Nacional

Sábado, 23 de Janeiro de 2021, 16h:05 | Atualizado: 23/01/2021, 16h:08

12 milhões de doses

Brasil tem vacinas para imunizar apenas 3,3% de sua população contra a Covid-19


Da CNN, em São Paulo

Tony Winston - Ministério da Saúde

Pessoa sendo vacinada contra covid-19 - vacina

O governo brasileiro já recebeu cerca de 12,1 milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus, considerando as doses da Coronavac e da vacina de AstraZeneca/Fiocruz.

De acordo com estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população brasileira era de 211,2 milhões pessoas no 3º trimestre de 2020. Desta forma, as doses em posse de Ministério da Saúde, até o momento, são suficientes para imunizar apenas 3,3% dos brasileiros (7,05 milhões de pessoas).

Isso porque a Coronavac precisa de duas doses para garantir a efetiva proteção contra a Covid-19 – portanto, seria possível imunizar 5,05 milhões de pessoas –, mas a vacina da Fiocruz pode ser aplicada como um um imunizante de dose única ou com um intervalo maior entre as doses – o que permitiria imunizar usar todas suas 2 milhões de pessoas.

Apesar de a Universidade de Oxford/AstraZeneca recomedar a aplicação em duas doses da vacina, o Ministério da Saúde e a Fiocruz, que produz o imunizante no Brasil, estudam essas duas possibilidades de uso. 

No caso da imunização em duas doses, seria adotado um intervalo de três meses, mesmo tempo entre a primeria a segunda dose seguido no Reino Unido. Isso permitiria imunizar o maior número possível de brasileiros em curto período, enquanto o governo negocia a chegada de novos lotes do imunizante ou de seu princípio ativo para a produção nacional.

Já a imunização em uma dose garantiria uma eficácia de, ao menos, 73%. "Segundo os estudos clínicos, com uma dose, a vacina alcança 73% de eficácia e 82% de eficácia após a segunda dose, com um intervalo de 12 semanas entre elas", disse a Fiocruz, na sexta-feira (22), ao jornal O Estado de S. Paulo.

Imunização entre o público-alvo

De acordo com a autorização de uso emergencial emitida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), tanto a vacina do Instituto Butantan quanto a da Fiocruz só podem ser aplicadas em pessoas com mais de 18 anos já que esse foi o público-alvo de ambos estudos no país.

Esse recorte da população brasileira, segundo dados do IBGE, é composto por 162,8 milhões de brasileiros. Portanto, o país já tem capacidade de imunizar 4,3% do público-alvo dessas vacinas. Vale lembrar que crianças, gestantes e lactantes não são vacinados.

As vacinas disponíveis no país

O lote inicial de vacinas em uso no Brasil é composto por 10,1 milhões de doses da Coronavac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan e pela chinesa Sinovac, e de 2 milhões da vacina de Oxford, aplicada no país pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O primeiro lote da Coronavac, com pouco mais de 6 milhões de doses, e a totalidade de doses da vacina da Fiocruz foram aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária para uso emergêncial no domingo (17).

Já o segundo lote da Coronavac, com 4,1 milhões de unidades, recebeu o aval da agência reguladora na sexta-feira (22). Essa aprovação de uso emergencial também é válida para outras doses que serão envasadas no país.

Vale ressaltar que Ministério da Saúde considera que pode haver uma perda de até 5% das doses durante a operação.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...

Magistrado quer restrições mais duras

orlando perri 400 curtinha   Ao deferir pedido de liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo chefe do MPE-MT, José Antonio Borges, em meio a conflitos de normas editadas pelo governo estadual e pela Prefeitura da Capital, o desembargador Orlando Perri (foto) enfatiza que é preciso endurecer as medidas...

Paisagista, aliança com Pátio e a AL

claudio paisagista 400   Claudio Ferreira, o Paisagista (foto), está tão empolgado com a votação para prefeito de Rondonópolis no ano passado que pretende encarar outro teste das urnas, agora para deputado estadual, em 2022. Pelo DC, ele tentou a sucessão municipal e chegou a 17.498 votos, ficando...

90 novas UTIs só neste ano em MT

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto) disse que o governo estadual tem se empenhado ao máximo na luta pelo combate ao novo coronavírus. E enfatiza que somente neste início de ano, o Estado já habilitou 90 novos leitos de UTI para atender casos graves de Covid-19. Entre janeiro e março, foram abertos...

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...