Nacional

Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 12h:21 | Atualizado: 17/02/2020, 12h:26

Governo federal vai realizar apenas concursos "essenciais", afirma Bolsonaro

Alan Santos

Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro também defendeu a extinção de alguns cargos que, segundo ele, não cabem mais nos dias atuais, como a “função de datilógrafo”

Após o governo admitir que há uma trava para novos concursos públicos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, nesta segunda (17), que não pode ser irresponsável e abrir novos certames.

Segundo Bolsonaro, novos concursos só serão feitos caso sejam necessários. “Não é travar. É um peso muito grande o serviço público no Brasil. Vocês devem lembrar da promulgação da Constituinte, a quantidade de trens da alegria, isso inchou os quadros. Se não fizer algo, atuais servidores vão ficar sem receber lá na frente”, alertou o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada.

Bolsonaro também defendeu a extinção de alguns cargos que, segundo ele, não cabem mais nos dias atuais, como a “função de datilógrafo”.

Nesta segunda, o jornal o Estado de S. Paulo mostrou que a equipe econômica do governo estuda travar novos concursos públicos para forçar uma aprovação da reforma administrativa no Congresso Nacional.

O texto, que ainda não foi enviado aos parlamentares, vai poupar os atuais servidores. Bolsonaro reforçou que quem atualmente está no funcionalismo público não vai “perder nada”. O presidente disse esperar que a reforma seja enviada o mais rápido possível.

Segundo ele, a proposta do governo está “madura”. Bolsonaro se reunirá com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para tratar do assunto durante a tarde desta segunda.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Deputado, única causa e os interesses

xuxu 400 curtinha   Xuxu Dal Molin (foto), deputado pouco atuante e limitado a defender a bandeira do agronegócio, é mais um daqueles que demonstram, na prática, usar a política para beneficiar os seus. De familiares de agricultores, Xuxu bateu duro, se posicionando contra a proposta encaminhada pelo governador Mauro...

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.