Nacional

Domingo, 16 de Junho de 2019, 12h:28 | Atualizado: 16/06/2019, 12h:35

Guedes avalia ofensiva contra "lobby" para reintroduzir itens na Previdência

José Cruz/Ag Brasil

Paulo Guedes

O ministro Paulo Guedes critica parecer de relator da Reforma da Previdência no Congresso

A equipe econômica do governo avalia uma ofensiva contra o que chama de "lobby de servidores" na reforma da Previdência. O objetivo é reintroduzir na proposta itens retirados ou modificados pelo relator, Samuel Moreira (PSDB-SP), entre os quais, o trecho sobre a regra de transição.

O governo avalia que, se retomar a regra proposta, gerará de economia algo em torno de R$ 100 bilhões para os cofres públicos, fazendo com que a reforma gere uma economia total de R$ 960 bilhões. O valor inicial previsto pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, era de R$ 1,2 trilhão, em dez anos.

Segundo relatos, quando foi informado sobre a mudança na regra de transição, Paulo Guedes enviou uma mensagem ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Disse que teria de atacar a mudança. E recebeu uma resposta de Maia. O deputado disse que, se Guedes atacasse, iria defender o Congresso.

Nesta sexta (14), Guedes disse em uma entrevista que, se os deputados aprovarem o relatório de Samuel Moreira, irão "abortar a nova Previdência".

Em resposta, Maia disse que o governo se transformou em uma "usina de crises permanente" e que a Câmara irá aprovar a reforma da Previdência.

Conforme integrantes da equipe econômica, Paulo Guedes já havia aceitado recuar nos trechos que previam mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural.

Mas a retirada de estados e de municípios, além do "lobby de servidores", fizeram com que Guedes considerasse isso negativo para a Previdência.

"Fizeram a reforma do Temer, mas com a popularidade do Bolsonaro", resumiu ao blog um integrante do governo.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Breunig destaca aprovação de contas

adriano breunig curtinha 400   O professor Adriano Breunig (foto), ex-adjunto e ex-secretário de Estado de Ciência e Tecnologia no Governo Silval e hoje diretor de Políticas de Desenvolvimento Institucional do IFMT, contesta o registro em Curtinha, apontando-o como candidato reserva e "vulnerável" à...

Borgato não sairá mais de secretaria

nilton borgato 400 curtinha   Nilton Borgato (foto), ex-prefeito de Glória D'Oeste e filiado ao PSD, não sairá mais do comando da secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Dias atrás, ele chegou a ser avisado pelo governador que seria substituído e que iria para o Escritório...

Dorner vai tentar prefeitura de novo

roberto dorner 400 curtinha   Em Sinop, o empresário e ex-deputado federal por alguns meses Roberto Dorner (foto), que deixou o PSD e aderiu ao Republicanos, está disposto a encarar de novo a disputa a prefeito. Em 2016, ele perdeu para Rosana Martinelli (PR) por uma diferença de 3.388 votos. É possível que ambos...

Um líder sob insatisfação dos colegas

dilmar dal bosco curtinha 400   O líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (foto), tem enfrentado crítica velada e insatisfação dos colegas, principalmente dos deputados da base. Reclamam que o interlocutor do governador Mauro não move uma palha em defesa da liberação das emendas e, nas...

Jogada do prefeito Francis em Cáceres

paulo donizete 400 curtinha caceres   A sete meses de concluir o mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (PSDB) lançou uma jogada estratégica para ver se "cola". Apoia publicamente para prefeito o seu diretor da autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete (foto), do mesmo partido, inclusive participou da reunião...

Luta por mais leitos de UTI em Sinop

rosana martinelli 400 curtinha   A prefeita de Sinop, cidade pólo do Nortão, Rosana Martinelli (PR), demonstra preocupação com os poucos leitos de UTI do Hospital Regional no município. A unidade atende moradores de mais de 30 municípios da região e só dispõe de 10. Rosana diz esperar...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.