava em jato particular para compromissos de campanha, completou cinco meses nesta semana. Além do político, morreram o piloto, o copiloto e quatro assessores.

De acordo com o "Estadão", as investigações da Aeronáutica serão divulgadas a partir de fevereiro e vão apresentar uma sequência de falhas do piloto, Marcos Martins, desde a falta de treinamento até o uso de um "atalho" para acelerar o procedimento de descida.

Segundo o jornal, optar pelo "atalho" significa que o piloto não usou a rota determinada pelos manuais para o pouso na Base de Santos, não fez a manobra exigida para aquela pista e tentou pousar direto.

Ainda de acordo com o jornal, a escolha por usar  o "atalho" fez o piloto arremeter bruscamente na hora da aterrisagem e, então, passou operar os aparelhos em desacordo com as recomendações do fabricante do avião. O resultado, afirma a reportagem, é que o piloto começou a sofrer o que é tecnicamente descrito como "desorientação espacial" – quando ele não sabe se e está voando para cima, para baixo, em posição normal, de lado ou de ponta cabeça.

Ainda segundo a reportagem, não foi encontrada falha técnica no avião. As duas turbinas foram avaliadas e não apresentavam problema.

A família de Campos disse, em nota, ser "estranho" a divulgação dos dados da investigação da Aeronáutica, que ainda está em andamento, e os laudos ainda não são conclusivos.

Clique aqui e confira a reportagem na íntegra.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...

Meraldo disputa e contra próprio irmão

meraldo sa 400 curtinha   Meraldo Figueiredo Sá (foto), ex-prefeito de Acorizal por dois mandatos, está rindo à toa. Mesmo com parecer contrário do Ministério Público Eleitoral, por considerá-lo ficha-suja, Meraldo conseguiu deferimento do registro de sua candidatura. E entra no embate eleitoral com...

Gamba e efeito-vice em Alta Floresta

chico gamba 400 curtinha   O agricultor Chico Gamba (foto), que concorre a prefeito de Alta Floresta pelo PSDB, estaria disposto a substituir a vice da chapa, a empresária Roseli Gomes, a Rose da Tradição (PSC), por esta enfrentar forte desgaste político, rejeição popular e até denúncia. Mas,...

MAIS LIDAS