Nacional

Domingo, 30 de Março de 2014, 18h:05 | Atualizado: 31/03/2014, 22h:39

50 ANOS APÓS GOLPE

Ditadura militar cassou mandato de 6 deputados no Estado - confira a lista

Demóstenes Milhomem

deputado augusto

Augusto Mário Vieira, ex-deputado 

Os governos militares de Castello Branco (64/67), Costa e Silva (67/68) e Emílio Garrastazu Medici (69/74) cassaram os mandatos de seis deputados estaduais em Mato Grosso. À época, a Assembleia contava com 30 parlamentares. Atualmente, 24 compõem o Legislativo estadual. Nenhum deles, no entanto, foi comunicado oficialmente do motivo pelo qual perdeu o cargo. O golpe militar aconteceu em 31 de março de 1964, ou seja, amanhã são exatos 50 anos do dia em que o Brasil passou a viver sob o comando dos militares.

Augusto Mário Vieira (UDN), Américo Porphirio Nassif (PTB), de Corumbá, Luiz Thomaz de Aquino (UDN), da região de Paranaíba (extremo sul), Sebastião Nunes da Cunha (PSD), Wilson Loureiro de Oliveira (UDN) e João Chama (Campo Grande) descobriram que não eram mais deputados estaduais quando tentaram entrar no prédio da AL, que funcionava junto com o Tribunal de Justiça, num prédio na avenida Getúlio Vargas.

deputados_cassados

 Dos 30 deputados  de MT, 6 perderam o mandato devido o golpe militar

Destes, apenas Augusto Mário Vieira (UDN) tinha Cuiabá como principal base eleitoral. Ex-presidente da Assembleia, Vieira se reelegeu após a cassação. Perdeu o mandato na tarde de 14 de fevereiro de 1969, por força de um Ato Institucional aplicado pelo Conselho de Segurança Nacional (CSN). Ele teria sido denunciado pelo até então colega Waldivino Guimarães.

Onofre ribeiro

Onofre Ribeiro relata detalhes da ditadura em MT

Secretário de Estado de Comunicação do governador Garcia Neto (75/79), o jornalista Onofre Ribeiro conta que, quando a ditadura militar vigorava, a liberdade parlamentar era anulada. “Qualquer coisa que fosse dita na tribuna e entendida como opositora ao regime, era motivo de cassação. Era uma forma de obter silêncio, um modo de censurar aqueles que ameaçavam os militares”, lembra.

Diferente de incontáveis perseguidos pelo Exército durante os 21 anos em que os militares estiveram no poder e apesar de terem perdido os mandados sem saberem exatamente o porquê, os seis deputados não foram submetidos a torturas físicas. Por outro lado, sofreram constrangimento moral, segundo revela Onofre. Eles recebiam visitas em casa ou eram chamados ao 16º Batalhão de Caçadores (hoje 44º Batalhão de Infantaria Motorizado, na Avenida Lava Pés) e ameaçados. Também eram deixados dias inteiros à espera de interrogatórios que ocorreriam somente no início da noite.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Maria Helena Monteiro | Quarta-Feira, 01 de Abril de 2015, 10h58
    0
    0

    Os deputados estaduais de Mato Grosso, cassados e suspensos os seus direitos politicos por 10 anos, foram por motivos de "Corrupção" e jamais perseguição ou problemas ideologicos e politicos,. Muito deles eram Membros da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, e já aprontavam coisas erradas com dinheiro publico,por isso foram Cassados e expulsos da vida publica por 10 anos. O unico que conseguiu voltar a exerçer o mandato de deputado estadual,eleito em 1986 junto com Carlos Bezerra ,do PMDB para Governador, foi o jornalista Augusto Mario Vieira,que faleceu logo após assumir o seu novo mandato,no inicio de 1987.Foram tambem cassados em 1969 pela AI-5,por questão de ideologia politica, os srs.deputados federais Wilson Martins e José Feliciano de Figueiredo (ambos do PMDB) e pessoas honradissimas e honestas.

  • GMC | Segunda-Feira, 31 de Março de 2014, 17h41
    0
    1

    Hoje não temos DITADURA MILITAR, temos PCC, COMANDO VERMELHO, Traficantes de dentro do Presídio comandando tráfico e ameaçando a todos os cidadãos que trabalham honestamente para poderem pagar durante 4 meses de serviços prestados aos Estados seus impostos, que são transformados em excelentes Escolas, Excelentes Hospitais, Excelente Segurança, Excelente Qualidades de vida, ou seja tudo de bom e de melhor com a nossa DEMOCRACIA atual.

  • Helio | Segunda-Feira, 31 de Março de 2014, 09h15
    0
    0

    Quem mobilizou os bastidores da política para cassar Vieira foi Pedrossian, paradoxalmente na mira de ser cassado pelos militares, se não fosse o Filinto. O interesse de alguns políticos de MT em ocupar o espaço de Vieira ou dele transformar-se em oposição guerrida lacrou a sua cassação. Pouco antes da sua cassação Filinto, Leal de Queiroz, H. Aquino e alguns políticos (inclusive de MT) reunidos, receberam um telefonema de F. Corrêa que dizia: "Se vocês o cassarem, darão mais força a ele, virá na oposição como dep. federal"

  • Ondino Lima Neto | Domingo, 30 de Março de 2014, 18h26
    4
    1

    Hoje temos liberdade para falar, gritar reclamar, exigir, difamar, caluniar, injuriar mas não temos saúde, educação e segurança pública.

Breunig destaca aprovação de contas

adriano breunig curtinha 400   O professor Adriano Breunig (foto), ex-adjunto e ex-secretário de Estado de Ciência e Tecnologia no Governo Silval e hoje diretor de Políticas de Desenvolvimento Institucional do IFMT, contesta o registro em Curtinha, apontando-o como candidato reserva e "vulnerável" à...

Borgato não sairá mais de secretaria

nilton borgato 400 curtinha   Nilton Borgato (foto), ex-prefeito de Glória D'Oeste e filiado ao PSD, não sairá mais do comando da secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Dias atrás, ele chegou a ser avisado pelo governador que seria substituído e que iria para o Escritório...

Dorner vai tentar prefeitura de novo

roberto dorner 400 curtinha   Em Sinop, o empresário e ex-deputado federal por alguns meses Roberto Dorner (foto), que deixou o PSD e aderiu ao Republicanos, está disposto a encarar de novo a disputa a prefeito. Em 2016, ele perdeu para Rosana Martinelli (PR) por uma diferença de 3.388 votos. É possível que ambos...

Um líder sob insatisfação dos colegas

dilmar dal bosco curtinha 400   O líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (foto), tem enfrentado crítica velada e insatisfação dos colegas, principalmente dos deputados da base. Reclamam que o interlocutor do governador Mauro não move uma palha em defesa da liberação das emendas e, nas...

Jogada do prefeito Francis em Cáceres

paulo donizete 400 curtinha caceres   A sete meses de concluir o mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (PSDB) lançou uma jogada estratégica para ver se "cola". Apoia publicamente para prefeito o seu diretor da autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete (foto), do mesmo partido, inclusive participou da reunião...

Luta por mais leitos de UTI em Sinop

rosana martinelli 400 curtinha   A prefeita de Sinop, cidade pólo do Nortão, Rosana Martinelli (PR), demonstra preocupação com os poucos leitos de UTI do Hospital Regional no município. A unidade atende moradores de mais de 30 municípios da região e só dispõe de 10. Rosana diz esperar...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.