Nacional

Domingo, 02 de Agosto de 2020, 11h:46 | Atualizado: 02/08/2020, 12h:00

Governo não consegue barrar crescimento da "turma do Maia" na Câmara Federal


Do Metrópoles

Reprodução/TVGlobo

Rodrigo Maia

O rompimento do DEM e do MDB com o grupo conhecido como “blocão”, que reunia o Centrão e outros partidos em composições na Câmara dos Deputados, fortaleceu o núcleo mais próximo ao presidente da Casa, deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A chamada “Turma do Maia” é composta por deputados que se intitulam “independentes” do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) e devem estar na mesma trincheira que o atual presidente da Câmara nas eleições marcadas para ocorrer em fevereiro de 2021 quando será determinada a sua sucessão.

Além do DEM e do MDB, o PSDB também juntou-se à “turma”, que reúne 92 deputados. “O grupo se formou muito em torno do presidente da Casa, Rodrigo Maia. Mesmo sem haver a intenção de formalizar um bloco, estamos conversando e já existem alternativas”, disse Samuel Moreira (PSDB-MG), ao Metrópoles.

O racha ocorreu porque a avaliação entre os partidos é que o blocão, sob liderança do deputado Arthur Lira (PP-AL), aproximou-se demais do governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Os parlamentares dos três partidos estão dispostos a votar a pauta econômica proposta pelo governo, com prioridade para a reforma tributária. Entretanto, ideias como a reintrodução da Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF) no sistema de tributos, defendida por Paulo Guedes, são excluídas.

“Jamais aprovaríamos. Somos contrários à criação de qualquer imposto, embora sejamos o partido mais reformista da Câmara”, disse Moreira, parlamentar que foi relator da reforma da Previdência na Câmara, em 2019.

O grupo rechaça, ainda, propostas de cunho ideológico, como a ampliação na permissão de porte de armas, pautas de comportamento e o projeto de permitir que pais eduquem suas crianças em casa, o chamado homeschooling, uma das defesas mais incisivas da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, que está parada na Câmara desde o início do governo Bolsonaro.

Cobrou, ouviu

Essa disposição já foi inclusive comunicada ao ministro-chefe da Secretaria-Geral do governo, general Luiz Eduardo Ramos, responsável pela articulação política com o Congresso. Nesta semana, Ramos recebeu o líder do MDB, Baleia Rossi (SP), um dos cotados para suceder Maia pelo grupo.

Já no início da conversa, Ramos teria reclamado da saída do MDB do bloco e disse que Lira não havia gostado. Segundo fontes palacianas, o ministro ouviu do líder emedebista quais as parcerias que poderia formar com o grupo e os seus limites. Entre as pautas convergentes estão as reformas econômicas. A nova CPMF foi descartada.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Jurandir | Domingo, 02 de Agosto de 2020, 23h05
    0
    1

    Zé da roça, está viajando na maionese. Será que o capim que está comendo está mofado? Ou lambendo o saco do "mico" te faz ficar na noia? Destilar veneno é o teu modus operandi, ou será que está simplesmente obedecendo ordens do Carluxo? Cara, vai te recolher na tua insignificância e volte quando tiver recuperado a racionalidade.

  • Ze da roça | Domingo, 02 de Agosto de 2020, 22h21
    0
    1

    JURANDI DESPEITO É COMPLEXO DE INFERIORIDADE, AGENTE FALA AQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO E QUANDO VEJO VOCÊ DESTILAR TODO ESSE VENENO É POSSÍVEL ENTENDER QUE VOCÊ É UM ESQUERDOPATA INCOMPETENTE E QUE DEVE ESTAR SUGANDO ALGUM ÓRGÃO PÚBLICO OU ENTÃO DANDO PREJUÍZO PRA ALGUÉM DENTRO DA ÁREA URBANA

  • Jurandir | Domingo, 02 de Agosto de 2020, 16h58
    2
    1

    Zé fa roça, os traidores da pátria são os idiotas recalcados, bozobostas como você. A respeito, em qual das categorias você se enquadra? Elite, burguesia podre, miliciano ou pobre de direita? Esses são os apoiadores de Bozonero,

  • Ze da roça | Domingo, 02 de Agosto de 2020, 14h41
    1
    2

    O DEPUTADO FEDERAL QUE OPTAR POR RODRIGO MAIA E NÃO POR BOLSONARO É UM TRAIDOR DA PÁTRIA....

Galli espalha "fake"; Medeiros rebate

victorio galli 400 curtinha   O ex-deputado federal Victorio Galli (foto), presidente do Patriota-MT e primeiro-suplente da chapa de Fernanda ao Senado, começou a espalhar que José Medeiros (Podemos) irá desistir da corrida para senador porque não terá o apoio que tanta esperava do presidente Bolsonaro. Medeiros,...

PSDB joga pesado pra atrair Valdeníria

carlos avalone 400 curtinha   O PSDB de Cáceres acionou até o presidente estadual do partido, deputado Carlos Avalone (foto), para tentar convencer a vereadora de cinco mandatos Valdeníria Dutra Ferreira, que hoje está no PSC, a apoiar o tucano Paulo Donizete para prefeito. Ela poderia entrar de vice da chapa ou...

Barbudo apoia Fernanda para Senado

nelson barbudo 400 curtinha   Nelson Barbudo (foto), o deputado youtuber, anunciou que vai trabalhar o nome da tenente-coronel Rúbia Fernanda (Patriota) ao Senado. Perguntado se Bolsonaro garantirá mesmo o apoio à militar, assim como fez no início do ano, bem antes da pandemia da Covid-19, Barbudo afirmou que...

Licença da PRF para disputar eleição

Arthur Nogueira_400_curtinha   As eleições municipais e ao Senado continuam inflacionando o número de pré-candidatos. O ex-superintendente da PRF, Arthur Nogueira (foto), anunciou que se afastou das atividades policiais para colocar o seu nome à disposição da Rede para concorrer a vaga da senadora...

Possível recuo de Fábio pra prefeito

fabio garcia 400 curtinha   O ex-deputado federal, primeiro-suplente do senador Jayme e presidente estadual do DEM, Fábio Garcia (foto), faz mistério sobre encarar ou não a corrida pela Prefeitura de Cuiabá. Empurrou a decisão para a próxima semana, sem precisar data e horário. O dirigente do...

Fórum aponta traição de 3 deputados

joao batista 400 curtinha   Fórum Sindical está na bronca com os deputados que aprovaram a reforma da Previdência, mas voltam seus canhões com mais força contra 3 deles: João Batista (ex-presidente do Sindispen), Delegado Claudinei e Faissal Calil. Em nota, o Fórum dispara que se elegeram com os votos...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.