Nacional

Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 11h:31 | Atualizado: 20/05/2020, 11h:32

Ministério da Saúde libera cloroquina para tratar o novo coronavírus na fase inicial


Metrópoles

Reprodução

Cloroquina

Governo Federal divulgou nesta quarta-feira novas orientações para tratamento do novo coronavírus, mas destacou falta de comprovação científica

Como anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nessa terça-feira (19/05), o Ministério da Saúde liberou o uso da hidroxicloquina e cloroquina para o tratamento da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, já na fase inicial.

A pasta, hoje comandada interinamente pelo general Eduardo Pazuello, divulgou nesta quarta-feira (20/05) o novo protocolo de orientações para o tratamento de pacientes com diagnóstico da doença.

Apesar da falta de evidências científicas sobre a eficácia do remédio, de acordo com o documento, pacientes adultos com sintomas leves podem tomar os medicamentos a partir do primeiro dia. O mesmo ocorre para quem tem sinais moderados e graves.

Ressalvas

O Ministério da Saúde fez ressalvas técnicas de que, na prática, a droga não tem eficácia comprovada. A mudança ocorreu após pressão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para o uso em larga escala. Dois ministros da Saúde pediram demissão por discordarem do protocolo.

A ressalva alerta para efeitos colaterais, falta de comprovação científica de eficácia e regras para prescrição médica. Além disso, o paciente a ser tratado deve autorizar o uso e assumir os riscos com o tratamento.

“Apesar de serem medicações utilizadas em diversos protocolos e de possuírem atividade in vitro demonstrada contra o coronavírus, ainda não há meta-análises de ensaios clínicos multicêntricos, controlados, cegos e randomizados que comprovem o beneficio inequívoco dessas medicações para o tratamento da Covid-19”, destaca trecho da nota técnica.

Com isso, a responsabilidade para a escolha do remédio deve ser pensada e negociada entre médico e paciente. “Assim, fica a critério do médico a prescrição, sendo necessária também a vontade declarada do paciente, conforme modelo anexo”, conclui.

Além da ressalva técnica, a defesa do protocolo frisa a mesma tendência. “Até o momento não existem evidências científicas robustas que possibilitem a indicação de terapia farmacológica específica para a Covid-19”, ressalta.

Reações

Cientistas em pesquisas em todo o mundo apontam que a droga não tem eficácia para tratamento. Ao contrário, afirmam que há efeitos colaterais graves e que podem elevar as chances de morte, como aumento de complicações cardíacas.

A cloroquina é normalmente utilizada para tratar malária e doenças autoimunes, como lúpus. “[A] cloroquina deve ser usada com precaução em portadores de doenças cardíacas, hepáticas ou renais, hematoporfiria e doenças mentais”, frisa o novo protocolo.

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) declarou que o uso da cloroquina contra a Covid-19 é “perigoso, pois tomou um aspecto político inesperado”. Para a entidade, a mudança do protocolo “vem na contramão de toda a experiência mundial e científica com esta pandemia.

“A escolha desta terapia, ou mesmo a conotação que a Covid-19 é uma doença de fácil tratamento, vem na contramão de toda a experiência mundial e científica com esta pandemia. Este posicionamento não apenas carece de evidência científica, além de ser perigoso, pois tomou um aspecto político inesperado”, destaca, em nota.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • naldo | Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 20h43
    2
    1

    Zé da roça, já comeu teu fardo de capim hoje? Como pode existir uma pessoa tão idiota, tão mau-caráter, postando aqui exatamente o que o Carluxo lhe envia por meio do gabinete do ódio! Vai criar vergonha na cara, imundo!

  • Ze da roça | Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 15h27
    1
    4

    O PT A REDE GLOBO O PSDB OS ESQUERDOPATA EM GERAL ESTÃO QUERENDO MORTE PARA VANGLORIAR NO PALANQUE POLÍTICO, MAS EU SOU A FAVOR DA VIDA PORQUE AQUI É A TERRA DE SANTA CRUZ ASSIM COMO A CLASSE MÉDIA ALTA TODOS TÊM DIREITO DE VIVER A CLOROQUINA SALVA SEJA POBRE OU RICO E A OMS COMUNISTA NÃO DITAR REGRA AQUI DENTRO EU CONFIO EM BOLSONARO ESTÁ CERTO PARABÉNS NÃO CONFIO EM LULA REDE GLOBO RODRIGO MAIA ENTRE OUTROS

  • alex r | Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 13h48
    0
    2

    Fico me perguntando pra que diabos serve : sindicatos, conselhos, profissionais e tantos outros atores quando um idiota qualquer senta na cadeira de presidente e sem conhecimento técnico nenhum manda procedimentos... O pior que o ignorante tem menos culpa do que os profissionais da área já que entendem e se omitem...

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.