Nacional

Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019, 18h:55 | Atualizado: 11/11/2019, 19h:00

MBL mineiro defende membro acusado de racismo em bar, mas admite expulsão

Reprodução

Thiago Dayrell

Thiago Dayrell chegou a ser preso por injúria racial

Um homem de 24 anos que atua como porta-voz do Movimento Brasil Livre (MBL) em Minas Gerais se envolveu em uma confusão em um bar de Belo Horizonte no último sábado (09) e está sendo acusado de agressão e injúria racial por uma funcionária do local. Em nota divulgada nesta segunda (11), o MBL defende o filiado e chama a denúncia de “acusações mentirosas”, mas informa que vai expulsá-lo caso as investigações mostrem que ele é culpado.

Thiago Loureiro Dayrell Costa chegou a ser preso por injúria racial e pagou R$ 1 mil de fiança para ser liberado, segundo o jornal O Estado de Minas. O Metrópoles entrou em contato com a Polícia Civil de Minas Gerais para confirmar a informação, mas ainda aguarda resposta.

As versões sobre a ocorrência são discordantes. A cozinheira Eliana da Silva, 43 anos, declarou à polícia que tentou interferir em uma discussão entre Costa e outra funcionária do estabelecimento e foi agredida por ele: além de ser chamada de “crioula”, ela teria sido segura pelo pescoço e chutada na perna pelo homem. A mulher, que é diabética, chegou a passar mal e desmaiar após a confusão, segundo testemunhas.

“É uma dor na alma que eu vou carregar pelo resto na vida. Estou com o meu emocional abalado. Em pleno 2020 ter que passar por isso? Não tenho palavras para descrever”, disse ela, segundo o portal G1.

Já o porta-voz do MBL disse à polícia que a briga começou quando ele, que bebia uma cerveja com a namorada na área externa do Takos Mexican Gastrobar, que fica no bairro da Savassi, entrou no estabelecimento para reclamar da demora na comida que havia pedido. Ele disse que foi xingado por um funcionário e colocado para fora a socos e chutes. Thiago Costa negou ter usado palavras de cunho racista na discussão.

MBL vê perseguição

Em nota, a coordenação nacional do MBL informou que “repudia a escalada de acusações mentirosas contra o coordenador Thiago Dayrell nas últimas 24 horas”. “Como se pode ver pelo próprio vídeo gravado, não há qualquer ofensa racial proferida pelo rapaz. Ao Contrário. A agressão efetiva foi cometida pelos funcionários do estabelecimento contra ele, como ficou comprovado em boletim de ocorrência feito após o incidente, que traz fotos de marcas e escoriações provocadas pelas agressões”, diz a nota. O MBL, porém, não mostra o vídeo citado.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • ROBSON JOSÉ | Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019, 19h40
    3
    3

    São fascistas mesmo, essa gente tem que começar a apanhar no meio da rua, já que não tem justiça para eles. São Bolsonarianos, gente que não respeita os outros. O ódio a esse povo.

Matéria(s) relacionada(s):

Prova da lisura de membros do Gaeco

paulo prado 400 curtinha   O resultado da auditoria do TCE-MT sobre a prestação de contas do Gaeco das verbas secretas, entre 2012 e 2017, assegurando a sua legalidade, resgata a credibilidade, lisura e reputação ilibada dos membros que atuaram na época nesse braço investigativo do MPE, como o procurador e...

Posse 2 dias antes do possível retorno

maluf 400 curtinha   Guilherme Maluf (foto), que nem esquentou direito a cadeira de conselheiro, vai tomar posse na presidência do TCE-MT dois dias antes do STJ julgar um recurso que tende a suspender as medidas cautelares e definir pelo retorno ao Pleno dos cinco conselheiros afastados há dois anos. A solenidade acontece no...

Alerta sobre hanseníase nos presídios

alexandre bustamante curtinha 400   Duas secretarias do TCE ingressaram com representação contra duas secretarias de Estado. As de Controle Externo de Educação e Segurança Pública e de Saúde e Meio Ambiente acionaram no próprio Tribunal as pastas de Segurança Pública,...

Reunião pra complô desmoraliza Abílio

abilio 400 curtinha   A considerar as imagens de circuito interno de vídeo do hospital privado São Benedito, exibidas nesta quinta, durante sessão na Câmara de Cuiabá, a situação de Abílio Brunini (foto) se complica mais ainda. Investigado pela Comissão de Ética por reincidentes...

Contra mudar multas do Fundecontas

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro (foto) vetou a inclusão de um dispositivo no artigo 2º da lei de 2005 que criou o Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE. Essa alteração foi aprovada pela Assembleia na sessão de 29 de outubro e, na prática, iria retirar e dar outro...

Ex-deputado quer comandar Chapada

roberto nunes 400   O ex-deputado Roberto Nunes (foto), que recebe dois vencimentos da Assembleia, um como aposentado e outro como beneficiário do extinto FAP, somando mais de R$ 30 mil mensais, está se articulando para encarar mesmo a disputa pela Prefeitura de Chapada dos Guimarães. Transferiu para lá o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.