Nacional

Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 19h:58 | Atualizado: 22/05/2019, 20h:08

Câmara aprova texto da MP que reduz número de ministérios e transfere Coaf

Luis Macedo

C�mara dos Deputados

Deputados discutem no plenário durante votação da MP da reforma administrativa

O plenário da Câmara aprovou nesta quarta-feira (22), por votação simbólica, texto-base do projeto referente à medida provisória da reforma administrativa, que estruturou o governo do presidente Jair Bolsonaro e reduziu o número de ministérios de 29 para 22.

A proposta aprovada pelos deputados no texto-base mantém o projeto da comissão mista do Congresso. O projeto transfere do Ministério da Justiça e Segurança Pública para o Ministério da Economia o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), responsável pelo combate a fraudes financeiras e de lavagem de dinheiro.

Após a votação do texto-base, deputados apreciaram os destaques (propostas de alteração do texto). Um desses destaques previa a manutenção do Coaf no Ministério da Justiça. Mas foi rejeitado por 228 votos a 210. Com isso, o Coaf será transferido para o Ministério da Economia, numa derrota para o Palácio do Planalto e, especialmente, para o titular da Justiça, ministro Sérgio Moro, que defendia a manutenção do conselho subordinado à pasta.

Após assumir a Presidência da República, Jair Bolsonaro retirou o Coaf do extinto Ministério da Fazenda (atual Ministério da Economia) para o Ministério da Justiça, mas partidos de oposição e do Centrão pressionaram o governo para que o órgão ficasse vinculado ao Ministério da Economia.

Auditores da Receita

Os parlamentares aprovaram ainda limitar as atividades de auditores da Receita. A proposta proíbe auditor da Receita Federal de investigar crime que não seja de ordem fiscal.

Recriação de ministérios

O projeto aprovado nesta quarta-feira previa o desmembramento do Ministério do Desenvolvimento Regional com a recriação de duas pastas (Integração Nacional e Cidades). Mas na votação de um dos destaques, foi mantida a fusão dos dois ministérios extintos no Ministério do Desenvolvimento Regional.

Funai

Os deputados retiraram a demarcação de terras indígenas do Ministério da Agricultura e colocaram sob a guarda da Fundação Nacional do Índio (Funai), que, pelo projeto, passa a ser vinculada ao Ministério da Justiça.
Pelo texto da MP, que está hoje em vigor, a Funai está subordinada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos. O projeto aprovado transferiu o órgão para o Ministério da Justiça.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

Pivetta vai despachar em 2 gabinetes

otaviano pivetta 400 curtinha   O governador em exercício a partir desta quinta, empresário Otaviano Pivetta (foto), vai dividir o tempo no Palácio Paiaguás pelos próximos oito dias despachando em dois gabinetes. Ora sentará na cadeira do titular Mauro Mendes, que viajou numa comitiva para a Bolívia,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.