Nacional

Domingo, 18 de Janeiro de 2015, 08h:48 | Atualizado: 18/01/2015, 08h:51

Indonésia pede respeito a suas leis após críticas por causa de execuções

O procurador-geral da Indonésia, Muhammad Prasetyo, pediu neste domingo (18) respeito às leis do país em resposta às críticas pela execução de seis réus, entre eles cinco estrangeiros, informou a imprensa local. Os condenados - o brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, de 53 anos; uma indonésia, um holandês, dois nigerianos e um vietnamita -, todos eles por tráfico de drogas, foram fuzilados depois da meia noite local em duas penitenciárias no centro da ilha de Java.

"Podemos entender a reação do mundo e dos países que tem cidadãos que foram executados. No entanto, cada país deve respeitar as leis que se aplicam em nosso país", disse o Prasetyo, segundo o jornal "The Jakarta Globe". O procurador-geral reiterou a defesa da pena capital como medida dissuasória na luta contra o tráfico de drogas e delitos relacionados com o narcotráfico, que insistiu que vão continuar sendo castigados na Indonésia.

"Acho que se compreenderá que a pena de morte está vigente na Indonésia", disse Prasetyo em entrevista coletiva. Brasil e Holanda reagiram às execuções com consultas de seus respectivos embaixadores em Jacarta. A presidente Dilma Rousseff manifestou sua "consternação" e "indignação" após confirmada a execução de Marco Archer e após ter pedido na sexta-feira clemência em um telefonema a seu colega, Joko Widodo.

Widodo, considerado por muitos ativistas como uma esperança de mudança no país, optou pela linha dura na luta contra o narcotráfico, e no final de ano anunciou que não haveria clemência para os condenados por estes delitos. O procurador-geral indonésio anunciou a aceleração da segunda fase de execuções. "Não deve haver nenhum processo legal para ser concluído. Uma vez o tenhamos completado prepararemos as execuções tão em breve quanto for possível", disse Prasetyo ao portal 'Jpnn.com'.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • carlos alberto da silva | Segunda-Feira, 19 de Janeiro de 2015, 07h29
    0
    0

    Vergonha na cara ten que ter as pessoas que apoiam a pena de morte, ate Para bandidos. No final, se tornam iguais ou pior que este Brasileiro que fora executado. Leiam mais a biblia.

  • Alvaro José Ormond | Domingo, 18 de Janeiro de 2015, 21h28
    0
    0

    As autoridades brasileiras com a liderança da Presidenta Dilma, que disseram estar constrangidas pela execução do traficante Marco Archer, deveriam criar vergonha na cara e pedir desculpas a sociedade brasileira por essa atitude insana de proteger bandidos. Enquanto a presidenta pede clemência a um bandido, tentando deturpar a soberania de uma nação, esquece que no Brasil vivemos em uma convulsão social onde são executados mais de cinquenta mil brasileiros todos os anos. A pena de morte executa quem infringe a lei que prevê pena de morte para determinados tipos de crimes, enquanto que milhares de brasileiros são executados no Brasil injustamente sem nunca ter cometidos crime algum. No meu ponto de vista, eu gostaria de ver a Presidenta Dilma articular o Congresso Nacional Brasileiro para fazer uma Reforma Constitucional e abolir a cláusula pétrea que coíbe a instituição da pena de morte no Brasil. Não tenho dúvidas que se no Brasil tivesse a pena de morte para crimes como: Narcotráfico, Corrupção, Pistolagem e Assalto a Mão Armada, o Brasil seria um paraíso e não tínhamos a execução de mais de cinquenta mil brasileiros todos os anos, que mata por ano mais que a Guerra do Veatinã, que durou cerca de uma década é considerada até hoje como uma guerra sangrenta. Essa farra criminosa ocorre Brasil devido ao Sistema Jurídico Brasileiro ser muito lite, instituído intencionalmente para proteger bandidos e que em contra partida sacrifica os cidadãos de bens. Eu particularmente fico estarrecido em ver as autoridades brasileiras fecharem os olhos para os nossos problemas internos enquanto pedem clemência para um bandido maior de vinte e um anos de idade, altamente capaz e responsável pelos seus próprios atos e que foi flagrado no exercício do narcotráfico.

  • justiceiro | Domingo, 18 de Janeiro de 2015, 11h59
    2
    0

    o presidente da indonesia tem varios motivos para pedir respeito as suas leis,afinal esse traficante nao estava levando bolachas nen brimquedo para as criancas pobre da indonesia,ele estava levando 13 kilos de cocaina pura. droga essa usada pela elite porcausa do seu preco que e muito alto.imagina o estrago que esses 13 kilos de cocaina ia fazer na vida das pessoas da indonesia, que esta execucao fica de exemplo para os traficantes filhos de papai que tem esta espalhado no brasil inteiro.

  • Silva | Domingo, 18 de Janeiro de 2015, 08h58
    2
    0

    Traficantes pensam apenas em si mesmos, jamais na destruição que causam para muitas famílias. Desalmados, não têm pena e piedade de ninguém. ........................ ................ ............. O perfil de Marco Archer por um jornalista que conversou com ele 4 dias na prisão http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-perfil-de-marco-archer-por-um-jornalista-que-conversou-com-ele-4-dias-na-prisao/

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...

Meraldo disputa e contra próprio irmão

meraldo sa 400 curtinha   Meraldo Figueiredo Sá (foto), ex-prefeito de Acorizal por dois mandatos, está rindo à toa. Mesmo com parecer contrário do Ministério Público Eleitoral, por considerá-lo ficha-suja, Meraldo conseguiu deferimento do registro de sua candidatura. E entra no embate eleitoral com...

Gamba e efeito-vice em Alta Floresta

chico gamba 400 curtinha   O agricultor Chico Gamba (foto), que concorre a prefeito de Alta Floresta pelo PSDB, estaria disposto a substituir a vice da chapa, a empresária Roseli Gomes, a Rose da Tradição (PSC), por esta enfrentar forte desgaste político, rejeição popular e até denúncia. Mas,...

MAIS LIDAS