Nacional

Domingo, 15 de Setembro de 2019, 11h:24 | Atualizado: 15/09/2019, 11h:33

Lais Ribeiro relata assédio que terminou em demissão: "O teste do sofá caiu"


Globo

Vinte minutos entre um  casting  e outro da semana de moda de Nova York. Esse é o tempo que Lais Ribeiro tem para falar sobre a vida de Angel (nome dado às modelos que formam o  squad  da Victoria’s Secret), o novo reality show que apresentará em fevereiro e os desafios de conciliar o trabalho com a criação do filho Alexandre, de 11 anos, há cinco diagnosticado com autismo.

Nascida em Miguel Alves, cidade rural de 33 mil habitantes, a 112 quilômetros de Teresina, capital do Piauí, Lais é a caçula dos três filhos de uma professora primária e um funcionário público. Desde cedo, aprendeu a batalhar. “Se faltava dinheiro para a carne, saíamos para pescar ou caçar jacarés. Foi uma infância simples, mas muito feliz”, recorda-se.

A personalidade forte a que a modelo, de 28 anos, se refere a ajudou não só a conseguir os melhores trabalhos (Balmain, Chanel, Louis Vuitton, só para citar alguns), como fez com que conquistasse o respeito em uma categoria, muitas vezes, equivocada.

Anos atrás, Lais denunciou por assédio o fotógrafo David Bellemere, colaborador da Victoria’s Secret. “Muita gente lá fora acha que brasileira é p... Estávamos numa festa no Caribe, depois de um ensaio de moda praia. Ele me pegou com força e tentou me beijar”, conta.“Cheguei de viagem e denunciei o cara na hora. No dia seguinte, ele foi demitido.”

Depois do episódio, Mario Testino e Bruce Weber, fotógrafos grifados, também foram denunciados e perderam trabalhos importantes. “Movimentos como  Time’s Up  e  Me Too  encorajaram as denúncias na moda. O teste do sofá caiu”, avalia Lais. Ed Razek, diretor de marketing da Victoria’s Secret que deixou a empresa no mês passado, foi quem a acolheu e agiu rapidamente diante das denúncias. “Ele era um pai para mim. Quando soube que ia deixar a empresa, fiquei arrasada. Só não saí falando por medo de represália.”

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Parlamentar anda cabreiro até na AL

sebastiao rezende 400 curtinha   Sebastião Rezende (foto), que exerce o 5º mandato, anda cabreiro e assustado, até mesmo na hora de circular pelos corredores da Assembleia. E não pode avistar um jornalista que sai correndo. Na terça, após a sessão ordinária, o deputado acelerou os passos quando...

10 anos "adormecida" sobre Energisa

gisela 400 curtinha   Depois de mais de 10 anos atuando no Procon, a advogada e primeira-suplente de deputada federal Gisela Simona (Pros) agora que se acordou para a gravidade sobre a prestação de serviços da Energisa, campeã de reclamações junto ao próprio Procon. Passou todos esses anos sem mover...

Demitida por ter apoiado Bolsonaro

josenai 400 curtinha   A aprovação em seletivo não foi suficiente para que o contrato da professora Josenai Terra (foto), que se estenderia até dezembro deste ano, fosse cumprido pela Unemat Campus Tangará da Serra. A professora lecionava desde 2017, mas em setembro de 2018 foi a única contratada para...

Prioridade do DEM é reeleger Bussiki

marcelo bussiki 400 curtinha   Dos 25 vereadores, inclusive todos determinados a buscar a reeleição, um deles vai concorrer numa condição um tanto confortável. Trata-se de Marcelo Bussiki (foto), que integra o grupo político do governador Mauro, de quem, aliás, foi controlador-geral do...

Detran-MT recria taxa e fixa R$ 316

Entra em vigor a partir de hoje a lei 10.956, que cria uma taxa de R$ 316 para registro de contrato de financiamento de veículo, com cláusula de alienação fiduciária, de arrendamento mercantil, de compra e venda com reserva de domínio ou de penhor. A taxa será paga pelas agências financeiras e não pelos compradores. A partir de agora o serviço passa a ser executado e gerenciado 100% pelo Detran-MT. Por se tratar de nova...

Efetivos ilegais temem delação de Riva

Não são só os deputados e ex-parlamentares que estão em desespero por causa da eminente delação do ex-presidente da Assembleia José Riva junto ao MPE. Quem também se encontra em apuros são aqueles servidores que já enfrentam processo na Justiça por terem sido supostamente efetivados de forma ilegal à época em que Riva comandava a AL. Segundo o MPE,  eles foram estabilizados por atos administrativos...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.