Nacional

Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 08h:30 | Atualizado: 24/01/2020, 08h:54

Bolsonaro descarta a possibilidade de desmembrar o ministério de Moro

Alan Santos

Jair Bolsonaro

Bolsonaro diz que está descartada a possibilidade de desmembrar o Ministério da Justiça

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta (24) que está descartada a possibilidade de desmembrar o Ministério da Justiça, comandado por Sergio Moro.

Na quinta (23), Bolsonaro havia dito que o governo estava estudando recriar a pasta da Segurança Pública, que atualmente está sob o comando de Moro. Com a mudança, Moro ficaria na Justiça e um outro ministro comandaria a área da segurança.

Bolsonaro chegou a afirmar que era "lógico" que o ministro não estava gostando do debate.

Nesta sexta, ao chegar a Nova Déli, na Índia, para uma viagem oficial, o presidente voltou ao tema. Desta vez, disse que a chance de recriar a pasta da Segurança Pública é "zero".

"O Brasil está indo muito bem, na segurança pública os números demonstram que estamos no caminho certo. É minha máxima, né, em time que está ganhando não se mexe", afirmou.

Em seguida, ele foi questionado por jornalistas se a mudança estava descartada. "Lógico que está descartado. Nem precisava responder", declarou o presidente.

"A chance no momento é zero. Tá bom ou não? Tá bom, né? Não sei amanhã. Na política, tudo muda, mas não há essa intenção de dividir [o Ministério da Justiça]. Não há essa intenção", completou Bolsonaro.

O movimento de recriação do Ministério da Segurança Pública ganhou força após uma reunião, na quarta (22), em Brasília, entre Bolsonaro e secretários estaduais de Segurança, que pediram ao presidente uma pasta específica para a área.

Bolsonaro disse que alguns secretários "podem querer enfraquecer o governo" e ressaltou que não há desgaste entre ele e Moro.

"Essa questão de novo, dos secretários, alguns, não são todos, querendo a divisão. Alguns podem estar bem intencionados e outros podem querer enfraquecer o governo. Não existe qualquer atrito entre eu e Moro, eu e [Paulo] Guedes [ministro da Economia], e qualquer outro ministro", disse Bolsonaro.

"Superministério"

Na quinta, quando afirmou que a recriação da Segurança Pública estava em análise, Bolsonaro disse que, na época em que convidou Moro para o governo, ficou acertado entre os dois que a pasta a ser comandada pelo então juiz federal seria a da Justiça.

"Se for criado [o Ministério da Segurança], daí ele [Moro] fica na Justiça. O que era inicialmente. Tanto é que, quando ele foi convidado, não existia ainda essa modulação de fundir com o Ministério da Segurança", disse o presidente.

A declaração contrariou o que o próprio Bolsonaro afirmou na época: “A questão da segurança ir para a Justiça, nós já tínhamos decidido", disse ele no Twitter em novembro de 2018.

O próprio Moro, quando aceitou o convite para ser ministro, afirmou: "Fui convidado pelo sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão”.

O Ministério da Segurança Pública foi criado na gestão do ex-presidente Michel Temer, antecessor de Bolsonaro. Devido à junção dos dois ministérios sob seu comando e ao peso de sua participação no governo, Moro foi chamado no início da gestão Bolsonaro de "superministro" da Justiça e Segurança Pública.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • GILMAR DE PAULA | Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 16h12
    1
    0

    Ainda bem que voltou atrás! Na entrevista anterior o Presidente argumentou que, entre outros motivos, "o Rodrigo Maia teria se posicionado favoravelmente a recriação do Ministério de Segurança, da mesma forma secretários de Segurança de 17 Estados também estariam pleiteando a sub-divisão do Ministério ora ocupado pelo ex juiz Moro". É lamentável! Um presidente que obteve mais de 57.000.000 de votos se curvar à vontade de um reles corrupto como Maia (o Botafogo da planilha da propina da Oderbrecht), sujeito manjado e com uma penca de denúncias. Quanto aos 17 secretários, se a moda pega, daqui a pouco vão se juntar algumas dezenas de notáveis corruptos e pleitearem a criação do MINISTÉRIO DA CORRUPÇÃO INSTITUCIONALIZADA. Desse jeito o Brasil continuará sendo "Banania".

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

Júlio apoiou Bolsonaro pra varrer o PT

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), pré-candidato a senador pelo DEM, diz que em 2018 não só votou em Bolsonaro, como participou de carreata e vestiu camisa com as cores verde e amarela em apoio à candidatura do capitão. Lembra que estava convicto naquele momento de que era preciso varrer o PT...

Já com apoio de mais de 50 prefeitos

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) não para nas articulações políticas. E, se apoio elevado de prefeitos vier a ser decisivo, ele será eleito senador na suplementar de 26 de abril. Dos 141 gestores municipais do Estado, mais de 50 já anunciaram que estarão no palanque do...

Grupo de EP e Kleber pra marketing

kleber lima 400 curtinha   O grupo do prefeito Emanuel Pinheiro decidiu abrir diálogo com o jornalista e marqueteiro Kleber Lima (foto), visando o pleito de outubro. Não há mais resistência a uma possível contratação de Kleber, independente de quem o grupo lançar ao Palácio Alencastro,...

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.